/

Em Itália, todos os alunos vão passar de ano. Mas serão avaliados

A Itália decidiu que que todos os alunos vão passar de anos, mas que serão avaliados, avançou na segunda-feira o Governo daquele país, que esteve reunido em Conselho de Ministros.

“Pensamos em duas opções que possibilitarão fazer exames segundo as aprendizagens adquiridas graças ao ensino à distância, mas há que recuperar aprendizagens, o que será feito em setembro”, afirmou a ministra da educação, Lucia Azzolina, citada pelo Diário de Notícias (DN).

Perto de 18 de maio o Governo decidirá se há ou não condições para as aulas presenciais serem retomadas. Em caso afirmativo, haverá quatro semanas de aulas, os alunos pré-universitários terão de fazer exames para o ensino superior e os de 14 anos serão testes a nível nacional para prosseguirem os estudos secundários.

Se nessa data, contudo, as medidas de contenção se mantiverem, os estudantes que pretendem entrar nas universidades terão de fazer uma prova oral em qualquer uma das plataformas digitais, enquanto os de 14 anos ficarão isentos de exame.

Embora a aprovação dos alunos esteja garantida, a ideia é avaliar o “esforço demonstrado pelos alunos” nas aulas à distância para os motivar a ligar o computador todos os dias, lê-se ainda no DN.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.