País em duodécimos seria uma “irresponsabilidade”. Bloco acusa Governo de chantagem “inaceitável”

Bloco de Esquerda / Flickr

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, falou, em entrevista à Rádio Observador, sobre as negociações com o Governo para a aprovação do Orçamento de Estado para 2021.

Em entrevista à Rádio Observador, a coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, disse que, como está, o documento “não tem condições para ser viabilizado” pelo partido. Porém, a líder bloquisra afasta a ideia de que o país possa chegar ao próximo ano em duodécimos, o que seria uma “irresponsabilidade”.

“Espero que o primeiro-ministro não queira um país em duodécimos”, disse Catarina Martins, numa altura em que o Governo tenta chegar a um acordo com os parceiros da esquerda para viabilizar a proposta de OE 2021.

O “BE tem estado a defender soluções para o país. Mesmo quando o Governo recusa as propostas apresentadas, o BE tem apresentado contrapropostas“, notou.

Catarina Martins disse que está “muito concentrada em ter um OE que responda aos problemas” que o país atravessa. “A proposta, tal como está, é má”, reiterou.

Questionada se seria melhor duodécimos, em resultado de um chumbo da proposta do Governo, Catarina Martins diz que o que é “preferível é sermos sérios.

Catarina Martins criticou, na mesma entrevista, que, “em vez de se enfrentar os problemas, há a chantagem da crise politica”.

Na entrevista à TVI de segunda-feira, o primeiro-ministro António Costa disse que a esquerda se juntou “à direita”. “Acho inaceitável. Agora, cada vez que o PS não negoceia diz que a esquerda se juntou à direita? Isto não é sério em democracia”, respondeu Catarina Martins.

A coordenadora bloquista quis “desmontar a chantagem da crise política”. “Ninguém está aqui para deitar a toalha ao chão. Há uma forma terrível de fazer política nos momentos difíceis, que é arranjar pretextos para falhar. Espero que não seja isso [que António Costa está a fazer]”, avisou.

Bloco exige três mudanças chave

“Surpreendido” pela negativa com o desenho da sua proposta para uma nova prestação social para trabalhadores desprotegidos, Catarina Martins aponta três pontos que teriam de mudar no novo apoio.

Um dos problemas do partido com a nova prestação social é o tempo, sendo que tem um período máximo de 12 meses para os trabalhadores dependentes ou independentes cuja prestação de proteção no desemprego tenha terminado após 1 de janeiro do próximo ano, e para os demais, a ajuda é atribuída, no máximo, por seis meses, consecutivos ou interpolados.

Por outro lado, há discordância nas condições de acesso ao apoio, que, como estão definidas atualmente, “deixam quase toda a gente de fora”, defendeu Catarina Martins. “Temos de fazer uma condição de recurso em que nenhum membro do agregado fique em situação de pobreza”.

Por fim, há problemas no valor. O Bloco queria definir um limite mínimo mais alto, de um Indexante dos apoios sociais (IAS). “O mínimo dos mínimos” é garantir que, para o ano, “não cortem para metade” a prestação para quem agora teve acesso a apoios extraordinários e não tem atividade.

Bloco quer que seja Parlamento a investigar Novo Banco

Catarina Martins disse que, apesar de confiar no Ministério Público (MP), prefere que seja o Parlamento a liderar a investigação ao Novo Banco para não ter de esperar 10 anos para saber o que se está a passar no banco.

“Se entregarmos isto aos tempos do Ministério Público e o Parlamento não fizer nada para investigar para saber o que se está a passar, vamos ter pago tudo à Lone Star, a Lone Star vende o Novo Banco, até pode destruir o banco, que passarão dez anos sem sabermos o que se passou”, disse Catarina Martins.

A líder bloquista disse ainda que “há indícios muito fortes de que a Lone Star está a vender ativos a preço de saldo e não se sabe muito bem a quem”.

Assim, Catarina Martins voltou a instar o Governo a não dar mais dinheiro para o Fundo de Resolução injetar no Novo Banco sem serem conhecidos os resultados da auditoria que a Assembleia da República já pediu ao Tribunal de Contas.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Numa verdadeira cena à James Bond, homem foge do FBI numa scooter subaquática

Um americano que estava a ser procurado por um suposto envolvimento num esquema de fraude, foi preso na passada segunda-feira, dia 16, após usar uma "scooter marítima" subaquática para tentar fugir do FBI. Quem assistiu ao …

Após quase terem sido extintas, baleias azuis estão a voltar à Geórgia do Sul

A baleia azul regressou às águas em torno da ilha Geórgia do Sul, quase um século depois de este animal ter sido quase extinto pela caça industrial. A remota ilha Geórgia do Sul, perto da Antártida, era …

Manuscritos de "A Origem das Espécies" divulgados online pela primeira vez

Duas páginas originais do rascunho manuscrito de "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, foram divulgadas online pela primeira vez. Além disso, foram ainda publicadas cartas e notas de leitura nunca antes vistas. Os documentos foram …

Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal. A Electronic Arts e a …

A MINI criou uma van perfeita que foi pensada para relaxar, usufruir e conviver

A marca de automóveis MINI apresentou o projeto do Vision Urbanaut. Este veículo é uma van completamente moderna e sustentável, pois oferece mais espaço interior e versatilidade, e ainda deixa uma pegada ecológica mínima. Esta van …

Covid-19. Angela Merkel alerta sobre plano de vacinação para países mais pobres

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou os líderes dos países mais desenvolvidos que o progresso no desenvolvimento de um sistema de distribuição de vacinas para nações mais necessitadas tem sido lento e que essa questão …

Explosão em Beirute. Danos segurados rondam mil milhões

As vítimas da explosão que destruiu o porto de Beirute e área circundante, em agosto, apresentaram um total de 14.921 reclamações de seguro, totalizando danos segurados estimados em perto de 1,62 biliões de libras libanesas …

Centenas de pessoas que morreram de covid-19 em Nova Iorque continuam em camiões frigoríficos

Muitos destes cadáveres, que continuam em camiões frigoríficos, são de pessoas cujas famílias não puderam ser localizadas ou que não podem cobrir os custos do enterro. De acordo com o The Wall Street Journal, cerca de …

Bolsonaro responsabiliza estados e municípios por não usarem testes

Mais de 6,8 milhões de testes RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde brasileiro, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, direcionou para estados e municípios a responsabilidade …

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …