Inquérito contra Dias Loureiro e Oliveira e Costa arquivado “com insinuações”

O Ministério Público informou que arquivou esta terça-feira o inquérito contra Dias Loureiro e José de Oliveira e Costa relacionado com o caso BPN.

O Ministério Público justifica o despacho de arquivamento com o facto de não ter sido possível identificar, “de forma conclusiva, todos os factos suscetíveis de integrar os crimes imputados aos arguidos”, após análise de “informação bancária relativa às operações e aos sujeitos intervenientes”.

O ex-ministro e ex-deputado do PSD Dias Loureiro e o antigo presidente do BPN e ex-secretário de Estado José de Oliveira e Costa estavam indiciados pelos crimes de burla qualificada, branqueamento e fraude fiscal qualificada.

“Não obstante as diligências realizadas, não foi possível reunir prova suficiente, suscetível de ser confirmada em julgamento, da prática dos crimes imputados a estes arguidos e ao cidadão libanês, suspeito Abdul al-Assir“, adianta a comunicação do Ministério Público.

O arquivamento do inquérito, que decorreu no Departamento Central de Investigação e Ação Penal, abrangeu um outro arguido, Luís Caprichoso, ex-administrador da Sociedade Lusa de Negócios, com o Ministério Público a entender que “não praticou” o crime de fraude fiscal qualificada “que lhe foi imputado”.

A investigação visou a “prática de factos conexos com o Grupo BPN/SLN, com o negócio de venda da sociedade REDAL, de Marrocos, e com a aquisição de uma participação de 25% do capital da sociedade BIOMETRICS, de Porto Rico”.

Dias Loureiro está estarrecido “com insinuações”

Em declarações ao DN, o antigo ministro de Cavaco Silva e ex-dirigente do PSD afirma-se “estarrecido e preocupado” com o despacho de arquivamento do Ministério Público.

Dias Loureiro sublinha que esteve “oito anos sob suspeita, e tudo devido a um inquérito”. “Estamos a falar do arquivamento de um inquérito”, sublinha o antigo ministro social-democrata, lembrando que foi ouvido pelas autoridades numa única ocasião, há oito anos, altura em que lhe apresentaram os factos e os crimes de que era indiciado.

“Fico estarrecido com isto. Estarrecido e preocupado”, diz Dias Loureiro, lembrando que nestes oito anos sempre manteve o silêncio, e que foi nesse estado que foi assistindo a “fugas de informação sistemáticas, para agora se fazer um arquivamento com insinuações”.

O antigo dirigente do PSD, ainda em declarações ao DN, estranha que a acusação tenha passado oito anos a investigar, “oito anos em que viram tudo o que tinham para ver” da vida dele, para agora arquivarem o processo mantendo dúvidas.

“Se tinham dúvidas deviam ter usado o contraditório, se tinham dúvidas perguntavam“, diz Dias Loureiro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Não se queixem quando a justiça começar a ser feita pelas próprias mãos pois essa é a única que realmente funciona!!!

  2. Então tem razão em pedir uma indemnização por estarem oito anos a serem acusados de corruptos e que originou ao Dr. Dias Loureiro ter de sair do País, coitado ( será que foi com vergonha ? ).
    Isto vem confirmar que os compadres não se podem atingir uns aos outros.
    Realmente não se queixem quando a justiça começar a ser feita pelas próprias mãos ( ora nesta ocasião entra a GNR para defender os corruptos ).
    Já no tempo do Dr. Salazar os portugueses eram considerados os carneiros da Europa pois acreditavam em tudo o que lhes diziam. CHIÇA QUE ISTO ESTÁ UMA BAGUNÇA.

  3. É preciso ter vergonha……pelo menos para quem saiba o que isso é.
    A Justiça em Portugal se calhar é o que merecemos….
    Será que ninguém vê que a principal causa do ponto onde nós chegamos é causada pelo fato de alguns poucos que julgam só conseguirem olhar para o umbigo.
    É pena ver até onde chega a indecência.

  4. Conclusão:
    Não houve sequer má gestão do BPN, quanto mais “mão criminosa”, mas o banco extinguiu-se com a intervenção do estado e do dinheiro público.
    Houve motivo para um grande alarido do MP com suspeitas de crimes, que se mostraram infundadas ao fim de 8 anos.
    A SLN e outras siglas são como o holocausto (para alguns), nunca existiram.
    O dinheiro, o nosso dinheiro, que o estado “enfiou” nesta confusão para solucionar o problema foi alguma invenção de pessoas maldosas, afinal não foi bem assim…
    Muito credível este sistema judicial…

RESPONDER

Redução de 3% na eletricidade para o mercado regulado entra em vigor esta terça-feira

A descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh), ou seja, uma redução de aproximadamente 3% no total da fatura de eletricidade dos consumidores, entra esta terça-feira em …

Em termos económicos estamos pior que "numa situação de guerra", diz Daniel Bessa

“Na recuperação da economia não podemos esperar uma fase ascendente tão rápida. Vamos ter uma recuperação mais lenta", alerta o economista Daniel Bessa. O economista Daniel Bessa considera que a atual situação económica, decorrente da pandemia, …

Escolas não devem reabrir em abril

Esta terça-feira ao início da tarde, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que as escolas vão manter-se fechadas até ao final de abril. Marcelo Rebelo de Sousa esteve reunido, esta terça-feira, com especialistas …

Câmara de Comércio e Governo criam gabinete de apoio às empresas

A Câmara de Comércio e Indústria (CCIP) e o Governo criaram um gabinete de apoio às empresas para esclarecer e facilitar o acesso das companhias às ajudas lançadas pelo executivo. Segundo noticiou a TSF, a estrutura, …

Tragédia continua. Encontrado corpo de sobrinha-neta de John F. Kennedy

O corpo da sobrinha-neta do ex-Presidente norte-americano John F. Kennedy, que estava desaparecida com o filho desde quinta-feira, foi encontrado na segunda-feira, informaram esta terça-feira os meios de comunicação norte-americanos. Maeve Kennedy Townsend McKean, de 40 …

Jornal Económico e A Bola avançam para regime de lay-off

O Jornal Económico e o desportivo A Bola vão avançar para o regime de lay-off devido a quebras significativas nas vendas e publicidade desencadeadas pela pandemia de covid-19, que já fez mais de 300 vítimas …

Moratória nos créditos à habitação não suspende Seguros (e pode ter que os pagar durante mais tempo)

A suspensão dos pagamentos dos empréstimos do Crédito à Habitação, por parte dos clientes bancários que queiram aderir à moratória aprovada pelo Governo, pode não travar os pagamentos dos Seguros de Vida e Multi-riscos que …

Espanha poderá ser o primeiro país na Europa a avançar com rendimento básico universal

A ministra da Economia espanhola assegurou, este domingo, que o Governo está a trabalhar para aplicar o rendimento básico universal, embora não tenha dado ainda uma data concreta. Em declarações ao canal televisivo laSexta, a ministra …

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …