Incêndio em Pedrógão Grande faz 19 mortos

Paulo Cunha / Lusa

Incêndio em Pedrógão Grande

Incêndio em Pedrógão Grande

Dezanove pessoas morreram hoje no incêndio que deflagrou durante a tarde no concelho de Pedrógão Grande, disse o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

“Temos a confirmação de 19 vítimas mortais, civis”, disse Jorge Gomes, que explicou que 16 pessoas morreram carbonizadas dentro dos carros em que seguiam, na estrada nacional que liga Figueiró a Castanheira de Pêra.

As outras três pessoas morreram por inalação de fumos, no concelho de Figueiró dos Vinhos, acrescentou o secretário de Estado, em declarações aos jornalistas em Pedrógão Grande.

Segundo Jorge Gomes, além das 19 vítimas mortais, há ainda vinte feridos, seis dos quais bombeiros, e duas pessoas desaparecidas. Dos 14 feridos civis, dez estão em estado grave e cinco dos seis bombeiros foram retirados do terreno, para serem assistidos.

Jorge Gomes explicou que este incêndio se propagou “de forma que não tem explicação nenhuma” e que tem quatro frentes ativas, três com “uma violência muito grande”.

Há “localidades afetadas”, mas ainda não foi possível determinar os danos causados pelo incêndio “porque não se consegue penetrar na floresta nem nos caminhos para as aldeias”, acrescentou Jorge Gomes.

Paulo Cunha / Lusa

Incêndio em Pedrógão Grande

Incêndio em Pedrógão Grande

Temos localidades e lugares sem luz, bem como a vila”, afirmou o presidente da câmara de Figueiró dos Vinhos, Jorge Abreu, acrescentando que o centro de saúde está a funcionar com geradores. De acordo com o autarca, há casas ardidas e alguns feridos estão a receber assistência no centro de saúde.

Nunca vi uma situação assim, é muito preocupante, não estamos a conseguir chegar a todo o lado”, acrescentou Jorge Abreu.

O incêndio deflagrou pelas 14:00 nos Escalos Fundeiros, no norte do distrito, e obrigou ao corte do Itinerário Complementar 8, bastante a sul daquela ignição, isolou aldeias e levou mesmo alguns habitantes a abandonar as suas casas por precaução.

Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, estão a combater este incêndio 488 bombeiros com 160 viaturas e um meio aéreo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Onde estão os submarinos do Portas??!!1
    E condições para a proteção civil trabalhar? (jipes, tanques, aviões, etc..)
    Ah!! não dinheiro…apenas ha dinheiro para submarinos que ninguem conhece e que não fazem falta nenhuma…
    Portugal no seu melhor…

  2. Portugal um país pequeno mas difícil de administrar. Todos os anos os bombeiros protestam porque os milhões nunca chegam para o negócio do fogo, a montante e a jusante (Kamov, mangueiras, carros e equipamentos pessoais de combate, salários para os bombeiros, dinheiro para as instalações, gasolina,…. Alguns até são os que iniciam a época do fogo!
    Os incendiários (com: loucura, copofonia e traços vingativos) quando descobertos, são mandados para casa com obrigação de apresentação/assinatura na GNR ou PSP e entretanto, no intervalo, ateiam vários incêndios.
    Os incendiários reincidentes devem ser presos na época dos fogos, em nome do interesse coletivo!
    Décadas de planos e estudos, milhares de bombeiros voluntários, sempre a crescerem, e a situação nunca se resolve! Incompetência ou máfia

  3. O crime de incêndio deveria ser equiparado a Homicídio por negligência consciente!…

    E se os meios de combate fossem todos do estado e profissionalizados, já se acabava com a “mama” de empresas que alugam helicópteros etc… Se menos pessoas lucrassem com os incêndios, muito menos eles aconteciam!!

  4. Porque razão a proteção civil Portuguesa tem os meios que os outros países têm?
    Ou será preciso o Dias Loureiro negociar com o Governo ou ficar à frente desse negócio?
    Será necessário morrerem mais pessoas para resolverem este problema?

RESPONDER

Áustria reitera rejeição de acordo comercial UE-Mercosul

O Governo austríaco, numa carta enviada ao primeiro-ministro, António Costa, reiterou a sua rejeição do acordo comercial UE-Mercosul e apelou a que Portugal, enquanto presidência da União Europeia (UE), “assegure” que a sua votação seja …

Em Málaga, pode comer-se o pão mais caro do mundo. É feito com ouro e prata

É na padaria espanhola Pan Piña que se confeciona aquele que é, de momento, o pão mais caro de todo o mundo. Este é vendido por uma quantia que pode chegar até aos 3.700 euros …

Novas evidências apontam eventual localização dos destroços do MH370. Jornalista sugere que foi abatido

O chefe da busca fracassada pelo voo MH370 da Malaysia Airlines está a pedir um novo inquérito com base em novas evidências que podem finalmente resolver o mistério do desaparecimento da aeronave há sete anos. De …

Cidade nos EUA testou o rendimento básico universal. "Os números foram incríveis"

Além de a percentagem de pessoas que tinham um emprego a tempo inteiro ter subido, os participantes da iniciativa também relataram sentir-se menos ansiosos. De acordo com o estudo publicado esta quarta-feira, citado pela agência …

Belenenses 0-3 Benfica | Vendaval suíço após o descanso

O Benfica venceu o dérbi com a Belenenses SAD, em jogo a contar para 22ª jornada da Liga NOS, por 3-0. Uma partida que teve uma primeira parte mal jogada e com muitas dificuldades para as …

Investigador apresenta nova geração de drones minúsculos e ágeis. São inspirados em mosquitos

Os mosquitos são insetos incrivelmente acrobáticos e resistentes durante o voo, o que os ajuda a navegar entre rajadas de vento, obstáculos e incertezas. Agora, uma equipa de investigadores construiu um sistema que se aproxima …

OMS considera que a pandemia podia ter sido evitada se alguns países não tivessem sido lentos a reagir

O diretor-geral da OMS afirmou esta segunda-feira que alguns países reagiram lentamente à declaração de emergência sanitária global em janeiro de 2020, desperdiçando-se uma "janela de oportunidade" para evitar a pandemia de covid-19. "A 30 de …

Louvre recupera armadura do século XVI roubada há quase 40 anos

O peitoral e o capacete elaboradamente decorados, que estavam desaparecidos desde 1983, datam do século XVI e voltaram finalmente ao museu do Louvre, em França. Quase quatro décadas depois, um peitoral e um capacete do século …

Queixas por cibercrime disparam. Fraude com MB Way foi o crime mais denunciado

O Ministério Público (MP) da Comarca de Lisboa registou 6676 denúncias por crimes informáticos em 2020, um aumento de 15% (mais 998) face a 2019. MB Way é um dos sistemas onde estão associadas mais …

Centro Hospitalar Lisboa Norte vai alargar uso de medicamento para fibrose quística a mais cinco doentes

O diretor clínico do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), Luís Pinheiro, disse hoje que a instituição já usa há cerca de um mês um novo medicamento para a fibrose quística, que poderá chegar em …