Hipóteses de concretizar Brexit são “50/50” se parlamento britânico rejeitar, diz ministro

Foreign and Commonwealth Office / Flickr

Liam Fox, ministro do Comércio Internacional britânico

O ministro do Comércio Internacional britânico estimou que as hipóteses de o Reino Unido sair ou não da União Europeia, no caso de rejeição parlamentar ao acordo com Bruxelas, são de “50/50”.

Em entrevista ao jornal Sunday Times, Liam Fox encorajou os deputados a apoiarem o acordo assinado em novembro entre o governo de Theresa May e os seus homólogos europeus, considerando que a ratificação pelo parlamento é a única forma de garantir que o Brexit acontecerá mesmo a 29 de março de 2019.

“Se não aprovarmos o acordo, não arrisco dar à concretização do Brexit hipóteses superiores a 50/50″, admitiu.

O governo britânico está a tentar convencer os deputados a apoiarem o acordo, mas a maioria não parece inclinada para o fazer.

O acordo desiludiu os fervorosos adeptos do Brexit, que criticam a manutenção de uma ligação permanente do Reino Unido à UE, enquanto os apoiantes da Europa esperam que o processo possa fazer marcha-atrás.

A votação, que esteve prevista para 11 de dezembro, foi anulada à última hora por Theresa May, para evitar uma derrota anunciada, e foi adiada para a terceira semana de janeiro.

Se o acordo for rejeitado, o ministro Liam Fox, apoiante de longa data do Brexit, considera que “a relação de confiança entre o eleitorado e o Parlamento será quebrada”, o que conduzirá a “território desconhecido, com consequências imprevisíveis”.

“A única coisa que quebra a relação de confiança entre o eleitorado e o parlamento é a recusa de ministros como Liam Fox em confiarem nos eleitores para terem a última palavra a dizer sobre o Brexit”, reagiu a deputada liberal-democrata Layla Moran, favorável a um novo referendo.

Entretanto, o Governo britânico decidiu iniciar os preparativos para uma retirada do Reino Unido da União Europeia sem acordo, apesar de ainda manter o objetivo de uma saída consensual com Bruxelas.

“Na sequência dos contínuos preparativos para uma saída sem acordo, um Governo responsável necessita assegurar que estamos preparados para essa opção, que não queremos que passe, e estar preparados no caso de suceder”, acrescentou.

“É por isso que o Governo concordou que a preparação para uma ausência de acordo será uma prioridade operativa dentro do Governo, mas a nossa prioridade geral será conseguir um compromisso”, explicou o ministro.

Um novo debate no parlamento britânico sobre o acordo de Brexit está agora previsto para começar a 9 de janeiro, estando a votação marcada para a semana de 14 a 18 de janeiro. O Reino Unido deverá sair da União Europeia em 29 de março de 2019.

Depois do Brexit, o país deixará de ser membro das agências europeias Europol e Eurojust e do Sistema Europeu de Mandados de Detenção, que permite aos países-membros acelerar a extradição de suspeitos e condenados. O acordo sobre as relações futuras compromete os dois lados a estabeleceram planos recíprocos para tentar harmonizar a aplicação da lei e a cooperação judicial.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Que lindas figuras andam estes o ingleses a fazer… mentiram e prometeram o impossível e agora andam feitos baratas tontas sem saber para onde se devem virar!…

  2. Primeiro recusaram a CEE/UE, mas quando estavam falidos vieram a correr pedir para entrar, depois começaram a pedir cada vez mais benesses e quando já eram beneficiados de forma especial em relação aos outros países europeus, fazem uma cena destas!…

RESPONDER

UE em rota de colisão com a Polónia. Em causa estão os crimes de ódio

A relação entre a União Europeia e a Polónia está cada vez mais comprometida. As duas partes têm chocado no que toca à discussão dos crimes de ódio. No seu primeiro discurso sobre o estado de …

Leixões nega ter colocado adeptos na bancada a ver um jogo

Episódio aconteceu numa partida de voleibol em Gondomar. Presidente garante que jovens pertencem aos órgãos sociais do clube, Federação não confirma a identidade à entrada. A Supertaça de voleibol começou, no Grupo B, com o duelo …

Ventura quer ser Sá Carneiro do século XXI e ter juventude partidária

O presidente do Chega vai apresentar-se este fim de semana em Évora para a II Convenção Nacional do partido populista de direita como “o principal continuador em Portugal” de Sá Carneiro, o falecido líder fundador …

Alemanha tem provas materiais de que Maddie está morta

As autoridades alemãs têm provas materiais de que Madeleine McCann está morta, garante o porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, Hans Christian Wolters, à RTP. Apenas está por provar o envolvimento de Christian Brueckner no homicídio …

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …

Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir …

Ex-deputado PS acusado de uso abusivo de viaturas da Câmara de Barcelos

O Ministério Público acusou de peculato e abuso de poderes o ex-deputado socialista Domingos Pereira, pela alegada utilização de viaturas do município de Barcelos para deslocações de e para a Assembleia da República. Segundo nota publicada …