Theresa May adia votação do Brexit

Andy Rain / EPA

Theresa May, primeira-ministra britânica

A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou, esta segunda-feira à tarde, perante o parlamento britânico, que será adiada a votação do acordo do Brexit agendada para esta terça-feira, dia 11.

A decisão da primeira-ministra britânica procura evitar uma divisão do parlamento. Theresa May admitiu que o acordo seria rejeitado por uma “grande margem”, sendo, assim, adiada a votação. Todavia, a governante não avançou uma nova data. A data limite é o dia 21 de janeiro.

Durante o debate que está a acontecer na sequência do anúncio, Theresa May explicou que o voto está a ser adiado para que seja possível voltar a discutir algumas questões com a União Europeia.

“Escutei com muita atenção o que se disse nesta câmara e fora”, afirmou May, perante risos dos deputados, acrescentando que, mesmo existindo apoio a grande parte do texto, a solução para a Irlanda do Norte causou muitas objeções.

Segundo o Jornal de Notícias, a declaração foi feita naquele que deveria ser o quarto de cinco dias de debate que deveriam culminar numa votação, esta terça-feira, sobre o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia e a declaração sobre as relações futuras entre ambas as partes.

Na semana passada, a hipótese de a votação ser adiada começou a ser discutida na imprensa britânica, que deu conta de membros do governo preocupados com o conteúdo do texto e com as possíveis consequências da votação.

Dezenas de deputados do partido Conservador, atualmente no poder, manifestaram-se publicamente contra o acordo, ameaçando com uma derrota esmagadora do governo, que não tem maioria na Câmara dos Comuns, o que poderia forçar a demissão de Theresa May.

May lembrou a data limite para a realização da votação (21 de janeiro). No entanto, um tweet da Câmara dos Comuns esclareceu: “Agora que o governo disse que se chegou a um acordo político sobre o acordo de retirada e a futura relação com a UE, os requisitos para o governo fazer uma declaração na Câmara sobre um cenário de ‘não acordo’ já foi ultrapassado”.

Num segundo tweet, citado pelo Diário de Notícias, acrescenta: “Na prática a data máxima seria a de 28 de março“. Ou seja, a véspera de o Brexit acontecer.

O anúncio do adiamento chega poucas horas após o Tribunal de Justiça da União Europeia ter deliberado que o Reino Unido pode recuar na decisão de abandonar a UE unilateralmente, ou seja, sem precisar de aprovação por parte dos restantes Estados-membros.

A decisão veio alimentar a esperança dos pró-europeístas de que o Brexit seja repensado.

Reações ao adiamento

O líder dos Trabalhistas, Jeremy Corbyn, principal partido da oposição, foi o primeiro a reagir, perguntando se o governo irá procurar renegociar alterações substanciais ao acordo. O apelo de Corbyn terminou com um apelo ao afastamento da primeira-ministra: “Se Theresa May não conseguir renegociar este acordo, então deve sair do caminho“.

Em comunicado, Corbyn já tinha afirmado esta segunda-feira que o governo “não está a funcionar” e que o plano do Partido Trabalhista para o acordo do Brexit deve ser visto como central para futuras negociações.

Contudo, a porta-voz da Comissão Europeia reiterou, também esta segunda-feira, que o acordo aprovado a 25 de novembro pelo Conselho Europeu “não será renegociado” e que, no que diz respeito à Comissão Europeia, “o Reino Unido sairá da União Europeia a 29 de março de 2019”.

Segundo o Sapo24, durante o debate que está a decorrer na sequência do anúncio do adiamento, pelo menos dois deputados já confirmaram que apoiarão uma moção de censura, caso o Partido Trabalhista apresente uma.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Simeone confessa que gostava que João Félix "tivesse mais gasolina"

O treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone, elogiou João Félix no final da partida deste sábado contra o Osasuna, mas confessou que gostava que o internacional português "tivesse mais gasolina na fase final dos …

Ex-diretor do FBI admite que houve "negligência" na investigação da ingerência russa

O ex-diretor do FBI James Comey admitiu este domingo que “verdadeiras negligências” foram cometidas pela polícia federal no início da investigação sobre a ingerência da Rússia nas eleições presidenciais de 2016 nos Estados Unidos. Donald Trump, …

"Alcochete sempre". Equipa do Sporting vaiada à chegada aos Açores

A comitiva do Sporting foi este domingo vaiada à chegada ao hotel em Ponta Delgada, nos Açores, na véspera do jogo contra o Santa Clara. "Alcochete sempre", gritou um grupo de cerca de 30 adeptos à …

Os seus genes não são o único fator que determina o risco de Alzheimer

O desenvolvimento da doença de Alzheimer não está exclusivamente ligado à genética, sugere um artigo científico publicado recentemente. No primeiro estudo publicado sobre a doença de Alzheimer em trigémeos idênticos, os cientistas descobriram que, apesar de …

"Poções do amor" podem tornar-se na solução para uma relação eterna

Numa verdadeira fusão entre ficção e realidade, as nossas relações amorosas podem vir a ser salvas por uma "poção do amor". A solução passa por se recorrer à manipulação química do amor para tentar que …

Há uma segunda população estelar no disco espesso da Via Láctea

As estrelas que compõem o disco espesso da Via Láctea pertencem a duas populações estelares distintas, com características diferentes. Um novo estudo sobre a composição cinemática e química de uma amostra de estrelas nas proximidades do …

Igrejas evangélicas cultivam violência doméstica ao defender a supremacia dos homens sobre as mulheres

O facto de a igreja evangélica defender que o homem deve controlar a mulher apenas agrava o problema de violência doméstica, justificando os atos dos homens. Jane (nome fictício) era membro da comunidade cristã evangélica da …

A Cidade do México está a pagar aos seus polícias para que percam peso

A Polícia da Cidade do México está a levar a cabo um programa para combater o excesso de peso e a obesidade no seu efetivo através de incentivos financeiros.  Ao todo, escreve a agência AFP que …

Há um novo método para medir buracos negros

Os buracos negros supermassivos são os maiores buracos negros, com massas que podem exceder mil milhões de sóis. Apenas esta primavera foi divulgada a primeira imagem do buraco negro supermassivo no centro da galáxia M87, …

E Tudo o Vento Levou… há 80 anos

E Tudo o Vento Levou celebra este domingo 80 anos de vida, marcando a data da sua estreia nos Estados Unidos. Oito décadas depois, o filme mantém-se como uma das maiores obras primas do cinema …