Depois da covid-19, poder haver uma outra doença respiratória à nossa espera

Com o desconfinamento, vamos gradualmente regressando ao normal, mas agora possivelmente com um novo inimigo. A doença dos legionários pode estar escondida nos edifícios que deixamos para trás.

Surtos globais de coronavírus forçaram o encerramento de escolas, ginásios, escritórios e outros edifícios numa escala nunca antes vista. Agora, à medida que os países começam a reabrir após a quarentena, os edifícios anteriormente ‘abandonados’ podem ter-se tornado um terreno fértil para outra infeção – a doença dos legionários.

A doença dos legionários é causada pela inalação de gotículas de água que contêm a bactéria Legionella pneumophilia. É bastante rara, mas os longos períodos de inatividade nos edifícios durante o confinamento aumentam muito o risco de surtos.

A legionella causa pneumonia grave. De facto, os seus sintomas podem ser facilmente confundidos com a covid-19. Eles incluem febre, tosse seca, falta de ar e dores musculares. Isto significa que o potencial de aumento da incidência de legionella devido a um diagnóstico errado não pode ser ignorado.

Ao contrário da covid-19, a legionella não se espalha de pessoa para pessoa, mas causa grandes surtos na comunidade através de gotículas de água no ar contaminadas de fontes como chuveiros, torneiras, sistemas de ar condicionado, piscinas de hidromassagem, banheiras de hidromassagem e fontes de água. A doença pode ser mortal e infeta várias pessoas ao mesmo tempo.

O fim do confinamento não poderia ser pior para os surtos de legionella. A bactéria floresce nos meses de verão, pois a temperatura ideal para as bactérias está entre 20-45°C.

Ainda mais preocupante, os países que tiveram alguns dos mais rigorosos confinamentos são os países onde essa doença é mais comum. França, Alemanha, Itália, Espanha, Reino Unido e Holanda foram responsáveis por 70% de todos os casos relatados na Europa em 2017.

Além do risco em edifícios públicos, também existe o potencial de aumento da exposição doméstica como resultado da pandemia do novo coronavírus. Por exemplo, as vendas de banheiras de hidromassagem dispararam, com um vendedor online a relatar um aumento de 1600% na procura durante a quarentena.

A legionella pode rapidamente tornar-se um problema de saúde pública em locais do quotidiano, como escritórios, escolas, faculdades, instituições de saúde e fábricas.

 

PARTILHAR

RESPONDER

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …