“Há uma mudança histórica na Madeira”

Este domingo, no seu espaço habitual de comentário, Luís Marques Mendes disse que, embora ainda não tenham sido apurados todos os resultados das eleições na Madeira, tudo aponta para que haja uma “mudança histórica” no arquipélago.

“Há uma mudança histórica na Madeira. Acabam as maiorias absolutas de um só partido, que existiram durante 40 e tal anos. É uma mudança histórica e estrutural”, disse. “Não acredito que nos próximos anos, alguém consiga voltar a ter maiorias.”

As projeções iniciais “apontam para uma fortíssima bipolarização entre PS e PSD, o que era previsível”. Para Marques Mendes, a novidade destas eleições “é a esquerda”. “O PS durante 40 anos teve sempre fracos candidatos. Desta vez foi diferente”, apontou. Com o crescimento do PS, os pequenos partidos, “sobretudo à esquerda, são engolidos, vítimas desta bipolarização”.

A vitória do PSD é, para o comentador, “um mérito” do partido, “porque há um fator resistência”. Ao fim de 40 anos e do desgaste do poder e, nestes anos em que houve um programa de assistência, aguentar e conseguir ganhar é ótimo”.

este cenário, o ainda presidente do governo regional, Miguel Albuquerque, teria “mérito” porque “uniu o partido”. “Resta saber se com o CDS consegue ter os 24 deputados indispensáveis para fazer coligação de governo.” E se isso não acontecer? “Pode acontecer uma geringonça à esquerda”, atirou Marques Mendes, caso os partidos mais pequenos tenham conseguido sobreviver a “esta bipolarização”.

O PS tem agora “dois sentimentos contraditórios”: ” Faz o seu melhor resultado eleitoral de sempre” e, por isso, “pode cantar satisfação”, mas “a aposta do PS não era ter o melhor resultado de sempre, era ganhar. Se não ganhar tem uma forte desilusão”.

Por outro lado, Marques Mendes considera que os resultados na Madeira “não têm efeito nacional”.

O PSD venceu pela 12.ª vez consecutiva as eleições para a Assembleia Legislativa da Madeira, mas pela primeira vez desde 1976 sem maioria absoluta.

Apurados os resultados finais em todas as freguesias, o PSD obteve 39,46% dos votos, conseguindo fazer eleger 21 dos 47 deputados da Assembleia legislativa madeirense, à frente do PS, que obteve 35,76% e elegeu 19 deputados, e a 3 deputados dos 24 necessários para governar com maioria.

O CDS-PP, com 5,76% dos votos e 3 deputados, foi a terceira força política mais votada, seguido pelo JPP, com 5,47% e também 3 parlamentares. A CDU conquista um lugar, depois de alcançar 1,80% dos votos. Mais nenhum partido conseguiu eleger deputados para a Assembleia Legislativa da Madeira.

Rio “ganhou claramente”, Costa fez-se “de morto”

Sobre os debates entre os líderes partidários, Marques Mendes considerou que Rui Rio esteve “assim-assim”, mas “teve o seu momento alto no debate com António Costa”, na última segunda-feira. O líder do PSD “ganhou claramente”, porque “esteve ao ataque, teve iniciativa, foi assertivo, e colocou António Costa à defesa”.

Além disso, “centrou-se em três temas que são os calcanhares de Aquiles do Governo”: impostos, saúde e crescimento económico. Já António Costa “cumpriu o seu guião, que, em grande medida, é fazer-se de morto”.

Jerónimo de Sousa “não marcou propriamente pontos nos debates”, enquanto Catarina Martins teve “altos e baixos”. O comentador esteve “mal nalguns debates, por exemplo com António Costa. Não foi acutilante como devia ser”. Assunção Cristas, por sua vez, “foi sempre muito igual, pela positiva”. Foi “a mais combativa e manteve um padrão”. André Silva “tirando questões dos animais, é um susto, muito impreparado nas outras matérias”.

Marques Mendes acrescentou que a “maioria absoluta não está alcançada nem de longe nem de perto”.

Demissão de secretário de estado da Proteção Civil

O comentador da SIC defendeu que a demissão do secretário de Estado da Proteção Civil foi uma “demissão tardia, inevitável”, acrescentando que se José Artur Neves tivesse saído em agosto, quando a polémica das golas antifumo estalou, “teria saído pelo seu pé e com dignidade”. “Assim, saiu pela porta dos fundos, empurrado pela Justiça e pelo Ministério Público.”

Esta demissão “tardia” é, defende Marques Mendes, culpa do primeiro-ministro, que empurrou o tema “com a barriga” e, por isso, tem agora um “desgaste em período eleitoral”.

Questionado sobre o parecer do Conselho Consultivo da Procuradoria-Geral da República, Marques Mendes considerou que se tratou de “uma vitória” para António Costa. Ainda assim, deve ser feita uma “reflexão”, porque “em todos os governos há sempre problemas” de incompatibilidades e conflitos de interesses com governantes. “Isto mina a confiança das pessoas na política. Veja-se o caso de Manuel Pinho. Ainda hoje não está esclarecida a relação com o BES.”

Marques Mendes sugeriu que os ministros e secretários de Estado passem obrigatoriamente por uma audição parlamentar para garantir que não há incompatibilidades resultantes do passado pessoal e profissional. “Se saírem limpinhos dessa audição, ficam reforçados e, com isso fica reforçada a democracia.”

Sobre a decisão da Universidade de Coimbra de proibir a carne de vaca, Marques Mendes disse tratar-se de uma “medida de enorme hipocrisia”, cuja grande preocupação “não foi ambiental”, mas “economicista. “A grande razão por que o reitor toma esta medida é para poupar dinheiro.”

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Eu! Cancelar resposta

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …

"Nem sei onde é Alcochete". Pinto da Costa ouvido como testemunha de Bruno de Carvalho

O presidente do FC Porto foi ouvido, esta terça-feira, como uma das testemunhas do ex-dirigente leonino no julgamento da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, que está a decorrer no tribunal de Monsanto, em …

A nova obra de Bansky só durou dois dias

A nova obra do artista britânico Banksy, que apareceu na véspera do Dia dos Namorados em Bristol, foi coberta por um grafite cor-de-rosa dois dias depois. A imagem de uma menina a atirar flores vermelhas com uma …

Mais de cem médicos assinam carta a exigir fim da "tortura" de Assange

Mais de cem médicos assinaram uma carta, divulgada esta terça-feira, na qual pedem que o fundador do Wikileaks receba tratamento médico adequado.  Através de uma carta publicada, esta terça-feira, na revista científica The Lancet, mais de uma …

Espiões russos foram à Irlanda investigar cabos submarinos de Internet. Teme-se que os cortem

Esta segunda-feira, o mundo entrou em estado de alerta: agentes secretos da Rússia foram descobertos na Irlanda, numa missão para mapear a localização exata dos cabos submarinos que conectam a Europa à América do Norte. Não …

Telmo Correia eleito líder parlamentar do CDS-PP por unanimidade

O deputado foi eleito, esta terça-feira, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, sucedendo a Cecília Meireles, numa votação em que contou com os votos favoráveis dos restantes quatro eleitos centristas. O anúncio foi feito no Parlamento …

Site de genealogia "salva" homem preso há 15 anos por um crime que não cometeu

Ricky Davis é a primeira pessoa a ser libertada com recurso a testes modernos de ADN no estado da Califórnia e o segundo nos Estados Unidos. Ricky Davis tinha 20 anos quando Jane Hylton, de 54 …

Bolsonaro acusado de fazer insinuação sexual contra jornalista

O Presidente do Brasil foi acusado, esta terça-feira, de fazer uma insinuação de natureza sexual contra uma jornalista do jornal Folha de São Paulo. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a jornalista em …