PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Gregório Cunha / Lusa

O cabeça de lista às próximas eleições regionais da Madeira pelo Partido Social Democrata (PSD), Miguel Albuquerque

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade no parlamento.

Esta noite, o PSD venceu pela 12.ª vez consecutiva as eleições para a Assembleia Legislativa da Madeira, mas pela primeira vez desde 1976 sem maioria absoluta.

Apurados os resultados finais em todas as freguesias, o PSD obteve 39,46% dos votos, conseguindo fazer eleger 21 dos 47 deputados da Assembleia legislativa madeirense, à frente do PS, que obteve 35,76% e elegeu 19 deputados, e a 3 deputados dos 24 necessários para governar com maioria.

O CDS-PP, com 5,76% dos votos e 3 deputados, foi a terceira força política mais votada, seguido pelo JPP, com 5,47% e também 3 parlamentares. A CDU conquista um lugar, depois de alcançar 1,80% dos votos. Mais nenhum partido conseguiu eleger deputados para a Assembleia Legislativa da Madeira.

Cabe assim agora ao líder do PSD/M, Miguel Albuquerque, que chegou a ser considerado o ‘delfim’ de Alberto João Jardim mas que acabou por entrar em ‘rota de colisão’ com o histórico dirigente social-democrata antes de lhe suceder no partido e no executivo, a responsabilidade de negociar acordos ou entendimentos que lhe permitam governar a Madeira com alguma estabilidade nos próximos quatro anos.

O número dois da lista do CDS-PP, José Manuel Rodrigues, admitiu este domingo que o partido poderia formar uma coligação eleitoral com quem vencesse as eleições, ao afirmar que o seu partido pode ser decisivo na formação do futuro Governo Regional.

“Apesar desta bipolarização entre PSD e PS, o CDS mantém a sua representação parlamentar, e isso pode ser decisivo na formação do futuro governo da Madeira”, disse aos jornalistas. “O CDS disse desde o início que admitia fazer coligações eleitorais com o partido que ganhasse as eleições”.

“Não sei se isso será suficiente, mas o CDS está disponível para, sem partidos radicais, sem Partidos Comunistas, sem Blocos de Esquerda, sem geringonças, encontrar uma solução estável de governo para a Madeira e o Porto Santo para os próximos quatro anos”, frisou José Manuel Rodrigues.

Afirmando que o resultado do CDS está “aquém das expectativas”, José Manuel Rodrigues indicou que o partido “perdeu votos para os novos partidos do centro e da direita que, no seu conjunto, vão valer cerca de quatro mil votos”.

Catarina Martins assume “mau resultado”

A coordenadora do BE, Catarina Martins, assumiu hoje que o partido “teve um mau resultado” nas eleições regionais da Madeira e falhou o objetivo de eleger, lamentando que permaneça na região uma maioria de direita.

O BE hoje teve um mau resultado nas eleições regionais da Madeira, não alcançou a representação parlamentar e portanto falhámos o nosso objetivo”, admitiu Catarina Martins, em conferência de imprensa na sede nacional do BE, em Lisboa.

Rodrigo Antunes / Lusa

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins

A coordenadora do BE apontou a “enorme bipolarização” destas eleições e lamentou que se continue “com uma maioria de direita na Madeira”.

Questionada sobre se teme que estes maus resultados contaminem as eleições legislativas de 6 de outubro, Catarina Martins foi perentória: “as eleições nas região autónoma da Madeira sempre foram muito diferentes das eleições legislativas nacionais“.

O BE perdeu hoje os dois deputados que tinha conseguido conquistar em 2015 e deixou de ter representação parlamentar na Assembleia Legislativa da Madeira, perdendo 2.361 votos em relação às últimas eleições regionais, numas eleições que o PSD venceu hoje com 39,42% dos votos, mas perdeu, pela primeira vez, a maioria absoluta.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Federação Nacional dos Médicos quer menos horas de trabalho em urgência

Este domingo, a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) aprovou, em congresso, uma grelha salarial com base num horário de 35 horas, e a diminuição do trabalho em urgência de 18 para 12 horas semanais no …

Reclamação do PSD sobre contagem dos votos. Nulidade da eleição afastada

O Tribunal Constitucional começa esta segunda-feira a analisar o recurso do PSD que, na quinta-feira passada, pediu a revisão da contagem de votos dos círculos da emigração. Em causa, no protesto do PSD, está o facto …

Jesus "superstar" vence dérbi Fla-Flu, mas sonha regressar a Portugal

Por estes dias, Jorge Jesus continua o seu caminho como superstar no campeonato brasileiro de futebol: o técnico português, que comanda o Flamengo, venceu, este domingo, o dérbi frente ao Fluminense por 2-0, em jogo …

Cientistas encontraram sinais precoces de doença cardíaca em múmias com 4.000 anos

Múmias com quatro mil anos mostraram ter acumulação de colesterol nas artérias, sugerindo que as doenças cardíacas eram provavelmente mais comuns nos tempos antigos do que se pensava. Mohammad Madjid, professor assistente de medicina cardiovascular na …

Donald Trump desiste de realizar o G7 no seu clube de golfe em Miami

A decisão de Donald Trump, a braços com um processo de impeachment, de usar um dos seus resorts levantou dúvidas sobre conflito de interesses. O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abandonou a ideia de realizar …

Costa vai a Belém apresentar secretários de Estado. Patrícia Gaspar e Antero Luís na lista

O primeiro-ministro indigitado, António Costa, vai esta segunda-feira a Belém apresentar ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, os nomes dos secretários de Estado que vão integrar o próximo Governo. O encontro, marcado para as 11 …

Chernobyl transforma-se num santuário para uma rara espécie de cavalos

Chernobyl tem sido o inesperado lar de uma espécie de cavalos em vias de extinção. Dezenas de cavalos de Przewalski foram observados em edifícios abandonados na zona radioativa da cidade ucraniana. Surpreendentemente, uma espécie de cavalos …

Sánchez desloca-se a Barcelona para “visitar agentes feridos” e lembra obrigações de Torra

O presidente do governo espanhol, em funções, Pedro Sánchez, desloca-se esta segunda-feira a Barcelona, após ter criticado o presidente do governo regional da Catalunha por não ter condenado com firmeza os atos de violência dos …

Governo de Hong Kong pede desculpas após polícia pulverizar mesquita

O Governo de Hong Kong pediu esta segunda-feira desculpas a líderes muçulmanos, depois da polícia antimotim ter pulverizado um portão da mesquita e algumas pessoas com um canhão de água, quando as autoridades tentavam dispersar …

Bolívia. Resultados preliminares dão vitória a Morales, mas com segunda volta

O chefe de Estado boliviano lidera os resultados preliminares da primeira volta das eleições Presidenciais, mas parece ser obrigado a disputar uma segunda ronda contra o ex-Presidente Carlos Mesa. A autoridade eleitoral da Bolívia indicou que, …