PSD vence regionais na Madeira mas perde maioria absoluta

Gregório Cunha / Lusa

O cabeça de lista às próximas eleições regionais da Madeira pelo Partido Social Democrata (PSD), Miguel Albuquerque

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, o que lhe retira a maioria absoluta no parlamento, segundo a projeção da RTP/Católica.

O Partido Social Democrata venceu as eleições legislativas regionais na Madeira, com com 37% a 41% dos votos. Com este resultado, o PSD elege entre 19 e 23 dos 47 deputados da assembleia regional.

De acordo com a projeção, o PS alcança 34% a 38% dos votos (17 a 21 deputados), o CDS-PP 5% a 7% (dois a três) e o JPP 3% a 5% (um a dois). Segue-se a CDU (PCP/PEV), com 1% a 3% (zero a um deputado), o BE, também com 1% a 3% (zero a um), e o PAN, com 1% a 2% (sem deputados). A projeção aponta para uma taxa de abstenção entre 41% e 46%.

Em 2015, os resultados das legislativas regionais permitiram ao PSD manter, por um deputado, a maioria absoluta – com que sempre governaram a região -, ocupando 24 lugares na assembleia legislativa.

O atual parlamento é ainda composto por CDS (sete deputados), PS (cinco), JPP (cinco), CDU (dois), BE (dois), PTP (um) e um deputado independente/não inscrito.

Há quatro anos, nas eleições antecipadas, devido à demissão do então presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, a abstenção foi 50,42%.

Ao fim de 43 anos “acabou o poder absoluto”

A secretária-geral adjunta do PS considerou hoje que, ao fim de 43 anos, acabou o poder absoluto do PSD na Madeira e que os socialistas obtiveram nestas eleições regionais o seu melhor resultado de sempre.

“A confirmarem-se as projeções, ao fim de 43 anos, acabou o poder absoluto na Madeira” e “o PSD não voltará a ter maioria absoluta”, declarou Ana Catarina Mendes na reação da direção nacional do PS às projeções sobre os resultados das eleições para a Assembleia Legislativa Regional da Madeira.

Ana Catarina Mendes salientou que, nestas eleições, o PS “obterá o seu melhor resultado de sempre na Madeira”, prevendo-se que “mais do que triplique” o seu número de mandatos na Assembleia Legislativa Regional.

O secretário-geral do CDS-PP/Madeira, Gonçalo Pimenta, destacou também o fim da maioria absoluta na região e a diminuição da abstenção, num primeiro comentário à projeção dos resultados das eleições legislativas madeirenses, que se realizaram hoje.

“Destaco o decréscimo da abstenção e o fim do ciclo das maiorias absolutas, que é positivo no nosso entender”, disse o secretário geral, lembrando que o CDS-PP “sempre disse que se devia quebrar este ciclo das maiorias absolutas”.

Questionado sobre os resultados que as projeções apontam para o CDS, o secretário geral remeteu comentários para quando forem conhecidos os resultados finais. “O CDS não vai comentar projeções, apenas resultados eleitorais na noite eleitoral. Vamos aguardar com muitas expectativas, calma e serenidade”, afirmou.

Quanto a um possível entendimento com outra força política, o secretário-geral dos centristas lembrou que o partido “sempre disse que está disponível para colaborar com o futuro da região”.

“É esta a postura que vamos ter os próximos quatro anos. Depois determinaremos o que iremos fazer relativamente a cooperar com quem ganhou ou quem com ganhar”, afirmou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Relação com o PS "nunca foi fácil", diz Catarina Martins

O Bloco de Esquerda assumiu este sábado que a relação com o PS “nunca foi fácil” e recusou que a perda de votos e a falta de um acordo de maioria parlamentar possam ser encarados …

Pedro Rodrigues, ex-líder da JSD, quer liderar a bancada do PSD

O antigo líder da JSD Pedro Rodrigues quer liderar a bancada parlamentar do PSD durante a próxima legislatura, avança o Expresso este sábado, dando conta que o deputado eleito por Lisboa já está a recolher …

Boris Johnson pede novo adiamento do Brexit (e reitera que não o quer)

Depois do Dia D que pouco ou nada definiu no Parlamento britânico, o primeiro-ministro Boris Johnson assegurou esta sábado ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que vai fazer um novo pedido de adiamento do …

Empresas portuguesas entre as piores pagadoras. 85% não cumpre prazos acordados

As empresas portuguesas são das piores pagadores em todo o mundo, avança o Expresso, citando dados de um estudo da Informa D&B que incluiu 35 países. Em 2018, 85% das empresas portuguesas não cumpriu os …

Encontrado nos EUA um peixe que respira fora de água

O Departamento de Recursos Naturais do estado da Geórgia dos EUA anunciou que, pela primeira vez, um Channidae, uma espécie não nativa de peixe que já invadiu com sucesso outros 14 estados, foi vista nas …

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …