Há ex-ministros portugueses e um presidente nos Panama Papers

icij.org

The Panama Papers: políticos, criminosos, e a indústria fora-da-lei que lhes esconde o dinheiro

The Panama Papers: políticos, criminosos, e a indústria fora-da-lei que lhes esconde o dinheiro

Ex-ministros e políticos portugueses podem estar envolvidos no escândalo “Papéis do Panamá”, segundo a investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas, noticiou a TVI, que faz parte deste consórcio.

Segundo avançou esta sexta-feira a TVI, no Jornal Nacional, os ex-ministros e políticos foram representados por um português, Jorge Humberto Cunha Ferreira, gestor de fortunas do Banco Internacional do Luxemburgo, BIL.

Jorge Cunha Ferreira, cliente número 37.356 da Mossak Fonseca, representava “pessoas politicamente expostas” de Portugal, África e América Latina.

“Alguns dos clientes do nosso contacto em Portugal são ex-ministros ou políticos, portanto, irão aparecer como Pessoas Politicamente Expostas nos processos de devida diligência”, referem os documentos citados pela TVI.

O português representará também um “presidente”, mas não é clara a nacionalidade do chefe de Estado, que desejava investir em “10 a 15 empresas panamianas com contas bancárias no Panamá”, noticia a TVI.

Na terça-feira, o jornal irlandês Irish Times noticiou que o envolvimento de Portugal no escândalo está quantificado, por enquanto, em 34 pessoas, e 244 empresas com 255 acionistas.

Mas segundo noticia o semanário Expresso na sua edição deste sábado, há mais de 240 portugueses nas ‘offshores’ do Panamá, entre os quais os nomes mais conhecidos são os de Luís Portela, Manuel Vilarinho e Ilídio Pinho.

Luís Portela é o antigo presidente da farmacêutica Bial, Manuel Vilarinho é empresário e antigo presidente do Benfica, e Ilídio Pinho é também um conhecido empresário, que tem a Fundação homónima sediada no Porto.

Na primeira página da edição de amanhã, o Expresso destaca também que o “Panamá ajudou a esconder um ‘saco azul’ do Banco Espírito Santo durante 21 anos” e que “Pela Espírito Santo Entreprise terão passado mais de 300 milhões de euros”.

A que ja é considerada a maior investigação jornalística da história, realizada por uma centena de jornais em todo o mundo sobre 11,5 milhões de documentos, revelou bens em paraísos fiscais de 140 responsáveis políticos ou personalidades públicas.

O conjunto de documentos, denominados “Panama Papers”, provém da empresa de advogados panamiana Mossack Fonseca, e destaca para já os nomes de 140 políticos de todo o mundo, entre eles 12 antigos e atuais líderes mundiais.

Entre estes encontram-se o primeiro-ministro islandês Sigmundur Gunnlaugsson, que se demitiu, o rei da Arábia Saudita, elementos próximos do Presidente russo Vladimir Putin, o presidente da UEFA, Michel Platini, o presdente da Argentina, Maurício Macri, e a irmã do rei Juan Carlos e tia do rei Felipe VI de Espanha, Pilar de Borbón.

Segundo o ICIJ, Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação, que reuniu para este trabalho 370 jornalistas de mais de 70 países, mais de 214.000 entidades ‘offshore’ estão envolvidas em operações financeiras em mais de 200 países e territórios em todo o mundo.

A investigação resulta de uma fuga de informação e juntou cerca de 11,5 milhões de documentos ligados a quase quatro décadas de atividade da empresa panamiana Mossack Fonseca.

A empresa panamenha é especializada na gestão de capitais e de património, com informações sobre mais de 214 mil empresas “offshore” em mais de 200 países e territórios.

O semanário Expresso e o canal de televisão TVI são os meios de comunicação portugueses que fazem parte do consórcio que está a investigar o caso.

ZAP / Bom Dia

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …