/

Guerra na Ucrânia: “É difícil evitar uma recessão global”

1

Presidente do Banco Mundial alerta para o impacto do conflito nos preços de alimentos e de energia, e na disponibilidade de fertilizantes.

A guerra na Ucrânia, que já está a criar dificuldades económicas em muitos países, vai muito provavelmente originar uma recessão global.

Na economia, a recessão verifica-se quando há um declínio da atividade económica, (redução do Produto Interno Bruto, o PIB) durante pelo menos dois trimestres consecutivos.

O cenário foi comentado nesta quarta-feira por David Malpass, presidente do Banco Mundial, que no entanto não apontou datas.

“Ao olharmos para o PIB global… agora é difícil ver como evitamos uma recessão”, declarou o responsável.

O Instituto de Finanças Internacionais reduziu de 4,6% para 2,3% a sua estimativa de crescimento do PIB mundial em 2022.

Os preços da energia são essenciais neste contexto: “A ideia de duplicar os preços da energia é suficiente para desencadear uma recessão por si só”. E, na Alemanha, a economia já apresenta sinais de declínio.

O presidente do Banco Mundial falou na Câmara de Comércio dos Estados Unidos da América e alertou para o impacto do conflito, não só nos preços de alimentos e de energia, como também na disponibilidade de fertilizantes.

Da Rússia chegam as notícias de cortes no fornecimento de gás. E essa quebra pode originar uma “desaceleração substancial” na região.

Ainda a pandemia e a China

Antes da guerra já existia, há mais de dois anos, a COVID-19. E a pandemia afecta muito a economia da China (a segunda maior do planeta), com grande inflação e com a crise imobiliária que já existia no país asiático.

O coronavírus originou diversos confinamentos e cidades importantes no comércio mundial (Xangai, logo no topo) ficaram praticamente fechadas.

Um cenário confirmado por Li Keqiang, primeiro-ministro da China, que avisou que a economia chinesa foi mais afectada nestes últimos confinamentos do que em 2020.

Na China há regiões ode apenas 30% das empresas estão abertas. “E essa proporção deve ser aumentada para 80% em breve”, avisou Li Keqiang.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

1 Comment

  1. O objectivo é precisamente esse, criar uma recessão global. Os EUA são quem tem mais interesses nisto tudo que se passa.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.