Grupo Luz Saúde foi o que mais faturou com a pandemia

O Grupo Luz Saúde faturou quase 40 milhões de euros com a venda de material à Direção-Geral da Saúde (DGS), a hospitais e até a autarquias.

A GLSMed Trade, do grupo Luz Saúde, foi a empresa que mais faturou em contratos feitos pela Administração Pública para responder à pandemia, avança o Público esta quarta-feira.

A Direção-Geral de Saúde (DGS) fez compras a esta empresa de distribuição de produtos, equipamentos e dispositivos médicos no valor de 32,7 milhões de euros.

Os hospitais do grupo Luz Saúde sofreram um impacto negativo causado pela pandemia de covid-19, entre 70% e 80% de quebra na atividade reportada em abril, devido ao cancelamento de atos médicos não urgentes. Contudo, na perspetiva da distribuição de produtos e equipamentos de saúde, os negócios aumentaram.

Segundo a análise do diário, foram celebrados 24 contratos entre o Estado e a GLSMed Trade, subsidiária do Grupo Luz Saúde, no valor de 19,7 milhões de euros em equipamentos de proteção individual e 18,3 milhões de euros em testes, produzidos pela farmacêutica chinesa Fosun Pharma.

Feitas as contas, a GLSMed Trade recebeu um total de 38,3 milhões de euros em faturação relacionada com o combate à pandemia.

Além da DGS, os principais contratantes foram os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (2,7 milhões de euros), o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central e a Câmara de Lisboa (cerca de 659 mil euros cada).

A análise feita pelo Público aos 15.437 contratos públicos relacionados com a pandemia de fevereiro até outubro revela que o grupo Luz Saúde é o que mais fatura.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Líder do CDS/Madeira omitiu empréstimo ao TC

Rui Barreto, líder do CDS Madeira, não declarou o empréstimo feito por César do Paço, a título individual, nas vésperas da campanha eleitoral para as legislativas regionais de 2019. O líder do CDS Madeira não declarou …

Washington D.C. pode estar prestes a tornar-se o 51.º estado dos EUA

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos votou mais uma vez um projeto de lei para conceder a Washington D.C. o estatuto de estado. A cidade pode vir a ser 51.º estado do país. De acordo …

Vai nascer um megacentro de dados em Sines. Investimento pode gerar até 1.200 empregos

O projeto de um novo data centre em Sines prevê um investimento de até 3,5 mil milhões de euros, que criará até 1.200 postos de trabalho diretos altamente qualificados. "Tem o potencial de ser o maior …

Oposição unida aborrece o senhor das contas. Aprovações podem pôr em causa estabilidade financeira

No Parlamento, o Governo continua a ser surpreendido com aprovações de medidas pela oposição. Nas Finanças, fazem-se contas e deixam-se avisos. "A repetição sistemática deste tipo de aprovações pela Assembleia da República poderá vir a colocar …

“Está tudo em aberto”. Capitães de Abril admitem abandonar celebrações (e desfile pode ser cancelado)

Após a polémica levantada pela exclusão da Iniciativa Liberal do cortejo, o presidente da Associação 25 de Abril (A25A), Vasco Lourenço, convocou uma reunião da comissão promotora do tradicional desfile comemorativo do 25 de Abril, …

Governo vai usar empréstimos para capitalizar empresas a fundo perdido. Estradas terão financiamento nacional

O Governo pode vir a usar os 2,3 mil milhões adicionais do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para reforçar os capitais próprios das empresas e este dinheiro pode ser canalizado via subvenções a fundo …

Clubes que desistiram da Superliga vão ter de pagar multa (que pode ser de 300 milhões)

Os clubes que desistiram da ideia de formar uma Superliga Europeia vão ter de pagar uma multa. Apenas Real Madrid e Barcelona ainda não anunciaram a sua saída. Os relatos relativamente ao valor da coima variam …

Antiga moradia do Gerês de CR7 não vai ser demolida. O crime prescreveu

Apesar da IGAMAOT considerar que a construção foi executada à revelia do projeto aprovado, o Ministério Público diz que o caso tem de ser arquivado porque o crime prescreveu. De acordo com o que noticia o …

"Passaporte dourado". Férias, doações ou investimentos: o esquema de Malta para vender a sua nacionalidade

Malta, membro da União Europeia e do espaço Schengen, começou a vender a nacionalidade maltesa há mais de oito anos. Contudo, e-mails da empresa facilitadora, a Henley & Partners, mostram que a "ligação genuína" ao …

Aprovadas alterações à lei eleitoral autárquica. Eleitores em confinamento podem votar em casa e em lares

A Assembleia da República aprovou esta quinta-feira, por maioria, as alterações à lei eleitoral autárquica, que dá resposta às reivindicações dos movimentos de autarcas independentes que se queixavam de dificultar as candidaturas. Votaram a favor PS, …