Dinamarca responde a Trump: A Gronelândia não está à venda

Mette Frederiksen, primeira-ministra da Dinamarca

O Presidente dos Estados Unidos quer comprar a Gronelândia “por razões estratégicas”. A primeira-ministra dinamarquesa já fez questão de relembrar Donald Trump que o território não está à venda.

Segundo o Expresso, as declarações do Presidente norte-americano, Donald Trump, aconteceram no passado domingo, em New Jersey, quando falava numa conferência de imprensa no regresso de férias a caminho da Casa Branca.

Trump explicou aos jornalistas que a ideia de comprar a Gronelândia surgiu quando “olhava para o país” e que esta aquisição seria “por razões estratégicas”, ainda que não fosse “a sua maior prioridade”.

“Essencialmente, a Dinamarca é dona da Gronelândia. Nós somos bons aliados da Dinamarca, protegemos a Dinamarca como protegemos grandes partes do mundo. Estrategicamente é interessante e nós falaremos com eles”, disse o chefe de Estado, citado pelo semanário.

“Trata-se essencialmente de um plano de imobiliário, mas pode fazer-se muita coisa”, disse ainda Trump, que tem planeada uma visita oficial a vários países europeus em setembro, entre os quais a Dinamarca.

No mesmo dia, o principal assessor económico da Casa Branca confirmou o interesse de Trump. Larry Kudlow afirmou à Fox News que não quer prever o que pode acontecer, mas chamou à Gronelândia “um lugar estratégico” com “muitos minerais valiosos”.

A primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, já fez questão de relembrar o Presidente norte-americano que o território não está à venda. “A Gronelândia não está à venda. A Gronelândia não é dinamarquesa. A Gronelândia pertence à Gronelândia. Espero bem que isto não seja dito a sério”, afirmou ao jornal Sermitsiaq.

Os militares dos EUA operam a partir da Base Aérea de Thule, na Gronelândia, há décadas. Esta é a base mais a norte deste país e faz parte da rede militar global de radares e outros sensores de alerta para mísseis balísticos e de vigilância espacial.

A Gronelândia é um dos territórios autónomos ultramarinos do Reino da Dinamarca colonizado há três séculos. A ilha com mais de dois milhões de quilómetros quadrados (80% do território está coberto de gelo permanentemente) é habitada por 56 mil pessoas.

Em 1946, o Presidente dos EUA, Harry Truman, quis comprar a Gronelândia à Dinamarca por 100 milhões de dólares, mas a proposta foi rejeitada. Houve um precedente mais bem-sucedido quando o país adquiriu as Índias Ocidentais dinamarquesas, renomeando-as de Ilhas Virgens Americanas.

Esta não seria a primeira vez que os EUA compravam um território de outro país. Em 1867, os EUA compraram o Alasca à Rússia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Não seria a primeira vez que a Dinamarca vendia território seu aos EUA.
    Em 1917 os EUA compraram as Virgin Islands à Dinamarca por $25 milhões.
    Desta vez talvez fosse melhor fazer um referendo aos habitantes da Gronelândia primeiro…

  2. Realmente, as Ilhas Virgens e a Gronelândia tem tudo a ver… além disso, 1917 e 2019 é
    quase igual!…
    Já há muito que se fala numa possível independência da Dinamarca e, iam agora regredir e integrar os EUA?
    Tá bonito…

A Família Real inglesa vai ter um novo membro (e será já no início de 2021)

A Rainha Isabel II vai ter mais um bisneto. A princesa Eugénia anunciou hoje, através das redes sociais, que está à espera do seu primeiro filho. Também a Casa real já se pronunciou sobre a …

Google Maps vai localizar e mapear áreas de contágio de covid-19

O Google Maps, 'website' e aplicação de cartografia da gigante norte-americana Google, vai poder revelar nos mapas, consultados por utilizadores, as áreas de infeção da covid-19. “Ao abrir o Google Maps, clique na guia à direita …

Cabra com mais de 400 anos encontrada mumificada numa montanha de gelo

Uma cabra morta há mais de 400 anos foi descoberta por um esquiador, em Val Aurina, em Itália. Hermann Oberlechner, alpinista e campeão de esqui, estava a caminhar quando encontrou algo invulgar e inesperado no …

Norte-americano morre após overdose de guloseimas

Um homem de 54 anos morreu na sequência de uma paragem cardíaca causada por hipocaliemia severa. A ingestão de alcaçuz preto em altas quantidades é apontada como a causa da morte. Um norte-americano de 54 anos, …

Cidade brasileira de Manaus pode já ter atingido a imunidade de grupo

Um estudo liderado pela Universidade de São Paulo, no Brasil, sugere que a cidade brasileira de Manaus, a capital do estado do Amazonas, pode já ter atingido a imunidade de grupo para o novo coronavírus …

Segunda vaga da covid-19 aumenta fosso entre ricos e os pobres em Madrid

A capital de Espanha foi a mais atingida da Europa ao nível de contágios e mortes por covid-19, situação que levou a presidente da Comunidade de Madrid, Isabel Díaz Ayuso, a decretar o bloqueio parcial …

Sobrinho de Pablo Escobar terá encontrado 18 milhões escondidos na parede do apartamento do traficante

Um sobrinho do traficante colombiano Pablo Escobar disse que encontrou 18 milhões de dólares em dinheiro escondidos dentro de uma parede de um dos apartamento do seu tio. De acordo com o jornal britânico The Independent, …

Bebé nasce durante voo (e companhia aérea oferece-lhe "passagem vitalícia")

Foi durante uma viagem de avião que uma menina resolveu vir ao mundo A mãe da bebé viajava num voo da Egyptair quando entrou em trabalho de parto e teve direito a um presente inesperado. …

Pelo menos 22 mortos em queda de avião militar na Ucrânia

Pelo menos 22 pessoas morreram, esta sexta-feira, na queda de um avião militar no este da Ucrânia, entre as quais estudantes de uma escola militar, havendo ainda registo de dois feridos graves. "Vinte mortos e dois …

Empresas espanholas terão de pagar despesas dos funcionários em teletrabalho

A lei não se aplicará se o teletrabalho tiver sido forçado pela pandemia de covid-19, mas a empresa terá de assumir, porém, as despesas dos funcionários que estejam a trabalhar à distância. De acordo com o …