Trump quer comprar a Gronelândia à Dinamarca

Donald Trump terá manifestado “interesse” em comprar a Gronelândia e pedido aos seus assessores que explorassem essa possibilidade, tendo mesmo procurado a opinião do conselho da Casa Branca.

A notícia foi avançada pelo Wall Street Journal. De acordo com o jornal norte-americano, o rumor de que o presidente dos Estados Unidos estaria de olho numa possível compra da Gronelândia, que pertence à Dinamarca, foi-se espalhando no Twitter na quinta-feira à noite.

Imediatamente houve várias pessoas conhecedoras do território a tentar encontrar uma avaliação imobiliária para os 1.305.178 quilómetros quadrados em Zilow, enquanto outros tentaram calcular o valor em arenques de conserva.

O jornal adianta que alguns dos consultores a quem Trump se dirigiu demonstraram interesse em discutir a ideia, devido aos recursos e importância geopolítica da ilha. Contudo, se houve alguns a apoiarem a ideia, houve outros que desvalorizaram, considerando ser apenas um “fascínio fugaz” que nunca se realizará.

Também a Reuters confirmou que o presidente dos EUA tem analisado com os seus assessores a possibilidade de comprar a ilha, de forma a expandir o território do país. A agência de notícias diz que alguns assessores encararam a proposta como uma piada, enquanto outros estão a analisar a possibilidade de forma séria.

Os militares dos EUA já têm uma base na Gronelândia, no noroeste da ilha. O Wall Street Journal escreve que Donald Trump levantou a questão da compra num jantar, no ano passado, em que disse ter ouvido que a Dinamarca estava a procurar apoio financeiro para o território autónomo.

Já na Dinamarca, esta notícia está a ser desvalorizada e até encarada como uma mentira. Lars Løkke Rasmussen, que foi primeiro-ministro até junho e agora lidera a oposição, recorreu ao Twitter para desvalorizar a proposta, dizendo que a notícia “deveria ser uma mentira do 1º de abril – mas totalmente fora de tempo”. Políticos contactados pela Bloomberg consideraram a ideia de “louca” e “sem sentido”.

Em 1946, o presidente dos Estados Unidos, Harry Truman, quis comprar a Gronelândia à Dinamarca por 100 milhões de dólares, mas a proposta foi rejeitada. Houve um precedente mais bem-sucedido quando os Estados Unidos adquiriram as Índias Ocidentais dinamarquesas, renomeando-as de Ilhas Virgens Americanas.

Não seria a primeira vez que os EUA compravam um território de outro país. Em 1867, os EUA compraram o Alasca à Rússia.

Trump tem viagem marcada para a Dinamarca no próximo mês na sua primeira visita oficial ao reino nórdico, mas a Gronelândia não está prevista na agenda.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, a economia portuguesa cresceu 2,2% em 2019 (mas está em desaceleração)

O Instituto Nacional de Estatística (INE) reviu em alta, de 0,2 pontos percentuais, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) português em 2019, situando-o em 2,2%, três décimas acima das previsões do Governo. Ainda assim, …

Deputado do PSD propõe referendo. "Concorda com a despenalização da prática da eutanásia?"

O deputado do PSD Pedro Rodrigues enviou na quarta-feira aos companheiros de bancada um projeto de resolução que propõe ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a convocação de um referendo sobre a eutanásia. De …

Alguém apostou no Placard num café fechado. Santa Casa perdeu dois milhões de euros

Durante quatro dias, a Santa Casa da Misericórdia registou o valor de dois milhões de euros em apostas, a partir de um café encerrado em Odivelas. Entre 9 e 12 de fevereiro, alguém apostou dois milhões …

Bairro da Jamaica. Novas suspeitas reabrem queixa contra agentes

Os moradores envolvidos nos confrontos de janeiro de 2019, no Bairro da Jamaica, pedem a reabertura do processo contra os agente da PSP. A defesa quer ver anulada a decisão do Ministério Público que acusou …

"Cuidados de morte." Governo acusado de cortar em cuidados paliativos para poupar dinheiro

A Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) acusa o Governo de estar a cortar nos cuidados paliativos para poupar dinheiro. A TSF avança esta sexta-feira que a Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) não tem dúvidas …

Novo Banco contrata detetives para seguir ex-líder da Ongoing

O Novo Banco contratou equipas especializadas compostas por investigadores privados para fazer o levantamento de todos os bens que possam ser associados a Nuno Vasconcellos, ex-líder da Ongoing. Segundo avança o Correio da Manhã esta sexta-feira, …

Eurobic nega que Teixeira dos Santos esteja a ser investigado pelo Banco de Portugal

Na quinta-feira, o jornal Público deu conta de uma investigação do Banco de Portugal (BdP) ao papel de Teixeira dos Santos no Eurobic no âmbito do caso Luanda Leaks. Agora, o banco vem a público …

Com Ferro Rodrigues "não acontecerá." Castração química não será debatida no Parlamento

Admitindo que as responsabilidades pela decisão de não admissibilidade do projeto de lei do Chega eram suas, Ferro Rodrigues deixou claro que, consigo na presidência da Assembleia da República, projetos de lei (provavelmente) inconstitucionais como …

Eleições para o Tribunal Constitucional suspensas. Boletins de voto estavam ilegais

A votação dos nomes para ocuparem as duas vagas no Tribunal Constitucional foi suspensa porque os boletins de votos que foram entregues aos deputados não estavam conforme manda a lei. De acordo com o jornal ECO, …

Chega já é a 5.ª força política em Portugal. CDS ultrapassado pelo PAN e Iniciativa Liberal

O PS mantém a distância para o PSD em fevereiro, segundo o Barómetro Político da Aximage para o Jornal Económico, que dá ainda conta que o CDS está em queda, posicionando-se apenas à frente do …