Trump quer comprar a Gronelândia à Dinamarca

Donald Trump terá manifestado “interesse” em comprar a Gronelândia e pedido aos seus assessores que explorassem essa possibilidade, tendo mesmo procurado a opinião do conselho da Casa Branca.

A notícia foi avançada pelo Wall Street Journal. De acordo com o jornal norte-americano, o rumor de que o presidente dos Estados Unidos estaria de olho numa possível compra da Gronelândia, que pertence à Dinamarca, foi-se espalhando no Twitter na quinta-feira à noite.

Imediatamente houve várias pessoas conhecedoras do território a tentar encontrar uma avaliação imobiliária para os 1.305.178 quilómetros quadrados em Zilow, enquanto outros tentaram calcular o valor em arenques de conserva.

O jornal adianta que alguns dos consultores a quem Trump se dirigiu demonstraram interesse em discutir a ideia, devido aos recursos e importância geopolítica da ilha. Contudo, se houve alguns a apoiarem a ideia, houve outros que desvalorizaram, considerando ser apenas um “fascínio fugaz” que nunca se realizará.

Também a Reuters confirmou que o presidente dos EUA tem analisado com os seus assessores a possibilidade de comprar a ilha, de forma a expandir o território do país. A agência de notícias diz que alguns assessores encararam a proposta como uma piada, enquanto outros estão a analisar a possibilidade de forma séria.

Os militares dos EUA já têm uma base na Gronelândia, no noroeste da ilha. O Wall Street Journal escreve que Donald Trump levantou a questão da compra num jantar, no ano passado, em que disse ter ouvido que a Dinamarca estava a procurar apoio financeiro para o território autónomo.

Já na Dinamarca, esta notícia está a ser desvalorizada e até encarada como uma mentira. Lars Løkke Rasmussen, que foi primeiro-ministro até junho e agora lidera a oposição, recorreu ao Twitter para desvalorizar a proposta, dizendo que a notícia “deveria ser uma mentira do 1º de abril – mas totalmente fora de tempo”. Políticos contactados pela Bloomberg consideraram a ideia de “louca” e “sem sentido”.

Em 1946, o presidente dos Estados Unidos, Harry Truman, quis comprar a Gronelândia à Dinamarca por 100 milhões de dólares, mas a proposta foi rejeitada. Houve um precedente mais bem-sucedido quando os Estados Unidos adquiriram as Índias Ocidentais dinamarquesas, renomeando-as de Ilhas Virgens Americanas.

Não seria a primeira vez que os EUA compravam um território de outro país. Em 1867, os EUA compraram o Alasca à Rússia.

Trump tem viagem marcada para a Dinamarca no próximo mês na sua primeira visita oficial ao reino nórdico, mas a Gronelândia não está prevista na agenda.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Novo relatório aponta possível causa para número anormal de doenças causadas pelo vaping

Um novo relatório vem confirmar que o acetato de vitamina E encontrado em muitos produtos utilizados pelos vapers pode ser o responsável pelos problemas de saúde. O ano de 2019 ficou marcado por várias doenças e …

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

A polícia de Hong Kong deteve, este domingo, onze pessoas e apreendeu várias armas, incluindo uma pistola, pouco antes do início de uma manifestação convocada para a cidade, para a qual se espera uma forte …

Irão e Estados Unidos trocam prisioneiros

Irão e Estados Unidos realizaram, este sábado, uma troca de prisioneiros que envolveu a troca de um investigador sino-americano por um cientista iraniano detido pelos EUA, num avanço diplomático que surge após meses de tensão …

Coreia do Norte anuncia "teste muito importante" em local de lançamento de mísseis

A Coreia do Norte anunciou ter realizado um "teste muito importante" no local de lançamento de mísseis de longo alcance, defendendo que terá um efeito fundamental na futura posição estratégica do país. A Agência Central de …

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …