Governo vai reabrir processo com candidatura de Lisboa e Porto à EMA

Fernando Veludo / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

O primeiro-ministro, António Costa

O processo de candidatura de Portugal a acolher a Agência Europeia de Medicamentos vai ser reaberto de forma a incluir também a cidade do Porto, disse hoje fonte oficial do Ministério da Saúde.

De acordo com uma nota do ministério, o Governo decidiu reabrir o processo de candidatura, referindo que só o Porto, a par de Lisboa, “parece reunir condições para uma candidatura muito exigente e competitiva em termos europeus”.

“Neste contexto, o Governo tomou a iniciativa de contactar a Câmara Municipal do Porto para que a cidade se associasse, no âmbito da Comissão de Candidatura Nacional, ao processo de avaliação que irá decorrer à luz dos critérios oficiais definitivos”, lê-se na nota.

Os “critérios definitivos” para a nova localização da Agência Europeia do Medicamento, EMA, que vai deixar Londres por causa da saída do Reino Unido da União Europeia, serão definidos num conselho europeu que vai decorrer a 22 e 23 de junho e as candidaturas devem ser oficialmente apresentadas até final de julho, esclarece o ministério.

A mesma nota lembra que “no final de 2016, à luz dos requisitos pré-definidos pela Agência, foi considerado que Lisboa seria a cidade que reunia, à partida, as melhores condições para uma candidatura ganhadora” e que esta candidatura foi aprovada pelo Conselho de Ministros de 27 de abril, a que se seguiu um voto de saudação, aprovado por unanimidade, pela Assembleia da República a 11 de maio.

Depois de, “no último mês, terem surgido “expressões de vontade de outras cidades com o objetivo de acolher” a EMA, o ministério acrescenta que “tendo em conta os requisitos já conhecidos, só o Porto, a par de Lisboa, parece reunir condições para uma candidatura muito exigente e competitiva em termos europeus“.

A reabertura do processo de candidatura de Portugal, de modo a incluir também o Porto, pretende, segundo o Governo, “gerar soluções alternativas qualificadas, promotoras de uma única candidatura nacional, forte e afirmativa em termos europeus”.

O processo de candidatura portuguesa à Agência Europeia de Medicamentos tem estado envolvido em polémica, depois de o governo ter decidido candidatar a cidade de Lisboa por “ser fator de preferência a existência de Escola Europeia, que só Lisboa poderá vir a ter”.

A “conveniência da proximidade do Infarmed” foi outro dos fatores apontados por António Costa como justificação para candidatar Lisboa, e não o Porto, a acolher a sede da EMA que deve abandonar Londres com a saída do Reino Unido da União Europeia.

Rui Moreira desmente as afirmações de António Costa de que a candidatura tinha sido inicialmente apresentada em nome de ambas as cidades, e defende que o Porto tem as condições necessárias para receber a EMA, por “ter um excelente aeroporto internacional, não congestionado, com boas ligações à Europa, em alguns casos, melhores que Lisboa.

O autarca portuense recorda ainda que “o Porto tem escolas de língua estrangeira oficiais e privadas em alemão, inglês e francês”.

Já esta sexta-feira, a polémica estendeu-se a Matosinhos, depois de o eurodeputado socialista Manuel dos Santos ter “cigana” Luísa Salgueiro, deputada socialista e candidata à Câmara Municipal de local.

A EMA “possui um orçamento anual de 300 milhões de euros e serve 500 milhões de cidadãos europeus”, empregando, “em permanência, 900 colaboradores altamente qualificados” e promovendo, “todos os anos, mais de 500 reuniões presenciais que envolvem cerca de 65 mil pessoas e exigem 30 mil estadas”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Para muitos, ir ao Rock in Rio é para "viver a experiência"

Há quem gaste 200 euros, quem não dispense um brinde e quem espere à sombra até ao concerto desejado. Para muitos dos espetadores, a ideia é viver “a experiência” do Rock in Rio Lisboa, que …

Francesa esteve detida 2 semanas por atravessar por engano fronteira EUA-Canadá

A francesa Cedella Roman, de 19 anos, passou o "maior susto da sua vida": foi detida pelo serviço de imigração norte-americano e esteve presa durante duas semanas num centro de imigrantes por ter atravessado acidentalmente …

Os buracos negros podem ser dois wormholes que colidiram

Quando dois wormholes colidem, são criadas ondulações no espaço-tempo. Esses ecos gravitacionais poderiam ser detetados por instrumentos futuros, fornecendo evidências de que essa hipotética colisão através do espaço-tempo existe mesmo. O Observatório de Ondas Gravitacionais por …

Bruno de Carvalho destituído da presidência do Sporting

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi destituído do cargo, por decisão da maioria dos sócios que votaram em Assembleia Geral extraordinária, este sábado, na Altice Arena, em Lisboa. O presidente da Mesa da Assembleia …

É hoje: mulheres sauditas conquistam o direito de conduzir automóveis

A Arábia Saudita levanta este domingo, 24 de Junho, a proibição imposta às mulheres de conduzirem automóveis nas estradas do reino, decisão do príncipe herdeiro Mohammad bin Salman integrada num plano de modernização do país. "Será …

Sobrinho alvo de tentativa de agressão. Bruno foi votar

O empresário Álvaro Sobrinho, líder da Holdimo, segundo maior acionista do Sporting, foi hoje alvo de tentativa de agressão dentro do Altice Arena, em Lisboa, durante a Assembleia Geral (AG) de destituição que decide o …

Marcelo já teve alta. Causa do desmaio apurada

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já deixou o hospital de Braga onde foi observado depois de se ter sentido mal ao final da manhã, tendo o próprio explicado aos jornalistas que teve …

Bélgica vs Tunísia | Goleada “dos diabos”

Num dos melhores jogos desta fase de grupos, a Bélgica apurou-se para os oitavos-de-final do Mundial, graças a uma goleada por 5-2 ante a Tunísia. Sete golos numa partida de futebol ofensivo, aberto, com muitas …

Este é o primeiro dia do resto da vida do Sporting

Os sócios do Sporting reúnem-se hoje para a primeira Assembleia Geral (AG) de destituição da história do clube, na qual decidirão o futuro do presidente, Bruno de Carvalho, legitimado há quatro meses por larga maioria. A …

Costa recupera assessor arguido no caso das viagens ao Euro2016

O assessor económico de António Costa que foi constituído arguido na sequência da investigação às viagens pagas pela Galp para assitir a jogos do Euro2016, em França, continua a trabalhar com o primeiro Ministro. O economista …