Maria Luís está de saída e alerta para o risco de um 4º resgate

José Sena Goulão / Lusa

Pedro Passos Coelho, Maria Luís Albuquerque

No dia em que o governo de coligação PSD-CDS/PP vai cair, a ministra das Finanças ainda em exercício já fala como oposição e alerta para a possibilidade de Portugal poder vir a necessitar de um novo resgate financeiro.

Um alerta feito aos portugueses no debate do programa de governo que decorre na Assembleia da República, onde o PS de António Costa se apresta para apresentar uma moção de rejeição ao actual governo.

Perante esta queda anunciada, a ministra das Finanças avisa para os “desmandos” de quem não tem “cuidado em assegurar o financiamento” e para os riscos de podermos precisar de um novo resgate – “o quarto em 40 anos”, afiança Maria Luís Albuquerque.

Garantindo que o país está melhor e que “só a oposição não o quer reconhecer”, a ministra em exercício ainda alerta que um novo resgate “traria sacrifícios bem mais duros“.

Maria Luís Albuquerque faz questão de salientar que há boas notícias com as exportações em alta, o desemprego em decrescendo e a confiança dos consumidores e empresários a subir.

Também intervindo no Parlamento, o deputado do PSD Duarte Pacheco criticou os socialistas, propondo até, com ironia, uma candidatura do PS ao Prémio Nobel da Economia por pretender conseguir reduzir o défice com mais despesa e menos receita.

“Será que o Excel dos socialistas ainda é o mesmo do engenheiro Sócrates? Aquele que, em 2009, com menos receita e mais despesa nos conduziu à bancarrota? Será que, em 2016, os socialistas já estão a prever um crescimento superior àquele que estava previsto?” Perguntas que Duarte Pacheco deixou no debate parlamentar.

SV, ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. É exatamente por comentários como este, que a coligação devia permanecer em funções. Não só por ter sido de facto a eleita pelos portugueses, mas para que se responsabilizasse pelo trabalho executado até aqui.
    Esta situação de um novo governo composto por politicos que não se entendem e que apenas fazem acordos para atingirem o objectivo de estarem no poder, vai levar à culpabilização entre os que estiveram e os que virão a estar à frente dos destinos do País e mais uma vez ninguem será responsabilizado.
    É novamente a dança das cadeiras.
    Um acordo por um ano nem numa pequena empresa leva a lado nenhum, quanto mais num País.

  2. Mas se os cofres estão cheios como disse mais que uma vez então não deveríamos precisar desse resgate, agora e mais uma vez se vai verificar tudo o que se fez e se roubou ops desculpem desviou dos cofres para amigos e amigalhaços.
    A única coisa que tenho a dizer é que seja quem for vai sempre dar ao mesmo e os problemas reais do Pais ficam cada vez pior, ao Povo o que é do Povo e de uma vez fora com todos os partidos que estão podres, nasçam novos partidos de novos ideais e realidades distintas para começar de novo pois nunca nos vamos endireitar com qualquer partido actual onde reina a corrupção, engano e desrespeito pelo seu próprio Povo

  3. Sabem o que devia fazer o presidente da republica ,agarrar no Costa, Passos, Portas, Catarina, Geronimo e outros e obriga-los a Governar o Pais em conjunto sem idealismos partidários e mamões e apenas para bem do Povo e do Pais.

RESPONDER

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …

Cirque du Soleil despediu 95% dos trabalhadores e pode ir à falência (mas vai dando shows online)

O Cirque du Soleil pode ser mais uma vítima do coronavírus. A empresa que gere o circo está a analisar a possibilidade de declarar a falência devido a dívidas avultadas e depois de ter despedido …

Ordem dos Médicos está a avaliar uso de medicamento não testado para travar Covid-19

Portugal pode tornar-se no segundo país do mundo a usar hidroxicloroquina como forma de prevenção de Covid-19. A Ordem dos Médicos (OM) estará a estudar essa possibilidade, de acordo com o Expresso. O semanário refere que …

Aumento salarial exigido por Jesus deixa renovação por um fio

A cumprir a segunda temporada no Flamengo, Jorge Jesus quer um aumento salarial. No entanto, o Flamengo não terá capacidade financeira para responder às suas exigências. A renovação do contrato de Jorge Jesus no Flamengo está …