Governo abre a porta a pagamento de lay-off a 100% nos setores mais afetados até dezembro

Manuel de Almeida / Lusa

O Executivo de António Costa está a estudar o prolongamento do regime de lay-off simplificado até dezembro. Nos setores mais afetados pela crise provocada pela pandemia, o pagamento dos salários deverá ser garantido a 100%.

O Jornal Económico avança que o Governo está a estudar o prolongamento de um “novo” regime de lay-off simplificado até dezembro para os setores mais atingidos pela crise provocada pela pandemia de covid-19. Entre estes setores estão o turismo e restauração, comércio, ginásios ou organização de eventos.

De acordo com o mesmo jornal, nestes setores, o Governo abre a porta à garantia de 100% dos salários dos trabalhadores.

Em cima da mesa também está a possibilidade de os restantes setores com uma recuperação mais rápida terem acesso a um regime de lay-off com novos moldes, medidas diferenciadas por setor e mediante indicadores objetivos de retoma de atividade.

Segundo o Jornal Económico, o modelo pode garantir uma maior retribuição aos trabalhadores, com as empresas a comparticiparem com um valor superior aos 30% e deixarem de ter a isenção total da TSU, que passará a ser paga parcialmente. Em estudo está também a redução do encargo da Segurança Social com a compensação retributiva e o aumento da fatia paga pelo empregador.

Além disso, o Governo também está a estudar medidas,como um incentivo financeiro para as empresas que não recorram ao lay-off, através de uma comparticipação financeira superior ao salário mínimo que está previsto no atual regime simplificado para apoio à normalização da atividade da empresa – 635 euros por trabalhador, equivalente à retribuição mínima mensal garantida multiplicada pelo número de trabalhadores.

O Governo quer ainda suspender o pagamento por conta exigido às empresas em sede de IRC, de modo a evitar que paguem um imposto com base em lucros do ano anterior.

Uma fonte do Governo, ouvida pelo Jornal Económico, adiantou que o novo modelo de regime de lay-off ainda está a ser desenhado e a solução ainda não foi fechada.

Na quarta-feira, o primeiro-ministro António Costa anunciou que o lay-off simplificado vai continuar, mas evoluir, para que não seja penalizador para os trabalhadores nem um incentivo negativo para as empresas. O líder do executivo destacou que um dos pilares do programa de estabilização económico e social está relacionado com a manutenção dos postos de trabalho.

No fim de semana passado, já o Expresso avançava que o regime de lay-off deverá manter-se até ao final do ano, mas deverá ser diferente do regime simplificado atual.

O PSD defende o prolongamento do regime de lay-off simplificado até ao final do ano. Já Catarina Martins, coordenadora do Bloco de Esquerda, é contra a “normalização” deste apoio. Também Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, aconselhou o Governo a prolongar o regime se tiver margem financeira para isso.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Acho q sim, estão em casa sem fazer nada a ganhar o salário todo e os burros q tiveram e têm q trabalhar durante a pandemia não têm compensação nenhuma, nem alívio das contribuições…

Responder a sn Cancelar resposta

"Janelas de Vinho". Itália ressuscita tradição do tempo da peste

Centenas de bares e restaurantes italianos "ressuscitaram" a tradição antiga das chamadas "Janelas de Vinho" durante a pandemia de covid-19, tentando assim servir os seus clientes com o mínimo contacto pessoal. A tradição remonta aos …

Um dos maiores telescópios do mundo ficou gravemente danificado devido a um cabo partido

O radiotelescópio de Arecibo, um ícone da busca para entender o Universo, sofreu graves danos como resultado do rompimento de um cabo. A causa da quebra e quanto tempo o telescópio demorará a ser consertado …

Pumpkin Island já custou 78 dólares. Agora pode comprá-la por 17 milhões

Se ainda não decidiu onde passar férias fica aqui uma dica: uma ilha privada na costa da Austrália está à venda por 17 milhões de dólares (cerca de 14,5 milhões de euros). A Pumpkin Island …

Desaparecem oito mulheres por dia no Peru, mais três do que antes da pandemia

O número de mulheres desaparecidas no Peru, um fenómeno endémico no país, subiu de cinco por dia, em média, para oito, desde a quarentena decretada para travar a pandemia de covid-19, indicou o provedor de …

EUA já gastaram quase tanto com a covid-19 como com a II Guerra Mundial

Até ao momento, os Estados Unidos da América gastaram quase tanto com a pandemia de covid-19 como gastaram com a II Guerra Mundial. A Segunda Guerra Mundial travou-se entre 1939 e 1945 e deixou milhões de …

Sporting recusou proposta de 32 milhões por Joelson Fernandes

O Sporting CP rejeitou uma proposta de 32 milhões de euros do Arsenal por Joelson Fernandes. Os 'leões' pedem 45 milhões pelo jovem extremo de 17 anos. Continua o leilão pela promessa sportinguista Joelson Fernandes. Depois …

CIA tentou desenvolver um "drone-pássaro" nuclear para espiar a União Soviética na Guerra Fria

Durante a Guerra Fria, a CIA tentou desenvolver um drone nuclear do tamanho de um pássaro para espiar a União Soviética e outros países do bloco comunista. Porém, o projeto nunca foi concluído. De acordo com …

Para combater o desperdício, China acaba com os banquetes tradicionais

Conhecidos pela gastronomia e pelo bom apetite, os chineses terão de adotar a austeridade, invertendo a tradição, que exige que sejam servidos à mesa tantos pratos quantos forem os convidados e mais um. A nova regra …

Com apenas 4 dólares é possível dormir na última Blockbuster. E ainda participa na festa pijama

Já sente saudades de sair de casa para ir alugar um filme e comprar umas pipocas? A última loja da icónica Blockbuster está agora disponível no Airbnb. A antiga loja da cadeia americana pode ser …

Espanha com quase mais 3.000 novos casos. É o maior aumento desde maio

Espanha registou o maior número de infeções de covid-19 desde o final de maio, com 2.935 novos casos nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde, ressalvando que o balanço inclui dados de Madrid …