Lay-off vai “evoluir”. Novo modelo deverá penalizar menos os salários

José Sena Goulão / EPA

António Costa anunciou, esta quarta-feira, que o lay-off simplificado vai continuar, mas evoluir, para que não seja penalizador para os trabalhadores nem um incentivo negativo para as empresas.

Esta quarta-feira, o primeiro-ministro afirmou que o regime de lay-off simplificado, no âmbito do novo programa de estabilização económica e social, vai evoluir para um mecanismo que permita simultaneamente manter o emprego e não penalizar os rendimentos dos trabalhadores.

António Costa falava após ter recebido os parceiros sociais, em São Bento, numa conferência de imprensa em que adiantou que o programa de estabilização económico e social será aprovado na próxima semana em Conselho de Ministros.

O líder do executivo destacou que um dos pilares deste programa está relacionado com a manutenção dos postos de trabalho. “O lay-off simplificado é uma medida que já permitiu até ao momento preservar mais de 800 mil postos de trabalho”, justificou.

“É uma medida que necessariamente tem de evoluir a partir do final de junho, designadamente de forma a que não seja um incentivo negativo para as empresas fazerem o esforço que devem fazer no sentido de procurar retomar a sua atividade”, explicou António Costa.

Este novo modelo “não deve ser um instrumento penalizador do rendimento dos trabalhadores”, por isso, “temos de fazer evoluir este instrumento de forma a que continue a ser eficaz na proteção do posto de trabalho, mas deixando progressivamente um fator de perda do rendimento“, avançou o governante.

Costa disse ainda ter recebido propostas para a revisão do regime de lay-off de parceiros sociais e de partidos, tendo concluído que, entre todas elas, “não há incompatibilidades de fundo” e que será possível ao Governo “desenhar” um novo mecanismo que cumpra os objetivos ao nível do emprego.

No entanto, o primeiro-ministro não revelou qual a percentagem do salário que passa a ser garantido, qual será o contributo do Estado para o garantir, nem até quando poderá ser prolongado o regime de lay-off simplificado.

De acordo com o Público, estas questões ficam para a versão definitiva do Programa de Estabilização Económica e Social (PEES), que o Governo só conta aprovar no Conselho de Ministros da próxima semana.

Entre as propostas deixadas ontem numa conferência organizada pelo ex-ministro do Trabalho, Vieira da Silva, no Conselho Económico e Social, estão também a extensão do subsídio social de desemprego e rendimento social de inserção a mais pessoas e o apoio aos mais de 50 mil jovens que saem este ano da universidade.

Estas propostas surgem num momento em que a taxa de cobertura de subsídio de desemprego está a descer, ficando nos 50% em abril, caindo também em 11% os valores do subsídio social de desemprego para quem teve contribuições mais irregulares, e a evolução do desemprego penaliza mais jovens e contratados a termo em setores fortemente dependentes do turismo.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

“O que não há é dispensas da função pública”. Costa rejeita "fantasmas" e quer mais funcionários públicos

O primeiro-ministro, António Costa, afirma que a proposta portuguesa de Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) estabelece a contratação de mais funcionários públicos e prevê uma reforma das profissões reguladas. “O que o nosso programa prevê …

Já há uma explicação científica para as "dunas" do céu do Norte

Um ano depois da sua observação, as auroras de dunas, ou auroras boreais em forma de duna, já possuem confirmação e explicação científica. A aurora boreal nasce quando as partículas carregadas expelidas pelo Sol, como eletrões, …

Parker Solar Probe deteta sinal de rádio na atmosfera de Vénus

Para se aproximar do Sol, a sonda Parker Solar Probe, da NASA, usa o impulso de Vénus para mudar a sua órbita e reduzir o seu periélio em cada uma das passagens ao redor da …

Cartas de amor entre Saint-Exupéry e a mulher publicadas em França

Antoine e Consuelo de Saint-Exupéry deixaram para trás a lembrança de uma relação tempestuosa, uma obra-prima que ele escreveu e ela inspirou, "O Principezinho", e um conflito entre herdeiros, mas a publicação em França de …

Luva sensorial pode ajudar pessoas com tricotilomania

A tricotilomania é um problema que afeta milhares de pessoas em todo o mundo, sendo que consiste em puxar o cabelo compulsivamente. Agora, um novo dispositivo pode trazer uma solução viável à vida destes indivíduos. O …

Menu de 1913 é encontrado em restaurante britânico durante obras de recuperação

Um grupo de construtores de Liverpool descobriu, de forma acidental, um menu intacto que data de 1913. A relíquia caiu do teto durante um projeto de recuperação do atual espaço. O menu, datado de 15 de …

No primeiro complô da CIA contra os Castros, Fidel não era o alvo

A CIA tentou por várias vezes matar Fidel Castro. No entanto, no primeiro complô americano contra a família Castro, Raúl, irmão de Fidel, era o alvo. Fidel Castro foi um político e revolucionário cubano que governou …

Merkel opõe-se a proposta dos EUA de levantar patentes de vacinas

O Governo alemão mostrou oposição à proposta dos EUA para o levantamento de patentes de vacinas contra a covid-19, descolando da posição de vários países e da própria União Europeia (UE). "A proteção à propriedade intelectual …

Perdeu-se há 176 anos. Identificado o primeiro membro da expedição de Franklin ao Ártico

Pela primeira vez, a identidade dos restos mortais de um membro da expedição Franklin de 1845 foi confirmada com ADN e análises genealógicas por uma equipa de investigadores. A última notícia que a família de John …

Benfica 1 - 1 FC Porto | Empate com sabor a derrota para rivais

Um empate com sabor a derrota para Benfica e FC Porto, no “clássico” da 31ª jornada da Liga NOS. Na tarde desta quinta-feira, “águias” e “dragões” anularam-se e não foram além de um 1-1, que …