Governo francês acusado de manipular relatório da polícia de Nice

Ataque com camião faz mais de 30 mortos numa esplanada em Nice

Uma responsável da polícia municipal de Nice disse hoje ter sofrido pressões do Ministério do Interior francês para alterar o relatório sobre o dispositivo de segurança destacado para o local onde ocorreu o ataque de 14 de julho.

O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, já reagiu a estas declarações, considerando tratar-se de “graves acusações” e anunciou que vai apresentar uma queixa por difamação.

Desde o ataque que a alegada insuficiência do dispositivo de segurança tem gerado conflito entre o Governo francês e a oposição de direita, que aponta a responsabilidade ao ministro do Interior.

O Presidente francês, François Hollande, manifestou, na sexta-feira, “toda a confiança” no ministro do Interior.

Numa entrevista ao Journal du Dimanche, Sandra Bertin, que dirige o centro de videovigilância da polícia de Nice, afirmou que, um dia após o ataque, recebeu a visita de um comissário “enviado” pelo Ministério Interior.

A responsável disse que foi “assediada por uma hora” pelo comissário, que ordenou que colocasse no relatório das imagens de 14 de julho que a polícia nacional esteve presente em dois pontos do dispositivo.

“A Polícia Nacional pode ter estado lá, mas não aparece nos meus vídeos“, adiantou.

Na quinta-feira, o jornal Libération afirmou que o controlo da entrada da zona pedonal da Promenade des Anglais, onde 30 mil pessoas assistiam ao fogo-de-artifício, estava a ser feito por um único veículo da polícia municipal e que a polícia nacional francesa estava quase ausente da zona.

No dia 14 de julho, um camião avançou durante dois quilómetros sobre uma multidão na avenida, em Nice, que estava a assistir ao fogo-de-artifício para celebrar o dia de França.

O último balanço das autoridades francesas aponta para 84 mortos e 202 feridos.

Pelo menos quatro cidadãos portugueses ficaram feridos no ataque, confirmou o Governo.

As autoridades francesas consideraram estar-se perante um atentado e o Presidente da França anunciou o prolongamento por mais seis meses do estado de emergência que vigora no país desde o ano passado.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …

Turismo, indústria e energia fazem do Norte região que mais cresceu em 2018

O Norte foi a região portuguesa que mais cresceu em 2018, com um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,9%, impulsionado pelo turismo, indústria e energia, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística …