Governo prepara extensão do lay-off simplificado

Tiago Petinga / Lusa

O Governo está a preparar uma nova extensão do lay-off simplificado para lá de 31 de julho, avança o Expresso. A previsão do queda do PIB e do desemprego levo o Executivo a preparar-se para o pior.

O Conselho de Ministros deve aprovar na próxima semana as medidas do Programa de Estabilização Económica e Social (PEES), sendo que uma das quais será uma nova extensão do lay-off simplificado para as empresas mais atingidas.

“Achamos que devemos reforçar medidas de apoio às empresas e ao emprego, nomeadamente equacionamos renovar o lay-off simplificado para empresas com quebras significativas de faturação”, disse ao Expresso o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira.

A ideia é ter o lay-off simplificado para as empresas que tiverem de continuar fechadas, com 66% dos salários auferidos, ter a extensão do lay-off para empresas com descidas acentuadas de faturação e o apoio à retoma para negócios que já apresentaram melhorias, explica a TSF.

Segundo Siza Vieira, para as empresas que tenham quebras entre 40% e 60%, o trabalhador receberá a partir de agosto pelo menos 83% do salário. Se as quebras forem superiores a 60%, o trabalhador receberá pelo menos 77%. Depois de outubro, passam a receber 88% e 92%, respetivamente. Assim, o encargo será menor para a Segurança Social.

“As receitas das empresas continuam em queda e é cada vez mais difícil manter postos de trabalho”, disse ao Expresso o presidente da Confederação do Turismo, Francisco Calheiros.

“O lay-off simplificado acabou por se tornar a mais importante ferramenta de apoio ao emprego e empresas. Por isso defendemos que seja prolongado até ao final do ano“, disse, por sua vez, António Saraiva, presidente da CIP.

Também o presidente da Confederação do Comércio e Serviços, João Vieira Lopes, disse que “é necessário assegurar a sobrevivência do tecido empresarial, com especial atenção às PME dos sectores mais fortemente atingidos, a maioria das atividades comerciais e de serviços”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Medidas de apoio às empresas???
    Dizer que as empresas têm que pagar uma parte dos salários dos funcionários quando é o estado que não permite que estas trabalhem para daí retirarem o valor dos salários???
    E os funcionários, será que podem fazer a sua vida eternamente com 2/3 do salário???
    O estado decreta que uma empresa não pode laborar, então que pague os custos da sua decisão, não vão ser os privados a arcar com as consequências das decisões públicas.
    Ah, já sei, os patrões são ricos, que paguem a crise…

RESPONDER

Cientista descobre espécie extinta de ganso através de uma pintura egípcia

Uma famosa pintura que estava originalmente no túmulo do príncipe egípcio Nefermaat levou um cientista a descobrir uma espécie de ganso já extinta. A cena "gansos de Meidum", originalmente pintada no túmulo do príncipe Nefermaat, encontra-se …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA, criou um algoritmo de Inteligência Artificial que pode provar que a realidade é, na verdade, uma simulação. O algoritmo …

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Em Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, no comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. A notícia …