Governo deve rever PIB em baixa, mas não altera medidas do Orçamento

Tiago Petinga / Lusa

António Costa e Mário Centeno

Esta terça-feira, António Costa disse não estar previsto qualquer Orçamento retificativo na sequência do novo coronavírus, considerando que esta crise é “um bom exemplo” da necessidade de uma “política orçamental prudente”. 

Apesar de reconhecer que será preciso rever as previsões económicas no Programa de Estabilidade, António Costa afirmou que “não há razão nenhuma para alterar as medidas que estão previstas no Orçamento do Estado”. As declarações foram feitas aos jornalistas após a reunião do Conselho Europeu, que se realizou esta terça-feira por videoconferência.

Questionado sobre se, perante o impacto que a epidemia de coronavírus vai ter na economia mundial, os pressupostos do Orçamento do Estado para 2020 ainda fazem sentido, o primeiro-ministro declarou: “Fazem todo o sentido”.

“Não há nenhuma razão para alterar nenhuma das medidas que estão inscritas no documento”, acrescentou ainda António Costa, citado pelo ECO.

No debate quinzenal, lembrou, António Costa já tinha anunciado que iria rever as previsões económicas por altura da apresentação do Programa de Estabilidade e Crescimento. “Divulgaremos até 15 de abril as novas estimativas de crescimento para 2020 e anos seguintes, e não deixaremos de refletir este risco na projeção a apresentar”, disse na altura.

Agora, esta terça-feira, reiterou que no Programa de Estabilidade ” vamos ter ocasião para proceder à atualização das previsões de crescimento económico que serão afetadas pela situação que estamos a viver”.

As previsões não vão ficar imunes à realidade”, constatou.

No Orçamento do Estado para este ano, o Governo prevê um crescimento de 1,9%. Já no Programa de Estabilidade, apresentado em abril do ano passado, aponta para uma aceleração de 2% em 2021, mantendo essa variação em 2022. Estes valores estão agora em risco de serem revistos em baixa.

Ainda assim, o chefe do Executivo garantiu que “não está previsto nenhum Orçamento retificativo”.

PSD “disponível” para aprovar orçamento rectificativo

Apesar de o Governo descartar a possibilidade, o PSD manifesta-se “disponível” para aprovar um eventual orçamento rectificativo, conforme declarações do deputado Álvaro Almeida citadas pelo Expresso.

“O PSD está disponível para apoiar todas as medidas de combate ao Covid-19“, destaca o deputado, salientando que neste âmbito estão incluídos gastos para aquisição de bens e serviços, bem como “despesas de saúde adicionais para tratamento de outros doentes que não puderam ser tratados devido ao desvio de recursos para o combate ao Covid-19”.

Deste modo, o PSD está “disponível para viabilizar alterações orçamentais que sejam motivadas por estas despesas adicionais, desde que as alterações propostas não envolvam mais do que aquelas estritamente causadas pela crise do Covid-19”, refere Álvaro Almeida.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mas ainda bem que se lembraram das PME….. Em 2008 só salvaram os bancos, e que grande salvamento, as PME faliram, fecharam, desempregados a passar fome, suicídios, etc, etc. …..

Responder a Joca Cancelar resposta

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …

Hackers expõem na cloud dados que roubaram de utilizadores do Spotify. Foi um acidente

Um grupo de piratas informáticos compilou uma base de dados com cerca de 250.000 palavras-passe do Spotify e armazenaram os dados na cloud. No entanto, esqueceram-se de proteger o armazenamento com uma palavra-passe. De acordo com …

Disney vai colocar em lay-off mais de 30.000 trabalhadores em 2021

A gigante norte-americana Walt Disney Company anunciou esta semana que vai colocar em regime de lay-off 32.000 trabalhadores no primeiro semestre de 2021 devido às quebras financeiras causadas por causada da pandemia de covid-19. A …

Ventura responde a Rodrigues dos Santos (e os ânimos à direita tornam-se cada vez mais ácidos)

Depois de Francisco Rodrigues dos Santos ter afirmado, em entrevista ao Sol, que o CDS "não fará alianças políticas com o partido Chega", André Ventura reagiu em tom irónico: "Como é que o Chega conseguirá …