Governo deu “luz verde” à contratação de médicos estrangeiros (mas hospitais rejeitam hipótese)

Giuseppe Lami / EPA

Apesar de o Governo ter dado “luz verde” à contratação de médicos que tiraram o curso no estrangeiro e ainda não concluíram o processo de reconhecimento da formação, vários hospitais já admitiram rejeitar essa hipótese.

O Jornal de Notícias avança esta terça-feira que várias unidades hospitalares já adiantaram que estão a dar resposta com os recursos internos e que não está prevista a contratação de profissionais que ainda não viram os seus cursos reconhecidos em Portugal.

O Centro Hospitalar de Lisboa Central, por exemplo, referiu que “não estão previstas contratações de médicos e enfermeiros estrangeiros” e o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra adiantou que tem “procurado responder aos desafios com os recursos internos”.

No Porto, o Centro Hospitalar de São João também tem uma visão semelhante: “De momento, não possuímos nenhum profissional nestas condições que nos tenha contactado ou que possamos contactar”. Eem Aveiro, “não foi perspetivada essa contratação”.

Segundo Alexandre Lourenço, presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares, há “necessidade de profissionais” para determinadas especialidades, mas “estamos obrigados, e bem, a contratar profissionais certificados como garantia de qualidade”, disse.

Este mês, o Conselho de Ministros aprovou uma resolução fundamentada que decreta o especial interesse público da manutenção das disposições relativas a contratação de enfermeiros estrangeiros constantes do decreto que regulamenta a execução do estado de emergência, no âmbito da providência cautelar interposta pela Ordem dos Enfermeiros.

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, declarou que esta decisão “permite que o Estado aja em sede própria”, sendo esta “uma matéria da maior importância e urgência e que pode prosseguir enquanto o caso é julgado nos tribunais”. “Precisamos de todos os braços para combater esta pandemia”, afirmou a governante, dizendo que é papel do Governo reforçar o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

A Ordem dos Médicos já tinha dito que qualquer médico para exercer em Portugal tem de ter curso reconhecido por uma universidade portuguesa e prova de comunicação médica.  Dos 800 médicos que frequentaram cursos de Medicina no estrangeiro, apenas 160 cumprem os critérios para contratação – passar numa prova escrita de conhecimentos.

No final de janeiro, o jornal Público noticiou que a maioria dos médicos que já realizaram a prova necessária para poderem ser contratados pelo SNS, em regime excecional, têm nacionalidade brasileira e residem no Brasil. Neste momento, alguns estão retidos por falta de voos de ligação e outros não têm interesse num contrato de um ano.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Grande carruagem cerimonial descoberta quase intacta em Pompeia

Uma grande carruagem cerimonial de quatro rodas, com elementos de ferro, decorações de bronze e estanho, restos de madeira mineralizada e vestígios de elementos orgânicos, como cordas, foi encontrada quase intacta na área arqueológica de …

FC Porto 0-0 Sporting | Nulo com sabor a vitória para o "leão"

O “clássico” do Dragão, entre FC Porto e Sporting, terminou sem golos, sem grande futebol, e com um “leão” cada vez mais perto do título, apesar de ainda faltar muito campeonato.  A igualdade permite à formação …

Adolesceste entusiasta por pirotecnia construiu o seu próprio simulador profissional de fogos de artifício

O FWsim foi lançado pela primeira vez em 2010 como um software de planeamento de fogos de artifício, voltado para profissionais de pirotecnia e entusiastas de fogos de artifício. Em 2006, conta o Vice, Lukas Trötzmüller …

Pela primeira vez em 45 anos, uma casa vitoriana "flutuou" pelas ruas de San Francisco

A manhã de 21 de fevereiro em San Francisco, nos Estados Unidos, foi um pouco diferente do normal: uma casa vitoriana passou a "flutuar" pelas ruas da cidade. De acordo com o BuzzFeed News, uma equipa …

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …