Governo deteta ilegalidades nos processos de subconcessão dos transportes

O Ministério do Ambiente diz ter encontrado alguns indícios de ilegalidade nos processos de subconcessão dos transportes, algo que pode vir a ajudar a reverter os contratos.

A análise técnica iniciada pelo Ministério do Ambiente aos contratos de subconcessão dos transportes de Lisboa e do Porto já deu frutos, tendo detetado sete pontos críticos, avança esta terça-feira o Jornal de Negócios.

Entre estes pontos, alguns apresentam mesmo indícios de ilegalidade, uma situação que poderá ser motivo suficiente para que o Governo anule os contratos assinados com os privados.

A conclusão desta análise destaca, sobretudo, o incumprimento do regulamento comunitário que estabelece as regras relativas ao serviço público de transporte ferroviário de passageiros.

De acordo com uma das regras, apenas pode ser subconcessionado um terço dos serviços de uma rede de um operador interno, no entanto, o anterior Governo concessionou 100% da atividade das empresas.

Também na mira está o facto de Passos Coelho ter aprovado um Plano de Alterações Climáticas que agora está a ser ultrapassado por estes contratos. Nestes processos, é permitido que a renovação da frota possa ser feita com veículos usados.

O Ministério do Ambiente aponta ainda para o facto da política energética ser completamente esquecida, visto que os concursos não tinham qualquer obrigação de renovação ou alargamento da frota a gás natural.

Entre outros, o documento refere ainda que os processos criam falsas expectativas em relação à redução de custos e um risco mais favorável para as empresas privadas.

O Governo anterior negociou a subconcessão da rodoviária Carris e do Metropolitano de Lisboa à empresa espanhola Avanza, do Metro do Porto à Transdev e da STCP à Alsa.

Mal chegou ao poder, António Costa travou estes processos de subconcessão dos transportes públicos e deu ordem para os suspender.

Na altura, seguiram de imediato para as empresas envolvidas “as cartas com a ordem de suspensão e com um pedido de cópia de toda a documentação”.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não e o governo quem decide se são ou não irregularidades irão ser os tribunais a decidir só depois e que vemos quanto e que nos vai custar esta brincadeira. (mas com a rapidez dos tribunais já vai ser outro governo a pagar a conta)

    • fecha a boquinha ó atrasado!
      o governo do passo fedelho fez muitas e boas cheias de ilegalidades!
      Privatizar os transportes públicos portugueses a uma empresa de transportes publica espanhola é lindo!
      Cambada de atrasados!

  2. A maior ilegalidade vai ser eu e milhões de compatriotas termos que continuar a sustentar empresas que funcionam ás vezes e ao mando do sindicato e que no meu caso nem me servem para nada, mas são muito úteis para albergar chulos e apoiantes de certas ideologias politicas.

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …