Turquia acusada de “esconder a verdade” sobre número de infetados com covid-19

A pandemia na Turquia pode ser mais bem mais grave do que aquilo que se conhece. O Governo turco está a ser acusado de esconder o número de infetados e de mortes, após o ministro da Saúde ter revelado que os números diários revelados refletem os doentes com sintomas e não todos os infetados.

O Ministro da Saúde Fahrettin Koca reconheceu durante uma conferência de imprensa na noite de quarta-feira, que desde 29 de julho que a Turquia tem relatado o número de doentes com covid-19 atendidos nos hospitais ou tratados em casa.

Koca disse que a contagem não inclui os casos positivos assintomáticos, ignorando uma pergunta sobre o número diário de novos casos positivos de coronavírus, indicador-chave sobre a evolução da epidemia em qualquer país. “Estamos a falar de pessoas com sintomas. Estamos a divulgar isto como o número diário de doentes”, referiu o ministro aos jornalistas.

A revelação gerou protestos nas redes sociais e pedidos ao Governo para que revele a verdadeira extensão do novo coronavírus entre a população que conta com 83 milhões de habitantes.

As declarações do ministro ocorreram depois de um deputado da oposição, Murat Emir, ter afirmado que o número real de novas infeções diárias na Turquia é 19 vezes maior do que o que tem sido divulgado pelo Governo. Emir pediu hoje a Koca para deixar de divulgar os dados diários da epidemia. “Ninguém acredita nisso. Não tem valor científico”, disse.

“O governo está a lutar contra os números em vez de combater a epidemia”, adiantou Murat Emir.

A Associação Médica Turca pediu transparência, depois de ter vindo a questionar os dados diários sobre o coronavírus desde que a 29 de julho o Governo deixou de se referir a “casos” e passou a indicar “doentes”. A organização considerou que o Governo turco “escondeu a verdade” e “falhou em evitar a propagação” do vírus.

“Temos direito à verdade”, escreveu na rede social Twitter Sebnem Korur Fincanci, presidente da associação.

O governo turco divulgou na quarta-feira 65 mortos e 1391 novos “doentes” com covid-19, assumindo um total de 318 mil infetados, incluindo 8195 mortos, desde o início da pandemia.

Segundo especialistas, os dados divulgados em todos os países subestimam os números reais da pandemia, devido à testagem limitada, a casos falhados, e à falsificação de dados por alguns membros do governo, entre outros fatores.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Alerta de tsunami no Alasca depois de sismo de magnitude 8.2

A península do Alasca, a oeste dos Estados Unidos, foi atingida por um sismo de magnitude 8.2 na noite de quarta-feira (7h15 de quinta-feira em Lisboa) e já foi lançado um alerta de tsunami na …

Conselho de Ministros reúne-se para discutir próximos passos no desconfinamento

O Conselho de Ministros reúne-se esta quinta-feira para decidir os próximos passos no processo de abertura do país, dois dias depois de especialistas terem sugerido a evolução das medidas de restrição de acordo com a …

Capacete magnético mostra-se eficaz na redução de tumor cerebral

O diagnóstico de um cancro é sempre complicado, mas há partes do corpo onde a presença da doença pode ser mais ameaçadora. É o caso do glioblastoma, um tipo de cancro cerebral, que se não …

Engenheiros japoneses fizeram levitar objectos com "armadilha acústica"

Engenheiros japoneses descobriram uma forma de fazer pequenos objectos levitar usando apenas ondas sonoras, o que pode ser um passo importante para a tecnologia. A engenharia biomédica, o desenvolvimento de farmacêuticos e a nanotecnologia podem vir …

Juno fez a maior aproximação a Ganimedes das duas últimas décadas (e as imagens são de cortar a respiração)

A NASA divulgou, recentemente, um vídeo da sonda Juno a passar por Júpiter e Ganimedes, uma das suas luas. As imagens são de cortar a respiração. Juno visitou Ganimedes em junho. As imagens foram captadas no …

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …

Alemão foi forçado a remover estátua do pai por esta se parecer com Hitler

Um alemão foi obrigado a retirar uma figura de madeira de um cemitério, que seria para homenagear o seu falecido pai, por ter semelhanças com o antigo ditador nazi. As autoridades do município de Weil im …

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …

EUA venderam álbum único dos Wu-Tang Clan (que pertencia a Martin Shkreli)

O álbum do grupo Wu-Tang Clan, confiscado em 2018 ao antigo gestor de fundos Martin Shkreli, também conhecido como "o empresário mais odiado do mundo", foi agora vendido pelo Governo norte-americano. Num comunicado divulgado esta terça-feira, …