Governo admite alterações ao novo apoio social

Manuel de Almeida / Lusa

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho

O secretário de Estado da Segurança Social disse que o Governo está disponível para consensos com os partidos de esquerda durante o debate na especialidade do OE2021.

O secretário de Estado da Segurança Social, Gabriel Bastos, manifestou esta sexta-feira abertura para consensos com os partidos de esquerda durante o debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), nomeadamente quanto ao novo apoio social para trabalhadores.

“O Governo estará, como tem estado até aqui, disponível para manter o diálogo, para manter portas abertas, para que consigamos em conjunto ou como fruto desse diálogo chegar a soluções melhores, mais bem ajustadas, mais bem calibradas àquilo que são os objetivos”, disse o governante numa conversa com jornalistas no Ministério do Trabalho, em Lisboa.

Gabriel Bastos referia-se em particular ao novo apoio social previsto na proposta de OE2021, designado por “Apoio Extraordinário ao Rendimento dos Trabalhadores” para pessoas em situação de desproteção económica causada pela pandemia de covid-19.

O novo apoio varia entre 50 euros e 501,16 euros e o modelo tem sido criticado pelo Bloco de Esquerda.

Contudo, de acordo com o secretário de Estado, o Governo está disponível para ajustar as regras do apoio social durante o debate na especialidade. No entanto, o secretário de Estado sublinhou que, para isso, é preciso que a proposta orçamental seja aprovada na generalidade.

“Haverá e continua a haver em sede de discussão na especialidade do Orçamento do Estado” disponibilidade para discutir “com o pressuposto de que Orçamento é aprovado e que desce à especialidade”, frisou.

Na quinta-feira, numa conferência de imprensa na sede do BE, em Lisboa, Catarina Martins, e o deputado bloquista José Soeiro, explicaram detalhadamente o porquê da “divergência de fundo” que os bloquistas têm com o Governo em relação ao novo apoio extraordinário ao rendimento dos trabalhadores criado devido à pandemia.

“Nós fomos negociar uma nova prestação para que ninguém ficasse na pobreza e acabamos com um Orçamento do Estado que não tem mais do que o prolongamento de apoios extraordinários que já existem, revistos em baixa”, criticou Catarina Martins.

De acordo com a líder bloquista, “não é uma teimosia nem uma intransigência do Bloco quando quer discutir as condições concretas em que cada um dos anúncios se vai depois efetivar na vida das pessoas”.

José Soeiro apresentou simulações e comparações entre a proposta dos bloquistas e a do Governo, usando diversos exemplos de casos para justificar o porquê de esta prestação não responder ao seu objetivo. “Parece-nos que o modo como está desenhado vai deixar milhares de pessoas de fora da prestação”, avisou José Soeiro.

Em causa está a condição de recursos e as regras de acesso, que, de acordo com o bloquista, “não permitem sequer manter o nível de proteção para 2020”, o que vai resultar numa menor proteção social do que existe atualmente com os apoios extraordinários que foram criados devido à pandemia.

“Para muitas situações o que o Governo está a propor é uma revisão em baixa dos apoios extraordinários que foram instituídos este ano”, lamentou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Orçamento não reflete "trabalho notável" dos profissionais de saúde, diz bastonário

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, considera que a proposta de Orçamento do Estado para 2021 não corresponde às "expectativas dos profissionais de saúde e dos portugueses" nem investe no Serviço Nacional …

Trump tem uma conta bancária na China (e andou uma década a tentar investir no país)

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é detentor de uma conta num banco chinês, e há vários anos que tenta implementar negócios no país. Donald Trump passou uma década a tentar investir na China, onde …

Ricardo Pereira revela segredo para o FC Porto derrotar o City

A jogar em Inglaterra há três anos, Ricardo Pereira conhece bem o próximo adversário do FC Porto na Liga dos Campeões. O internacional português deu alguns conselhos à equipa portista. Ricardo Pereira está a cumprir a …

OE em duodécimos deixa 2.700 milhões de estímulo orçamental em suspenso

A hipótese de haver um Orçamento em duodécimos em 2021 está em cima da mesa. Se tal acontecer, há pelo menos 2.700 milhões de estímulo orçamental que não chegarão à economia. Se o Orçamento do Estado …

Grupo Luz Saúde foi o que mais faturou com a pandemia

O Grupo Luz Saúde faturou quase 40 milhões de euros com a venda de material à Direção-Geral da Saúde (DGS), a hospitais e até a autarquias. A GLSMed Trade, do grupo Luz Saúde, foi a empresa …

Pinto da Costa: "Varandas fará um grande serviço quando se dedicar à medicina"

Manchester City, Luís Filipe Vieira e Frederico Varandas foram alguns dos temas abordados por Pinto da Costa numa recente entrevista ao Porto Canal. Em entrevista ao Porto Canal, Pinto da Costa fez a antevisão ao encontro …

Espanha pondera recolher obrigatório em todo o país. Esperam-se semanas "muito difíceis"

Salvador Illa, ministro da saúde de Espanha, referiu que o governo está a estudar um recolhimento obrigatário no país, como forma de travar a propagação do novo coronavírus que nos últimos dias tem feito infetado …

Algarve pode consagrar Lewis Hamilton como piloto mais vitorioso de sempre

O Autódromo Internacional do Algarve está a caminho de ver a consagração do piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes) como o piloto mais vitorioso de sempre da Fórmula 1, no domingo, no Grande Prémio de Portugal. Depois …

Antigo túmulo siberiano contém casal de guerreiros (e um enorme stock de armas)

Uma equipa de arqueólogos desenterrou um túmulo com 2.500 anos que continha os restos mortais de quatro pessoas da antiga cultura Tagar. Arqueólogos da Universidade Estadual de Novosibirsk, na Rússia, desterraram um túmulo com 2.500 anos …

OE2021. Governo perde fé nas negociações com o Bloco, mas conta com PAN e talvez PCP

As negociações com o Bloco para garantir a aprovação do Orçamento do Estado para 2021 não estão bem encaminhadas. O Governo espera contar com o PAN e talvez com o PCP. Um possível entendimento entre o …