Governo adequa cálculo do subsídio de desemprego à redução do período de descontos

Tiago Petinga / Lusa

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o diploma que adequa a fórmula de cálculo do subsídio de desemprego tendo em conta a redução do prazo de garantia no acesso a este apoio prevista no Orçamento do Estado Suplementar.

O decreto-lei hoje aprovado e que procede à adequação da fórmula de cálculo do subsídio de desemprego nas situações de redução do prazo de garantia, determina ainda a suspensão temporária do dever de exclusividade.

“O diploma permite a concretização da redução dos prazos de garantia para acesso a prestações de desemprego e ao subsídio por cessação de atividade prevista no Orçamento Suplementar, e suspende o regime de exclusividade nas situações de criação do próprio emprego com recurso ao montante das prestações de desemprego”, precisa o comunicado do Conselho de Ministros.

O regime em vigor determina que nos casos em que o apoio é concedido para a criação do próprio emprego — e em que o subsídio de desemprego é pago na totalidade — o trabalhador não possa realizar qualquer atividade adicional.

A suspensão temporária do regime de exclusividade foi decidida, como precisou a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, devido ao atual contexto de pandemia, permitindo-se que possam ser realizadas outras atividades.

As regras que regulam o subsídio de desemprego exigem um prazo de garantia (ou seja, de um período de descontos) de 360 dias para se poder beneficiar deste apoio, mas no OE Suplementar este prazo passou para um mínimo de 180 dias.

“Têm direito ao subsídio desemprego os trabalhadores que tenham entre 180 dias e 360 dias de trabalho por conta de outrem, com o correspondente registo de remunerações, num período de 24 meses imediatamente anterior à data do desemprego”, e que tenham ficado sem trabalho no período em que vigoraram os estados de emergência e de situação de calamidade.

Esta redução do prazo de garantia vigora até dezembro de 2020, “transitando os respetivos beneficiários, a partir de janeiro de 2021, para o subsídio social de desemprego”, sendo que esta transição é feita sem condição de recursos.

Trabalhadores independentes incluídos

A medida que reduz o prazo de garantia no acesso ao subsídio de desemprego contempla também os trabalhadores independentes que concentram numa empresa mais de 50% da atividade, e que, por esse motivo, entram na classificação de economicamente dependentes.

“Têm direito ao subsídio por cessação de atividade os beneficiários que tenham 180 dias de exercício de atividade independente economicamente dependente, com o correspondente pagamento efetivo de contribuições, num período de 24 meses imediatamente anterior à data da cessação involuntária do contrato de prestação de serviços e que tenham cessado a atividade durante o período de estado de emergência ou estado de calamidade pública”.

O Governo aprovou também esta quinta-feira a versão final do diploma que altera o regime relativo ao complemento solidário para idosos, alargando até ao terceiro escalão a eliminação do impacto dos rendimentos dos filhos na atribuição do apoio e definindo a criação de um mecanismo simplificado que dispense o pagamento inicial do custo dos medicamentos não comparticipados pelo Estado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Alunos carenciados com desempenho inferior aos dos mais favorecidos

Mesmo tendo acesso a meios digitais, o desempenho dos alunos carenciados foi sempre “inferior” aos dos seus colegas oriundos de meios mais favorecidos.  Segundo noticia o Público, esta é uma das principais conclusões a que chegou …

José Rendeiro condenado a três anos e seis meses de prisão efetiva

Embaixador jubilado Júlio Mascarenhas acusa o BPP de o ter convencido a investir num produto com juros e capital garantido num momento em que o banco já atravessava sérias dificuldades. O antigo presidente do Banco Privado …

Cantor R. Kelly declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual

O cantor norte-americano R. Kelly foi esta segunda-feira declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual, após um julgamento em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América (EUA), que decorreu durante seis semanas, no qual …

"A FIFA engloba 211 países e 133 nunca estiveram num Mundial"

Arsène Wenger apresenta argumentos para defender a realização de um campeonato do mundo de dois em dois anos. O novo calendário FIFA continua a originar reacções e entrevistas. Arsène Wenger falou sobre as propostas - a …

Responsáveis do Lar do Comércio acusados por 67 crimes de maus tratos

O Ministério Público (MP) imputou 67 crimes de maus tratos, 17 deles agravados por resultarem em morte, a um ex-presidente e a uma diretora de serviços do Lar do Comércio, em Matosinhos. Num processo em que …

Sporting: espanhóis analisam o "maior" Haaland

Avançado do Borussia Dortmund apresenta recordes que, nem Messi, nem Cristiano, tinham. O Sporting entra em campo para a segunda jornada da Liga dos Campeões, diante de um Borussia Dortmund que tem no seu plantel uma …

Escola proíbe alunos de levarem almoço de casa. Ministério da Educação fala em “recomendação”

Interpretações distintas das normas emitidas pelo Ministério da Educação e a inexistência de equipamentos para aquecer as refeições em linha com as recomendações de segurança motivadas pela covid-19 podem estar na origem da decisão. Os alunos …

Autárquicas foram prova de vida para o CDS. Rodrigues dos Santos respira, Melo põe-se à espreita

Nuno Melo já se tinha colocado em posição de ataque na corrida interna, mas terá de esperar. O CDS "está vivo" e as autárquicas foram prova disso. O CDS decidiu apoiar Carlos Moedas e não se …

Explosão suspeita em complexo de edifícios na Suécia causa mais de 20 feridos

Mais de 20 pessoas ficaram feridas, três delas com gravidade, após uma explosão num complexo de edifícios no centro de Gotemburgo, na Suécia. A polícia está a investigar as causas do incidente e admite a …

Costa pode remodelar Governo após choque eleitoral (com Medina à cabeça)

António Costa pode estar a preparar uma remodelação no Governo, com Fernando Medina à cabeça. António Costa já veio negar essa possibilidade. O primeiro-ministro António Costa está preparado para fazer uma remodelação no Governo, após a …