Goa decreta novo confinamento, com Índia a rondar um milhão de casos

STR / EPA

Depois de ter aberto portas ao turismo, Goa decreta um novo confinamento de três dias. Registaram-se 198 novos casos nas últimas 24 horas, o número mais alto desde o início da pandemia.

O estado de Goa, popular destino de férias na Índia, decretou novo confinamento, numa altura em que o país se aproxima de um milhão de casos de covid-19 desde o início da pandemia, foi anunciado esta quinta-feira.

Goa, um dos estados indianos menos afetados, tinha decidido abrir ao turismo há apenas duas semanas, a 2 de julho, com o governo da antiga colónia portuguesa a permitir então a reabertura de cerca de 250 hotéis, após mais de três meses de confinamento.

O ministro-chefe daquele estado, Pramod Sawant, anunciou uma quarentena de três dias, com efeito a partir desta quinta-feira, e recolher obrigatório durante a noite, por causa do aumento de infeções.

O governante disse que a população não estava a respeitar as normas de distanciamento social. Nas últimas duas semanas, cerca de 40 mil pessoas foram multadas por não usarem máscara naquele estado, noticiou a agência Associated Press.

Goa registou 198 novos casos nas últimas 24 horas, o número mais alto desde o início da pandemia. A antiga colónia portuguesa, um dos estados menos afetados, contabilizou um total de 2.951 infeções e 18 mortos.

O regresso à quarentena acontece numa altura em que a Índia multiplica o número de novos casos de covid-19, tendo registado 32.695 infeções nas últimas 24 horas. O total de casos desde o início da pandemia subiu para 968.876, quase um milhão de contágios. O Ministério da Saúde indiano contabilizou ainda 606 mortes nas últimas 24 horas, um novo máximo diário, elevando o total de óbitos para 24.915.

O aumento de casos levou as autoridades a reintroduzir o confinamento em quase uma dúzia de estados e zonas de alto risco, para travar a propagação do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Na quarta-feira foi imposto um bloqueio de duas semanas no estado oriental de Bihar, onde quase 2,5 milhões de trabalhadores migrantes regressaram a casa depois de perderem o emprego noutras partes do país. O principal centro tecnológico do sul da Índia, Bangalore, onde estão localizadas filiais da Microsoft, da Apple e da Amazon, também decretou uma período de isolamento de uma semana.

Cerca de uma dúzia de outros estados, incluindo Maharashtra, Tamil Nadu, Bengala Ocidental e Assam, colocaram áreas de alto risco em isolamento, permitindo apenas o fornecimento de alimentos essenciais e o funcionamento de serviços de saúde.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vice-presidente do Zimbabué demite-se após acusações de abuso sexual

O vice-presidente do Zimbabué, Kembo Mohadi, acusado de assédio sexual, anunciou esta segunda-feira a sua demissão do cargo, tendo reafirmado a sua inocência. "Demito-me do cargo de vice-presidente da República do Zimbabué com efeito imediato", escreveu …

Variante inglesa em 29 países europeus. Estirpe do Brasil mais transmissível (e ilude sistema imunitário)

A variante britânica do SARS-CoV-2, presente em 29 países da União Europeia, é responsável por mais de metade das infeções totais. A estirpe detetada no Brasil, apesar de pouco prevalecente na Europa, pode ter uma …

EUA extraditam pai e filho acusados de ajudar Ghosn a fugir do Japão

Dois norte-americanos, pai e filho, procurados por ajudar o ex-presidente da Nissan, Carlos Ghosn, a escapar do Japão numa caixa, foram entregues à custódia japonesa esta segunda-feira. De acordo com o jornal britânico The Guardian, Michael …

Até à Páscoa "as coisas devem ficar como estão", diz António Lacerda Sales

O Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, admitiu, em entrevista ao SAPO24, que foram cometidos erros desde o início da pandemia e defendeu que até à Páscoa "as coisas devem ficar como estão". Um …

Trabalhar no Interior. Benefícios fiscais tiveram impacto de 27 milhões (e programa deve ser prorrogado)

Os benefícios fiscais previstos no Programa de Valorização do Interior (PVI) tiveram um impacto de cerca de 27 milhões de euros em 2020, revelou o Ministério da Coesão Territorial, destacando a aprovação de projetos …

Regulador da aviação trava construção do aeroporto do Montijo

O parecer negativo das câmaras do Seixal e da Moita e a não emissão por Alcochete levaram a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) a recusar emitir um parecer prévio de viabilidade do aeroporto do …

França aprova vacina da AstraZeneca para maiores de 65 anos. Única dose das vacinas reduz hospitalização nos mais idosos

O Governo francês alargou a idade de toma da vacina da AstraZeneca, que estava reservada para pessoas entre os 50 e os 64 anos. A partir de agora, pessoas com até 75 anos também vão …

OMS diz que é prematuro e "não realista" pensar-se que a pandemia acaba este ano

O diretor executivo do Programa de Emergências em Saúde da OMS diz que é prematuro pensar-se que a pandemia termina até ao fim do ano, mas que é possível é reduzir as hospitalizações e as transmissões …

A escolha de Moedas para Lisboa (ou de como Marcelo puxou os cordelinhos no PSD)

Rui Rio foi forçado a confirmar o nome de Carlos Moedas como candidato do PSD à Câmara de Lisboa depois de ter havido uma fuga de informação para a imprensa. E há quem especule que …

Duterte demite embaixadora no Brasil filmada a agredir funcionária

Esta segunda-feira, Rodrigo Duterte anunciou ter assinado a demissão da embaixadora das Filipinas no Brasil, Marichu Mauro. O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, demitiu a embaixadora no Brasil, depois de esta ter sido filmada a agredir …