Na gestão da crise, portugueses confiam muito em Costa (mas não tanto em Temido)

Tiago Petinga / Lusa

A esmagadora maioria dos portugueses concorda com a necessidade do estado de emergência. Os inquiridos têm muita confiança em Costa, mas não tanto em Temido.

Uma sondagem ICS/ISCTE para o Expresso e a SIC mostra que, no que toca à gestão da crise, a grande maioria dos portugueses confia na atuação do primeiro-ministro António Costa mais do que confia em Marcelo Rebelo de Sousa. Ainda assim, o presidente da República, que esteve isolado momentaneamente em quarentena, está bem cotado.

António Costa surge no primeiro lugar de preferência dos portugueses no que toca à confiança na gestão desta crise de Covid-19, reunindo 75% de aprovação. Marcelo Rebelo de Sousa, por sua vez, aparece logo atrás, com 74% dos portugueses a confiarem na sua atuação.

Nos eleitores à esquerda, o fosse entre as duas figuras alarga-se. Neste universo, Costa arrecada 92% de aprovação, enquanto Marcelo fica pelos 81%. À direita, o primeiro-ministro soma 81% e o chefe de Estado conta com 79%.

Esta diferença pode ser explicada pelo facto de Marcelo Rebelo de Sousa se ter resguardado em quarentena devido a suspeitas de infeção, enquanto António Costa esteve sempre na linha da frente no combate ao surto do novo coronavírus.

A esmagadora maioria dos portugueses também mostrou concordar com a decisão de ter sido decretado estado de emergência no país. Dos cidadão inquiridos, 95% concordou com este procedimento, sendo que 51% consideram que as medidas tomadas pelo Governo foram adequadas, mas 44% acreditar que eram necessárias medidas mais restritivas. Apenas 3% dos inquiridos disse não concordar com o estado de emergência e 1% disse não ter opinião.

Esta sondagem vem também realçar a confiança que os portugueses têm na PSP e GNR, que surgem destacadas no primeiro lugar com 79%. O pódio é completado pela Direção-Geral de Saúde (77%) e o já referido primeiro-ministro António Costa (75%).

Esta visão da realidade altera-se consoante a orientação política dos inquiridos. À esquerda, o Expresso escreve que a confiança máxima está em António Costa (92%) e, só depois, surgem as forças de segurança (83%). Seguem-se a ministra da Saúde (83%) e a DGS (82%), com Marcelo Rebelo de Sousa a fechar (81%).

No universo à direita, as forças de segurança lideram no que toca à confiança na sua ação. Neste panorama, a ministra da Saúde, Marta Temido, mostra ser a entidade em que os inquiridos depositam menos confiança – apenas 64%.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Se a ministra, desde sempre, tivesse adotado, nas suas intervenções e entrevistas, uma atitude diferente da de uma “menina espertinha”, a situação seria diferente…

RESPONDER

Hotelaria pressiona Governo. Quer que turistas com estadias marcadas possam circular entre concelhos

A proibição de deslocação entre concelhos entre dia 30 de outubro e 3 de novembro de modo a evitar contágios agradou a alguns, mas não ao setor hoteleiro, que quer ser deixado de fora da …

Ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa suspensa a partir de hoje (e durante 45 dias)

A Transtejo tinha informado que a ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa estaria suspensa a partir desta segunda-feira, por 45 dias, devido a obras, mas será assegurado transporte rodoviário até ao terminal de Almada. “A …

Nagorno-Karabakh. Arménia e Azerbaijão acusam-se mutuamente de violação de novo cessar-fogo

A Arménia e o Azerbaijão trocaram esta segunda-feira acusações pela violação de um novo cessar-fogo acordado no domingo para pôr fim às hostilidades no enclave de Nagorno-Karabakh, que deveria ter entrado hoje em vigor. A Arménia …

Venezuela testou molécula que "anula a 100%" o novo coronavírus

O Presidente da Venezuela anunciou, este domingo, que o Instituto Venezuelano de Investigações Científicas (IVIC) testou com sucesso uma molécula, a DR10, que "anula 100%" o novo coronavírus. "O IVIC testou uma molécula usada para tratar …

Com a bancarrota a caminho, Governo Sócrates vendeu quase 80% dos imóveis públicos

Numa altura em que o país já estava em situação complicada, com o cenário de bancarrota no horizonte, o último Governo de José Sócrates vendeu quase 80% do património imobiliário público em apenas dois anos. Estes …

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, houve centenas de festas ilegais e álcool na rua

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, foram muitos os que ignoraram as restrições. A polícia espanhola foi obrigada a intervir em centenas de festas ilegais e numa festa ao ar livre com mais …

Casa Branca admite que EUA não poderão controlar pandemia. Biden acusa Trump de ter desistido

A Casa Branca admitiu este domingo que os EUA não poderão controlar a pandemia por ser tão contagiosa, numa mudança à postura de minimização da gravidade da crise, numa altura em que há novos recordes …

GNR obrigada a intervir no GP de Fórmula 1. Bastonário diz que evento foi um "insulto" aos profissionais de saúde

O circuito de Portimão teve de fechar algumas bancadas para garantir o distanciamento dos 27.500 espetadores autorizados pela Direção-Geral de Saúde (DGS). Pelo menos em duas foi necessária a intervenção da GNR. Em comunicado, a GNR …

Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é "incompreensível"

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que "o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda" para aprovar o Orçamento do …

Chilenos votam de forma esmagadora para substituir Constituição de Pinochet

Os chilenos votaram de forma esmagadora, este domingo, a favor de uma nova Constituição para substituir a herdada da era do ditador Pinochet, num referendo realizado um ano após uma revolta popular contra a desigualdade …