Gelado para comer na rua paga mais IVA do que se for para consumir num café

Os gelados estão sujeitos a taxas diferentes de IVA, conforme sejam consumidos num estabelecimento comercial ou se destinem a ser comidos num espaço público. Em causa está a interpretação que o Fisco faz do serviço prestado.

A Autoridade Tributária (AT) entende que, mesmo que “se trate dos mesmos produtos”, a taxa de IVA aplicável é diferente por estarem em causa serviços distintos.

No caso do gelado comprado e consumido num café ou num restaurante, aplica-se a taxa de IVA intermédio que é de 13%. Mas se o gelado for comprado num café ou gelataria para ser consumido na rua ou em casa, há lugar à taxa máxima de 23%.



Numa resposta a dúvidas apresentadas por uma empresa de venda de gelados, conforme cita o Jornal de Negócios, o Fisco avança que a taxa de 13% que é aplicada à restauração implica a prestação de serviços como o atendimento de mesa, a casa de banho ou Wi-Fi grátis.

No caso da venda de gelados para consumir na rua, esse conceito de prestação de serviços não se aplica, estando em causa uma mera transmissão de bens, pelo que não há lugar à taxa intermédia, segundo a AT.

O Fisco tem um entendimento divergente relativamente ao vinho que quando comprado em garrafeira paga uma taxa de IVA de 13%. Mas se for adquirido num espaço comercial e levado para um restaurante, para lá ser consumido, paga a chamada “taxa da rolha”, ou seja, o IVA a 23%.

  ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por exemplo, se comprar o dito gelado no café, começar a comê-lo no estabelecimento e entretanto sair do espaço, como fica a taxa de IVA? Será que vem o inspector das finanças atrás de mim porque estou em dívida com AT no diferencial de impostos não liquidado? E, adimitindo que sim, que vem atrás de mim, trará uma balança, para determinar a quantidade consumida no estabelecimento ( e portanto, sujeita à taxa de 13%) e a restante consumida no passei o marítimo (como tal, fora do estabelecimento e sujeita à taxa de 23%). Grandes ideias e idiotas estes!
    Se me disserem que os gelados destinados à restauração, e por conseguinte serem considerados sobremesa no decurso da refeição, são sujeitos à taxa de 13%, aceito. O restante, é parolice. Ou são todos a 13%, ou a 23%.

RESPONDER

“Esqueceram-se de nós". Bombeiros fazem greve de dois dias em novembro devido ao OE

Os bombeiros profissionais marcaram greve para os dias 11 e 12 novembro para contestarem a proposta de Orçamento do Estado para 2022, que "se esqueceu completamente" da classe, anunciaram hoje a associação e o sindicato …

Professores do Uganda deixam as salas de aula para se tornarem fabricantes de caixões low-cost

Quando a covid-19 obrigou ao encerramento das escolas no Uganda, Livingstone Musaala abriu mão do seu trabalho como professor de matemática para se dedicar à construção de caixões de valor acessível - numa altura em …

Casos de covid-19 entre os alunos mais novos não aumentaram no primeiro mês de aulas

Um mês depois do início do ano letivo, não se registou um aumento de casos de covid-19 entre os alunos mais novos. De acordo com o jornal Público, o regresso ao ensino presencial não se refletiu …

Imagem procurava mostrar que "Portugal e Espanha são mais fortes quando estão juntos", disse Vox a Ventura

O líder do Chega afirmou hoje que o Vox lhe transmitiu que, ao partilhar uma imagem da dinastia filipina onde mostra Portugal anexado por Espanha, pretendia mostrar que os dois países “são mais fortes quando …

Em La Palma, empresas usam drones para alimentar animais isolados pela lava

Duas empresas espanholas utilizam drones para alimentar os animais que estão encurralados no meio da lava lançada pelo vulcão de La Palma. Numa altura em que a lava se estende pela ilha a um ritmo muito …

CDS acusa Governo de comprar voto do PAN no OE com medida sobre as touradas

A deputada do CDS-PP Cecília Meireles acusou esta quinta-feira o Governo de estar a comprar o voto do PAN no Orçamento do Estado para 2022 com a proibição das touradas para menores de 16 anos. Na …

Se for eleita, Le Pen irá desmantelar as turbinas eólicas

A candidata à presidência francesa Marine Le Pen disse que, se for eleita presidente no próximo ano, acabará com todos os subsídios destinados às energias renováveis e derrubará as turbinas eólicas. Marine Le Pen, candidata do …

Sonae admite ser "inevitável" aumento de custos devido à subida do preço dos combustíveis

O administrador da Sonae MC Miguel Águas afirmou hoje que "é inevitável" que haja aumentos de custos ao longo da cadeia devido à subida do preço do combustível, mas trabalha para que "impacto não seja …

Entre promessas por cumprir e a saída do Afeganistão, Biden está a perder popularidade - e os Democratas estão preocupados

Já desde Agosto que a popularidade de Joe Biden tem estado em queda e a perda de energia nos eleitores independentes está a preocupar os Democratas na preparação para as intercalares do próximo ano. Uma …

Rússia e Arábia Saudita ponderam criar uma aliança de países produtores de gás

O vice-primeiro-ministro russo, Alexander Novak, e o ministro da Energia da Arábia Saudita discutiram hoje a ideia de criar uma aliança de países produtores de gás, perante a alta dos preços do “ouro azul”. Num fórum …