Gasto de energia com bitcoins prestes a ultrapassar o consumo de todas as casas islandesas

Em 2018, as estimativas preveem que o gasto médio das operações de mineração de bitcons seja de 840 gigawatt-hora. Por sua vez, o consumo doméstico do país gasta cerca de 700 gigawatt-hora por ano. 

De acordo com a empresa energética HS Orka, com o grande crescimento da mineração de bitcoins na Islândia, a energia utilizada pelo processo está prestes a ultrapassar aquela que é produzida por todas as casas do país.

A Islândia têm cerca de 340 mil habitantes e a a maior parte da energia consumida pelo país vem das energias renováveis. Johann Snorri Sigurbergsson disse à BBC que “se todos os projetos se concretizarem, não haverá energia para tal”, dado o crescimento exponencial de candidatos e interessados na mineração de bitcoins.

O responsável da empresa não vê “as coisas a pararem brevemente” e afirma que tem recebido muitas chamadas e visitas de potenciais investidores ou empresas que querem construir centros de dados no país.

Segundo o Diário de Notícias, a empresa tem mais interesse em firmar contratos com quem esteja interessado em comprometer-se por alguns anos, mas o responsável sublinhou que existem tantos centros de dados propostos que não seria possível alimentar energeticamente todos eles.

As estimativas apontam que as operações de mineração de bitcoins vão usar, em 2018, cerca de 840 gigawatt-hora para manter os computadores e sistemas de refrigeramento dos equipamentos a funcionar. Por sua vez, o consumo doméstico do país gasta cerca de 700 gigawatt-hora por ano.

As criptomoedas são mineradas através de programas específicos que utilizam toda a capacidade dos processadores para realizar operações matemáticas, sendo um processo altamente dispendioso a nível de consumo energético.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. a atitude responsável será a de impor o investimento de uma parte do retorno obtido com esta matéria prima na investigação de alternativas que não devastem o ambiente.

      • Querem moeda verdadeira? tenham por base o ouro e não este dinheiro de fantasia que existe pelo mundo fora (e não estou a falar de bitcoins, não, mas sim do dinheiro que tu e eu levantamos no multibanco).

  2. O valor do ouro, platina, prata, cobre, aluminio, diamante, lítio e outros materias raros e caros está não só na sua beleza estética mas sim nas suas propriedades físicas e nas suas aplicações industriais. As moedas baseadas nestes materiais eram estáveis. O único problema que tinham era que os especuladores não conseguiam ganhar dinheiro fácil com elas. Quando os especuladores conseguiram que as moedas passassem a representar dívida dos estados subverteram os sistemas financeiros à sua vontade. As moedas electrónicas não representam nenhum bem material nem sequer a dívida de nenhum estado, representam apenas energia desperdiçada a calcular uns números sem qualquer valor real. Mas porque as moedas electrónicas não são controladas pelos especuladores do costume, dão uma certa ilusão de liberdade… mas no fundo são apenas uma bolha para lavagem de dinheiro e um desperdício de energia.

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …