/

Documentário revela fotografia de suspeito de raptar Maddie em fábrica onde armazenava pornografia infantil

4

Crimewatch / BBC

Maddie McCann

O principal suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann foi fotografado dentro de uma fábrica abandonada onde armazenava pornografia infantil. A fotografia foi tirada em 2009 pela ex-namorada.

De acordo com o Daily Mail, Christian Brueckner, o principal suspeito do rapto de Madeleine McCann, pode ser visto numa fotografia tirada numa fábrica abandonada em Neuwegersleben, perto de Braunschweig, zona norte da Alemanha.

O alemão armazenava pornografia infantil neste local.

A imagem, tirada pela ex-namorada em 2009, faz parte de um novo documentário sobre o caso da menina desaparecida no Algarve. A fotografia mostra Brueckner no interior de um edifício, situado num terreno que o alemão havia comprado em leilão.

A imagem foi revelada a jornalistas dinamarqueses por uma das ex-namoradas de Brueckner, agora com 62 anos e identificada apenas como M. A mulher diz que o conheceu em 2009 e foi nesse mesmo ano que Brueckner lhe mostrou o interior da fábrica.

O documentário – Prime Suspect: The Madeleine McCann Case – analisa ao detalhe a vida de Brueckner e de que forma está o alemão relacionado com o desaparecimento da criança inglesa.

O documentário conta com a participação de amigos do suspeito, do advogado de defesa, do procurador alemão do caso e do antigo investigador português Gonçalo Amaral.

Em 2016, a polícia alemã fez buscas a esta mesma fábrica enquanto investigava Brueckner sobre o desaparecimento de outra menina, conhecida como “Maddie alemã“.

Durante as buscas, as autoridades descobriram uma autocaravana vermelha e branca. No interior do veículo, os polícias encontraram um esconderijo com fatos de banho femininos.

  ZAP //

4 Comments

  1. Se fossem Portugueses já estavam na prisão, por favor prendam os pais e comessem a investigá-los, noutros casos a família directa são sempre os principais suspeitos, porque não acontece com os eles adivinhem?

  2. o “invetigador portugues Gonçalo Amaral”, pobre país.
    Um “Investigador” com o criminoso mesmo à frente dos olhos e não viu sequer a minima sombra.
    Pobre Páis que Colocam Coroas de Reis a aberrados.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.