Forte onde Salazar caiu da cadeira está quase totalmente destruído

Rúdisicyon / wikimedia

Forte de Santo António da Barra, em São João do Estoril, Cascais.

Alvo de vandalismo e de abandono do Estado, nos últimos anos, o Forte de Santo António da Barra, em São João do Estoril, Cascais, está praticamente todo destruído, ao que apurou o Expresso, lembrando a importância história do imóvel onde Salazar caiu da cadeira.

O Expresso teve acesso a fotografias do Forte de Santo António da Barra que ilustram as graves consequências do vandalismo de que o edifício com mais de 400 anos de história tem sido alvo. O jornal fala numa “destruição quase total”.

O Forte, onde Salazar costumava passar férias e onde caiu da cadeira, no acidente que foi fatal para o ditador e para a ditadura do Estado Novo, está abandonado desde 2015, ao que apurou o semanário.

No interior do edifício que data do século XVI e que foi classificado como imóvel de Interesse Público, em 1977, há “garrafas de cerveja vazias”, grafites por todo o lado e azulejos estilhaçados no chão, relata o Expresso. E há ainda “buracos nas vedações” que o deveriam proteger, portas “destruídas” e “vidros partidos”.

A situação de abandono do espaço é justificada pela Câmara de Cascais, presidida por Carlos Carreiras, com o “bloqueio unilateral do Governo”, no âmbito da transferência da propriedade do Forte.

Fonte da autarquia conta ao jornal que a transferência da propriedade do imóvel para a Câmara está prevista num acordo que data de 2015, mas que ainda não foi concretizado.

“Foram seguidas todas directrizes da Direção Geral do Tesouro e Finanças mas mesmo assim, passados mais de dois anos e após esforços mantidos antes e depois dessa data, não se criaram as devidas condições formais para que o auto de cessão fosse assinado”, salienta fonte da autarquia.

“A concretização da cedência dos direitos de utilização e aceitação foi mantida na gaveta pelo Ministério das Finanças, via Direcção Geral do Tesouro e Finanças”, acrescenta a mesma fonte.

Assim, a Câmara de Cascais diz-se impedida de “travar a degradação que se agrava todos os dias”.

O objectivo da autarquia é instalar no Forte o Estoril Institute for Global Dialogue, responsável pela organização das Conferências do Estoril, e “um centro de Investigação e desenvolvimento ligado à Economia de Mar”, aponta o Expresso.

ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. E então o Governo não diz nada?
    Bem sabemos que a recuperação e manutenção deste património são caras, não proporcionam grande visibilidade mediática e, portanto, não rendem votos como as obras modernaças e de raíz.
    Que chatice! Porque é que Salazar e outros deixaram estas heranças que os governos atuais sempre de olho no futuro bem dispensavam? Porque é que não as abandonaram ou fizeram implodir? Era um favor que tinham prestado aos nossos governantes de agora…

  2. É triste o que este país se tornou, culpa de um povo que era corajoso, aventureiro, destemido, descobridor e agora está mais preocupado com o que o vizinho anda a fazer, e nos big brothers, casa de segredos, etc.! Em mais de 800 anos de história, passamos para um país sem justiça, sem grande ordem, sem educação e respeito, em que o estado deveria dar o primeiro bom exemplo e faz precisamente o contrário! É o primeiro a cometer erros que passam descaradamente sem punição! Vou dar exemplos:
    1- se devermos dinheiro ao estado temos que pagar imediatamente senão temos que pagar juros elevados e com risco de penhoras, mas se o estado dever-nos algo, ás vezes demoram anos a devolver! O estado quer deveres do povo e em termos de direitos estamos mal servidos;
    2 – a floresta do estado ardeu ( ex: pinhal de Leiria), como muitas florestas privadas! No entanto, não punem os criminosos incendiários, culpando os proprietários pela falta de limpeza! Mas pelos vistos também não limpam as florestas do estado;
    3- neste caso, ligado a este tópico, o estado não preserva a história! Somos um país de imensa riqueza histórica e no entanto deixa-a desprotegida!

  3. É mentira, apenas o querem desvalorizar para fazer mais um condomínio de luxo frente ao mar. Se não acreditam entrem lá as escondidas e vão ver o que acontece…

    • A um triste holandês sucede um triste português , duas “sopeiras” dos interesses financeiros da Alemanha. A implementação do euro como moeda, apenas, trouxe ganhos ou lucros a um único país . . .

  4. O governo esta mais preocupado em deixar entrar animais sarnentos e pulguentos em restaurantes do que com o nosso patrimonio.

  5. O Forte só era utilizado nos meses de Verão pelo então Chefe do Governo, que pagava uma renda ao Instituto de Odivelas, calculada com base nos preços de alojamentos hoteleiros daquela zona. Após terminar o seu uso com essa finalidade, o Forte voltou a ser para uso exclusivo do Instituto de Odivelas, Estabelecimento Militar de Ensino dependente do Exército, para alunas, familiares de militares ou de civis, com pagamento de propinas, tal como o Colégio Militar, para alunos. Há uns anos houve um governo que entendeu extinguir o Instituto de Odivelas, sem se perceber bem porquê, fechando o Convento de Odivelas onde estava instalado o Colégio. Das duas uma, ou acabará como o Forte ou será cedido para uso particular… para D. Dinis não se sentir abandonado. O Património Nacional actualmente pouca importância tem para o Estado. Tem de ser rentável nem que se tenha de “reabilitar” como tantos outros edifícios classificados, deixando a parte exterior (casca…) e desfigurando o interior. Vamos esperar para ver…

  6. Os Governos entre outras missões, tem o dever de zelar por tudo que é património de todos (de Portugal).
    Também nesta área, devemos questionar “e o que fazem os Sr. Deputados”.
    Se a memória não me está a trair, existe um Instituto que foi criado para cuidar do património.

Álvaro Costa apresenta projeto inédito de streaming

  Um canal inédito de streaming totalmente português é uma das ideias que Álvaro Costa pretende ver avançar já no próximo ano. O projeto será apresentado este sábado, às 21h30, no Mar Shopping. Álvaro Costa já chegou …

Um terço das empresas ainda não revelou o seu dono

As cerca de 600 mil empresas e outras entidades sujeitas a registo comercial que operam em Portugal eram obrigadas pelo Instituto dos Registos e do Notariado a fazer o Registo Central do Beneficiário Efectivo (RCBE) …

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …