Forte onde Salazar caiu da cadeira está quase totalmente destruído

Rúdisicyon / wikimedia

Forte de Santo António da Barra, em São João do Estoril, Cascais.

Alvo de vandalismo e de abandono do Estado, nos últimos anos, o Forte de Santo António da Barra, em São João do Estoril, Cascais, está praticamente todo destruído, ao que apurou o Expresso, lembrando a importância história do imóvel onde Salazar caiu da cadeira.

O Expresso teve acesso a fotografias do Forte de Santo António da Barra que ilustram as graves consequências do vandalismo de que o edifício com mais de 400 anos de história tem sido alvo. O jornal fala numa “destruição quase total”.

O Forte, onde Salazar costumava passar férias e onde caiu da cadeira, no acidente que foi fatal para o ditador e para a ditadura do Estado Novo, está abandonado desde 2015, ao que apurou o semanário.

No interior do edifício que data do século XVI e que foi classificado como imóvel de Interesse Público, em 1977, há “garrafas de cerveja vazias”, grafites por todo o lado e azulejos estilhaçados no chão, relata o Expresso. E há ainda “buracos nas vedações” que o deveriam proteger, portas “destruídas” e “vidros partidos”.

A situação de abandono do espaço é justificada pela Câmara de Cascais, presidida por Carlos Carreiras, com o “bloqueio unilateral do Governo”, no âmbito da transferência da propriedade do Forte.

Fonte da autarquia conta ao jornal que a transferência da propriedade do imóvel para a Câmara está prevista num acordo que data de 2015, mas que ainda não foi concretizado.

“Foram seguidas todas directrizes da Direção Geral do Tesouro e Finanças mas mesmo assim, passados mais de dois anos e após esforços mantidos antes e depois dessa data, não se criaram as devidas condições formais para que o auto de cessão fosse assinado”, salienta fonte da autarquia.

“A concretização da cedência dos direitos de utilização e aceitação foi mantida na gaveta pelo Ministério das Finanças, via Direcção Geral do Tesouro e Finanças”, acrescenta a mesma fonte.

Assim, a Câmara de Cascais diz-se impedida de “travar a degradação que se agrava todos os dias”.

O objectivo da autarquia é instalar no Forte o Estoril Institute for Global Dialogue, responsável pela organização das Conferências do Estoril, e “um centro de Investigação e desenvolvimento ligado à Economia de Mar”, aponta o Expresso.

ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. E então o Governo não diz nada?
    Bem sabemos que a recuperação e manutenção deste património são caras, não proporcionam grande visibilidade mediática e, portanto, não rendem votos como as obras modernaças e de raíz.
    Que chatice! Porque é que Salazar e outros deixaram estas heranças que os governos atuais sempre de olho no futuro bem dispensavam? Porque é que não as abandonaram ou fizeram implodir? Era um favor que tinham prestado aos nossos governantes de agora…

  2. É triste o que este país se tornou, culpa de um povo que era corajoso, aventureiro, destemido, descobridor e agora está mais preocupado com o que o vizinho anda a fazer, e nos big brothers, casa de segredos, etc.! Em mais de 800 anos de história, passamos para um país sem justiça, sem grande ordem, sem educação e respeito, em que o estado deveria dar o primeiro bom exemplo e faz precisamente o contrário! É o primeiro a cometer erros que passam descaradamente sem punição! Vou dar exemplos:
    1- se devermos dinheiro ao estado temos que pagar imediatamente senão temos que pagar juros elevados e com risco de penhoras, mas se o estado dever-nos algo, ás vezes demoram anos a devolver! O estado quer deveres do povo e em termos de direitos estamos mal servidos;
    2 – a floresta do estado ardeu ( ex: pinhal de Leiria), como muitas florestas privadas! No entanto, não punem os criminosos incendiários, culpando os proprietários pela falta de limpeza! Mas pelos vistos também não limpam as florestas do estado;
    3- neste caso, ligado a este tópico, o estado não preserva a história! Somos um país de imensa riqueza histórica e no entanto deixa-a desprotegida!

  3. É mentira, apenas o querem desvalorizar para fazer mais um condomínio de luxo frente ao mar. Se não acreditam entrem lá as escondidas e vão ver o que acontece…

    • A um triste holandês sucede um triste português , duas “sopeiras” dos interesses financeiros da Alemanha. A implementação do euro como moeda, apenas, trouxe ganhos ou lucros a um único país . . .

  4. O governo esta mais preocupado em deixar entrar animais sarnentos e pulguentos em restaurantes do que com o nosso patrimonio.

  5. O Forte só era utilizado nos meses de Verão pelo então Chefe do Governo, que pagava uma renda ao Instituto de Odivelas, calculada com base nos preços de alojamentos hoteleiros daquela zona. Após terminar o seu uso com essa finalidade, o Forte voltou a ser para uso exclusivo do Instituto de Odivelas, Estabelecimento Militar de Ensino dependente do Exército, para alunas, familiares de militares ou de civis, com pagamento de propinas, tal como o Colégio Militar, para alunos. Há uns anos houve um governo que entendeu extinguir o Instituto de Odivelas, sem se perceber bem porquê, fechando o Convento de Odivelas onde estava instalado o Colégio. Das duas uma, ou acabará como o Forte ou será cedido para uso particular… para D. Dinis não se sentir abandonado. O Património Nacional actualmente pouca importância tem para o Estado. Tem de ser rentável nem que se tenha de “reabilitar” como tantos outros edifícios classificados, deixando a parte exterior (casca…) e desfigurando o interior. Vamos esperar para ver…

  6. Os Governos entre outras missões, tem o dever de zelar por tudo que é património de todos (de Portugal).
    Também nesta área, devemos questionar “e o que fazem os Sr. Deputados”.
    Se a memória não me está a trair, existe um Instituto que foi criado para cuidar do património.

Responder a Marco Cancelar resposta

"Não é altura para pessimismo, mas sim para o otimismo", afirma Trump em Davos

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, apelou esta terça-feira em Davos, na Suíça, ao otimismo contra os profetas do apocalipse e exultou os outros países a seguirem o "modelo americano" que a sua …

JPMorgan Chase prepara mudança para Paris após o Brexit

O banco norte-americano JPMorgan Chase anunciou no domingo que comprou um novo edifício no centro de Paris capaz de disponibilizar 450 postos de trabalho, o mais recente passo nos seus planos para sair de Londres …

Benfica contrata Samuel Pedro ao Boavista

O extremo, que se estreou esta temporada pelos seniores do Boavista, assinou contrato com o Benfica, anunciou o clube encarnado, esta segunda-feira, no seu site oficial. Samuel Pedro, de 18 anos, fez a sua estreia na I …

Prendas aos deputados acima de 150 euros serão divulgadas na Internet

PS, PSD e Bloco aprovaram, esta terça-feira, em votação final na Comissão Parlamentar de Transparência, o conjunto de critérios orientadores em matéria de ofertas e hospitalidade de deputados, diploma que teve a oposição do PAN. Estes …

Metro do Porto compra 18 novos veículos e assegura mais 60 mil lugares por dia

A Metro do Porto assinou esta terça-feira o contrato para a aquisição, por 49,6 milhões de euros, de 18 composições à empresa chinesa CRC Tangsthan que permitirão disponibilizar mais 60 mil lugares diários, estima a …

Catarina Martins diz que Carlos Costa "não tem condições" para ser governador

Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, disparou contra aqueles que considera serem "cúmplices" do "assalto ao povo angolano". Tanto a Justiça como o Governo português têm de agir, considera o Bloco de Esquerda, na sequência …

Pedro Sánchez vai reunir-se com líder do governo regional catalão

O primeiro-ministro espanhol e líder do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), Pedro Sánchez, anunciou na segunda-feira que se reunirá com o líder do governo regional da Catalunha, Quim Torra, no início de fevereiro. Em entrevista à televisão …

Governo confirma que nunca avaliou impacto dos vistos gold. Só 5% foram recusados

O Ministério da Administração Interna (MAI) confirmou que não foram realizadas avaliações ao impacto dos vistos gold e que não cabe ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) controlar as origens do capital investido em …

Conselho de Finanças Públicas alerta para "risco de desvio significativo" no ritmo de ajustamento estrutural

O Conselho das Finanças Públicas (CFP) alerta para um "risco de desvio significativo" do ritmo de ajustamento estrutural da economia portuguesa em 2020, avisando que a evolução programada da despesa no OE2020 "não cumpre o …

Carolina Salgado condenada a pena de quatro meses de prisão, substituída por multa de 600 euros

Carolina Salgado não cumpriu sentença do processo de difamação a Pinto da Costa. Além das 300 horas de trabalho comunitário devia ter publicado o texto da sentença no jornal e não o fez. Carolina Salgado foi …