Nas Filipinas, há profissionais de saúde a tirar férias. Tudo porque não foram vacinados contra a covid-19

Esta semana, nenhum profissional de saúde foi vacinado nas Filipinas. O medo e a ansiedade são crescentes e levam muitos destes profissionais a tirar férias ou a pedir a demissão.

Profissionais de saúde filipinos revelaram ao NPR que muitos colegas estão a tirar férias ou, até, a pedir a demissão por não terem sido vacinados contra a covid-19, numa altura em que o país enfrenta uma grave crise de saúde pública, na sequência da pandemia.

O Presidente do país, Rodrigo Duterte, admite que há atualmente “uma disputa” pelas vacinas contra o SARS-Cov-2 e que, apesar de o futuro parecer um pouco mais promissor, existem alguns senãos.

As Filipinas preparam-se para a chegada das suas primeiras vacinas contra a covid-19 e Duterte já confirmou a capacidade de armazenamento ultracongelado, indicando que a entrega acontece até ao final do mês.

O país vai receber as primeiras doses da vacina Pfizer a um preço reduzido, graças à COVAX, uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde, criada para garantir que a disputa pelas vacinas entre os países ricos não prejudica os países mais pobres e que vai ajudar 92 países.

Um porta-voz da task force para a covid-19 das Filipinas disse ao NPR que as 117 mil doses da vacina (de duas tomas) que o COVAX providenciou chegam apenas para vacinar 56 mil dos cerca de 1,7 milhões de profissionais de saúde que lideram a lista de prioritários.

Charles Marquez, médico comunitário na ilha de Mindanao, revelou ao portal que muitos trabalhadores da linha da frente estão com muito receio. Há médicos e enfermeiras a colocar as suas vidas em risco diariamente para salvar pacientes com covid-19 e, em simultâneo, lutam contra a “fadiga, depressão e stress“.

Marquez revelou ainda que o stress de trabalhar num “ambiente tão perigoso” tem prejudicado a saúde de muitos dos seus colegas. Há profissionais de saúde que ligam só para avisar que estão doentes – não por estarem infetados com o vírus, mas por causa do “stress e ansiedade”.

Além disso, “os profissionais de saúde perderam a confiança no Governo“. As declarações são de Willy Pulia, presidente da Alliance of Philippine Workers, que acrescentou que as pessoas que elaboram a política de vacinas “não são as pessoas adequadas para lidar com esta pandemia.”

Os profissionais de saúde também demonstram preocupações em relação à vacina chinesa Sinovac. Atualmente, só a Pfizer recebeu autorização de uso de emergência nas Filipinas.

O país garantiu 25 milhões de doses do fabricante chinês, e uma pequena remessa deve chegar já este mês. No entanto, a empresa não divulgou dados detalhados de eficácia nem partilhou descobertas através de uma revisão internacional por pares. A falta de transparência deixou os profissionais de saúde filipinos apreensivos.

Certo é que a pandemia expôs anos de subinvestimento em saúde pública nas Filipinas, o que encorajou os profissionais médicos do país a procurarem no estrangeiro empregos com melhor remuneração. O resultado tem sido uma escassez aguda de profissionais de saúde no país.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …