Filhos do embaixador do Iraque afirmam não ter invocado imunidade diplomática

(cv) SIC

Os filhos do embaixador do Iraque em Portugal deram uma entrevista à SIC para contar a sua versão dos factos

Os filhos do embaixador do Iraque em Portugal deram uma entrevista à SIC para contar a sua versão dos factos

Os filhos do embaixador iraquiano, suspeitos de agredirem um jovem em Ponte de Sor, afirmaram em entrevista à SIC que colaboram com a polícia e que vão permanecer em Portugal até que as coisas se resolvam.

“É uma receita perigosa quando temos adolescentes, álcool, mentalidade de grupo… as coisas descontrolam-se”, disse Haider, um dos filhos do embaixador do Iraque, suspeitos de agredirem um rapaz de 15 anos em Ponte de Sor, Portalgre.

Numa entrevista à SIC, os dois jovens de 17 anos contaram a sua versão dos factos, considerando que todos os intervenientes são “vítimas das circunstâncias”.

“Não diria que sou uma vítima do Rúben ou que o Rúben é uma vítima minha, mas diria que somos vítimas das circunstâncias, que facilmente acontecem em Portugal”, disse.

Os dois garantem estar a colaborar com as autoridades portuguesas e que nem sequer invocaram imunidade diplomática.

“Não diria que estamos acima da lei, porque respeitamos todos os procedimentos policiais, ainda que não o tivéssemos de fazer, poderíamos ter invocado imunidade diplomática e não teríamos de responder a qualquer interrogatório ou investigação”, sublinhou.

Para Haider, a imprensa está a aproveitar-se da situação, acabando por “incitar as pessoas” contra si e contra o irmão.

“Obviamente, continuamos aqui. Esperamos que esta situação se resolva. (…) Até que a situação se resolva não vamos a lado nenhum“, garante.

Quanto a Rúben, que continua no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, em coma induzido e com prognóstico reservado, os gémeos garantem estar a rezar pela sua recuperação.

Queremos ver o Rúben recuperar e pessoalmente a nossa família e a embaixada iraquiana rezamos todos pela sua recuperação.”, disse ainda.

Legítima defesa

Num comunicado divulgado esta segunda-feira, a embaixada do Iraque em Lisboa alega que os filhos do embaixador agiram em legítima defesa, depois de terem sido “severamente espancados” e insultados por seis pessoas.

“Os filhos do embaixador do Iraque em Portugal foram severamente espancados por seis pessoas, que os agrediram e insultaram por serem árabes e muçulmanos“, lê-se num comunicado, em árabe, publicado na página da embaixada iraquiana na Internet, dentro do site oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Iraque.

Segundo a embaixada, depois de um primeiro incidente, ocorrido num “pequeno restaurante a 200 quilómetros de Lisboa (Ponte de Sor)”, os filhos do embaixador deram conta que tinham perdido as chaves de casa, o que os fez regressar ao local.

Então, “foram confrontados pelo agressor que os insultou, tentou chantageá-los e bateu num deles”. Os filhos do embaixador “limitaram-se a responder”, tendo posteriormente acontecido “a rixa”.

A embaixada garante, por outro lado, que os jovens se deslocaram à esquadra local onde apresentaram queixa e prestaram declarações.

No comunicado é ainda referido que um dos jovens, que estuda Aviação Civil em Ponte de Sor, já tinha sido alvo de ofensas racistas naquela localidade, mas que “decidiu completar os estudos, sendo um aluno com bom aproveitamento escolar”.

A embaixada garante que, ao contrário do que foi noticiado por alguns meios de comunicação social portugueses, os filhos conduzem “um carro particular” e “têm carta de condução”.

De acordo com a informação, o embaixador avançou com uma ação judicial junto das autoridades portuguesas.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Finalmente as duas toupeiras, sairam da toca, para a luz do dia, e mostraram, as caras desavergonhadamente, na tentativa de implorar clemencia. Estão bem aconselhados, por quem os deve estar a defender. Existe sempre um defensor para os diabos. Mas por muito que façam, mesmo que rezem, já não podem voltar atràs, no imundo acto que praticaram. Poderão ter sido, ofendidos na sua dignidade, pelo grupo que iniciou a confusão, e como são todos eles intervinientes, de ambos os lados, uns porcos suinos, sem o minimo, de educação, devem ser todos castigados, de uma ponta á outra. Isso sim,será justiça. Até porque só estes dois apareceram a relatar alguma coisa. Todos os outros, estão cobardemente escondidos debaixo das saias da mãe. á espera que a crise passe. Afinal no meio desta tragédia Portuguesa-Iraquiana, quem sofrem mais são os progenitores, de ambos os lados, por causa da ausencia de educação que lhes deram. Desgraçados países que têm como homens do futuro, animais como estes. Estou mesmo a ver a cena. Palavra puxa palavra. Grunhido puxa grunhido, das palavras, passaram aos murros, depois com a desculpa esfarrapada, de regressarem ao bar, a fim de recuperae objectos caidos durante a refrega, passaram á vingança, e tanto procuraram que acharam, e cometeram o que considero tentativa de homícidio, de porcos que são. QUE NOJO ISTO TUDO.
    NOVA ORDEM MUNDIAL, É PRECISA URGENTE.

  2. Mais nada! É por isso que as extremas estão a crexer! Com a bandalheira que se esta a tornar este mundo, torna-de um palco fácil para estes partidos crexerem! E se calhar fazem mesmo falta!

  3. ENZO
    A NOVA ORDEM MUNDIAL DE QUE FALO, NADA TEM DE POLITICA EXTREMISTA, DE DIREITA OU DE ESQUERDA. TRATA-SE DE UM IDEAL, DE VER UM MUNDO PACIFICO E IGUALITÁRIO PARA TODOS, E NÃO O QUE ACTUALMENTE VIVEMOS, QUE ESTÁ PODRE E METE NOJO.

  4. Por tudo aquilo que tenho ouvido estes “MENINOS” vâo sair impunes disto tudo… Sou mâe e garanto se isto acontaçe-se ao meu filho e se a justiça nâo fosse feita eu própria a faria, acabava presa mas as cadeias foram feitas para os homens/mulheres e nao para os câes …

RESPONDER

Diretor de Finanças de Lisboa está em substituição desde 2015. Já ultrapassa tempo de comissão de serviço

Fernando Lopes, a maior estrutura regional da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), é diretor da Direção de Finanças de Lisboa em regime de substituição desde março de 2015. Quando a então diretora regional, Helena Borges, foi …

Portugal regista mais quatro mortes e 636 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais quatro mortes e 636 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 636 …

Luís Correia lança-se a Castelo Branco, num movimento que ainda não tem nome

O movimento ainda não tem nome e a apresentação da candidatura não tem data marcada, mas Luís Correia já assumiu que vai liderar uma candidatura independente à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís Correia vai testar …

Pavilhão de escola de Matosinhos fechado devido a estirpe de legionella

O pavilhão desportivo da Escola Secundária Abel Salazar, em Matosinhos, está fechado devido à presença de uma estirpe de legionella detetada nas canalizações, mas que "não constitui qualquer perigo para a saúde", confirmou a câmara …

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …

Guerra aberta no PSD. Rui Rio arrisca repreensão, Adão Silva pode perder o mandato

Rui Rio, presidente do PSD, e Adão Silva, líder do grupo parlamentar, estão a ser alvo de um processo disciplinar aberto pelo Conselho de Jurisdição do partido e arriscam sanções. A decisão ainda não está tomada, …