“Ficar com o bolo e comê-lo”: planos secretos do Brexit apanhados por paparazzo

surreynews / Flickr

Theresa May, primeira-ministra britânica

Theresa May, primeira-ministra britânica

Um fotógrafo apanhou, graças a uma lente de grande alcance, um documento escrito à mão que terá rabiscados os planos do Reino Unido para a saída da União Europeia, o chamado Brexit.

Os supostos planos foram fotografados nas mãos de uma assistente do vice-presidente do Partido Conservador, Mark Field, à saída de uma reunião com elementos do chamado Departamento do Brexit.

“Qual é o modelo? Ficar com o bolo e comê-lo“, é uma das frases que a comunicação social britânica realça deste documento. A expressão é equiparável a algo como “ficar com o burro e o dinheiro do burro”, que seria mais usada em Portugal, neste contexto.

A BBC explica que “ficar com o bolo e comê-lo” é uma referência a uma frase de Boris Johnson, elemento do Partido Conservador e Secretário de Estado do Reino Unido para os Assuntos Externos, e ilustra a intenção de participar plenamente no mercado único europeu, sem ter que cumprir as obrigações quanto à imigração e à liberdade de circulação dos cidadãos europeus.

Mas, das notas escrevinhadas à mão, fica ainda patente a ideia de que “é improvável” que o Reino Unido consiga manter-se no mercado único europeu, depois do Brexit.

Há também referências às dificuldades nas negociações em Bruxelas, relevando-se especialmente que a equipa da União Europeia é “muito francesa” e que é preciso “garantir um processo justo”.

“Serviços mais difíceis porque os franceses esperam por negócios”, nota o documento, sublinhando que “os franceses serão provavelmente os mais difíceis” nas negociações.

Governo de May distancia-se do documento

O governo de Theresa May já veio negar que estas notas sejam, de facto, os planos oficiais para o Brexit.

“Estas notas individuais não pertencem a representantes do governo ou a um conselheiro especial. Não reflectem a posição do governo em relação às negociações do Brexit”, salienta uma nota oficial divulgada pela BBC.

Certo é que a oposição já está a aproveitar o caso para atacar o governo e Keir Starmer, do Partido Trabalhista, destaca que “estas revelações são significativas porque sugerem que o governo não vai sequer lutar pelo mercado único ou pela união de alfândegas nas negociações”.

“Se for esse o caso, haverá implicações enormes para a economia, os negócios e os empregos no Reino Unido”, sustenta Starmer, apelando ao governo para “publicar um plano claro para o Brexit” para “acabar com esta incerteza desnecessária”.

Entretanto, as repercussões também já se sentem no seio da União Europeia, com o primeiro-ministro do Luxemburgo, Xavier Bettel, a lamentar a postura britânica.

Eles querem ter o seu bolo, comê-lo e receber um sorriso do pasteleiro, mas não as outras coisas… Há valores europeus que não se podem separar. Não se podem escolher as cerejas”, frisa Bettel, citado pelo jornal The Independent.

Pelas redes sociais, também há muitas referências ao caso e há quem note que tudo isto parece uma “lamentável porcaria” ou que é, antes, um “estratagema ardiloso para fingir que [os britânicos] não têm ideia” como concretizar o Brexit.

https://twitter.com/mkpdavies/status/803554799862038528

SV, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Com tudo isto os ingleses uma vez mais irão comandar as negociações como bem entenderem e os restantes europeus acabarão por assinar como de costume.

RESPONDER

Antecipada vacinação de idosos e funcionários de lares por vacinar

Os idosos e funcionários dos lares que estiveram infetados há mais de três meses vão ser vacinados contra a covid-19, antecipando para metade o prazo previsto para receberem a vacina, anunciou a task force da …

Não são só os humanos. As temíveis baleias assassinas também têm amigos íntimos

As baleias assassinas têm uma vida social muito parecida com a dos humanos. A observação de 22 animais durante 10 dias mostrou que estes contam com uma complexa teia de relacionamentos, incluindo amizades íntimas. As baleias …

Estudo revela que a Terra sofreu uma inclinação de 12 graus há 84 milhões de anos

Um novo estudo revelou que, há cerca de 84 milhões de anos, a Terra sofreu uma inclinação de 12 graus, contrariando a teoria de que o eixo de rotação do planeta tem sido estável nos …

Famosa teoria de Stephen Hawking sobre buracos negros confirmada

Usando ondulações no espaço-tempo causadas pela fusão de dois buracos negros distantes, uma equipa de cientistas conseguiu provar uma das teorias mais famosas de Stephen Hawking. A teoria da área do buraco negro, que Stephen Hawking …

Mayflower 2.0: um navio autónomo pilotado por IA está a refazer a viagem do original

Quatro séculos e uma pandemia depois de o Mayflower original ter zarpado do porto de Southampton, numa jornada histórica para a América, outro veículo pioneiro com o mesmo nome partiu para refazer a mesma viagem. O …

Halterofilista neozelandesa será a primeira atleta transgénero a competir nos Jogos Olímpicos

A neozelandesa Laurel Hubbard, de 43 anos, classificou-se para os Jogos Olímpicos de Tóquio na categoria acima de 87kg feminina (super pesadas) do levantamento de peso, tornando-se a primeira atleta transgénero a participar na competição. "Estou …

República Checa 0-1 Inglaterra | Serviços mínimos valem topo

A Inglaterra, que tinha assegurado o apuramento na segunda-feira, garantiu o primeiro lugar do Grupo D do Euro 2020, ao vencer a República Checa por 1-0, com um golo madrugador, no mítico estádio de Wembley. Num …

Croácia 3-1 Escócia | Croatas de trivela rumo aos oitavos

A Croácia, liderada pelos ‘craques’ Luka Modric e Ivan Perisic, qualificou-se hoje para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer por 3-1 a Escócia, que eliminou, num Grupo D conquistado pela Inglaterra. Os …

Asteroide tem nome de astrofísico português Nuno Peixinho

O astrofísico português Nuno Peixinho dá nome a um asteroide, descoberto em 1998 e que tem pouco mais de 10 quilómetros de diâmetro, anunciou esta segunda-feira o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), …

"É inaceitável". Ana Mendes Godinho critica situações de trabalho temporário que "duram décadas"

A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, insistiu esta terça-feira na relevância do combate à precariedade, sinalizando a intenção de restringir o trabalho temporário. "Tem de haver mecanismos mais fortes para combater a segmentação do mercado …