Ferro sem dúvidas. “Se as eleições fossem amanhã, não hesitaria em votar em Marcelo”

Tiago Petinga / Lusa

O Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, disse esta segunda-feira que mantém a intenção de votar “sem hesitações” numa eventual recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa nas eleições presidenciais e considerou natural que outros procurem “marcar terreno”.

Ferro Rodrigues falava aos jornalistas antes de almoçar com o primeiro-ministro, António Costa, no Bairro Alto, em Lisboa, depois de interrogado sobre a forma como encara uma possível candidatura presidencial da ex-dirigente e ex-eurodeputada socialista Ana Gomes.

“Vejo como normal que, nesta fase, em que não há candidaturas apresentadas, algumas pessoas procurem marcar terreno, marcar posição. Sobre as presidenciais não mudei uma vírgula daquilo que disse já há mais de um ano e meio”, frisou ainda Ferro Rodrigues, que liderou o PS entre 2002 e 2004

Ferro Rodrigues salientou então que há ano e meio tinha dito que, “se as eleições fossem amanhã, não hesitaria em votar em Marcelo Rebelo de Sousa“. “E não tenho motivos nenhuns para retirar essa afirmação”, completou o presidente da Assembleia da República.

Questionado sobre o facto de Ana Gomes ter ascendido ao Secretariado Nacional do PS precisamente no período em que assumiu as funções de secretário-geral neste partido, Ferro Rodrigues respondeu: “António Costa também esteve comigo na direção do PS quando eu era secretário-geral”.

“Aliás, António Costa era líder do Grupo Parlamentar do PS [2002/2004], coisa que muito me orgulho. E mais tarde tive a ocasião de lhe retribuir [em outubro de 2014]”, tendo sido, também, então, presidente da bancada socialista.

“Acho que ainda faltam seis meses para a campanha das eleições presidenciais. Portanto, vamos esperar que haja apresentações de candidaturas”, acrescentou Ferro Rodrigues.

Ferro Rodrigues reafirma a sua posição depois de o primeiro-ministro ter dito, também esta segunda-feira em entrevista aos microfones da TSF, que “não é preciso ser vidente ou comentador para antever o que é o desejo dos portugueses em matéria de estabilidade quanto ao exercício da função presidencial”.

“Se houver candidatura do professor Marcelo Rebelo de Sousa, não é preciso ter grande finura de análise política para antecipar que ele será o Presidente da República eleito pelos portugueses”, justificou António Costa.

Já na semana passada, durante uma visita à fábrica da Autoeuropa, o primeiro-ministro desafiou o chefe de Estado para um segundo mandato presidencial.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Porque será que ninguém acredita nestes indivíduos?
    O mais normal era apoiarem alguém da sua área política. Aliás, mesmo que Marcelo fosse um Presidente correto e colaborante com o governo e com o PS, o que nem sempre aconteceu, não quer dizer que não fosse desejável uma mudança e um rejuvenescimento no novo inquilino de Belém.
    Eu, pela minha parte, sou pouco fã de recandidaturas, mais a mais partidárias, e acho que se o professor Marcelo fosse menos vaidoso não avançava para tal, por duas razões fundamentais: a idade, que vai andando e não perdoa e o cansaço que já suscita num país pequenino em tudo e que facilmente se cansa.

  2. Dos todos os candidatos que se têm perfilado não há a menor dúvida que o Marcelo é de longe o melhor deles. Registo por vezes alguns equívocos que confinam o apoio aos candidatos exclusivamente aos seus enquadramentos políticos. Nada de mais errado. Quando um candidato é conhecido pelas suas ideias e pela prática é sobretudo esta prática que deve servir de critério no apoio ou não a um candidato. No caso em presença a posição do prof Marcelo é conhecida; as atitudes anarquistas da A. Gomes são conhecidas e as ideias racistas, sexistas e homofóbicas do Ventura são pública e notoriamente conhecidas. Não há, pois, dúvidas. A única coisa que há a fazer é escolher-se em função do alinhamento de cada um.

RESPONDER

É a quantidade de alimento que determina quem se torna a abelha-rainha

Um novo estudo sugere que é a quantidade de alimento, e não a sua qualidade, como se pensava até agora, que determina quem se torna a abelha-rainha. Quais são os fatores que determinam qual é a …

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …