Google+ vai fechar. Falha deixou expostos dados de meio milhão de contas

A Google anunciou esta terça-feira que descobriu uma falha na sua rede social Google+, que deixou expostos dados pessoais de cerca de meio milhão de contas.

Uma falha de segurança no Google+ expôs dados privados de cerca de 500 mil utilizadores aos programadores de 438 aplicações externas. O gigante tecnológico referiu que decidiu o encerramento temporário da plataforma, devido a riscos de segurança no acesso a dados privados dos utilizadores afetados.

O encerramento vai durar cerca de dez meses e afetará apenas a versão de ‘consumidor’ desta aplicação, na qual se encontram os erros de segurança que permitiram que outros tivessem acesso a dados pessoais, informou a empresa em comunicado.

“Devido a estes desafios e a um uso tão baixo da versão de usuário da Google+, decidimos encerrar a versão para consumidor do Google+”, frisa o documento, citado pela agência EFE.

De acordo com uma investigação do Wall Street Journal, a vulnerabilidade existia já desde 2015, mas só foi detetada pelo Google em março deste ano. Um memorando interno a que o jornal teve acesso mostra que funcionários esconderam a existência e a gravidade da falha durante os últimos sete meses porque, de acordo com a equipa jurídica da companhia, o Google não estava legalmente obrigado a revelar o incidente ao público.

Esta segunda-feira, a Alphabet, empresa-mãe do Google tornou a informação pública, anunciando uma série de medidas, entre elas o encerramento do Google+.

Segundo o Público, a vulnerabilidade, detetada durante uma auditoria interna, permitia aos programadores de aplicações externas aceder aos dados de utilizadores e a informações dos respetivos amigos, numa situação muito idêntica à da Cambridge Analytica, que envolveu o acesso a dados de milhões de pessoas através do Facebook.

Os dados acessíveis incluíam nomes completos, endereços de email, datas de nascimento, género, fotografias, locais de residência, ocupação profissional e informação sobre relacionamentos pessoais.

Esta vulnerabilidade podia ser explorada a partir de diversas API de serviços do Google. Habitualmente, para aceder à informação de um utilizador individual, os programadores necessitam da sua autorização. No entanto, e neste caso, podiam aceder a dados de utilizadores que nunca tinham dado permissão, mas integravam a rede de amigos.

O Google+ tem agora os dias contados. O fim da rede social acontecer´de forma faseada, ao longo dos próximos dez meses, e os utilizadores terão a possibilidade de descarregar todos os dados que têm nas suas contas. Além do encerramento do Google+,a empresa vai também suspender o acesso de programadores a dados relativos a mensagens de textos e chamadas dos utilizadores de smartphones Android.

O acesso dos programadores às várias aplicações do universo Google vai também mudar. Só poderá ser acedida uma aplicação de cada vez, sendo que o utilizador também só poderá conceder uma autorização de acesso de cada vez.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Eu! Cancelar resposta

Afinal, alguns pterossauros sabiam andar bem em quatro patas

Pegadas de pterossauros descobertas em Crayssac, no sul de França, mostram que, afinal, estes dinossauros voadores eram bons caminhantes. Embora os primeiros fósseis de pterossauro tenham sido descobertos há mais de dois séculos, os cientistas não …

Primeiro debate quinzenal arranca esta terça-feira com perguntas de Rio a Costa

Esta terça-feira acontece a o primeira discussão parlamentar entre o líder do PSD, Rui Rio, e o primeiro-ministro, António Costa, depois do Orçamento do Estado. O primeiro debate quinzenal do ano arranca esta terça-feira com as …

Coimas a banqueiros arrastam-se em tribunal. Maioria acaba prescrita

Dez gestores bancários acumulam multas de 16,8 milhões de euros, um montante que iguala todas as coimas decididas pela CMVM a bancos em 15 anos. Dez antigos gestores bancários acumulam coimas de quase 17 milhões de …

O nojo pode levar a pensamentos e sentimentos religiosos

Um novo estudo revela que o sentimento de nojo pode estar na base de pensamentos religiosos. O medo de Deus e do pecado mostrou ser maior em pessoas que se enojavam mais facilmente. Mesmo as pessoas …

"Os pássaros não são estúpidos". Secretário de Estado desvaloriza críticas a aeroporto do Montijo

Os ambientalistas têm alertado que dezenas de milhares de aves de médio e grande porte cruzam-se na zona de proteção especial do estuário do Tejo, junto ao local onde será construído o novo aeroporto do …

Acusado de racismo e sexismo, conselheiro político de Boris demite-se

Andrew Sabisky, conselheiro direto do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, demitiu-se esta segunda-feira, depois de ser acusado de racismo e sexismo pelo próprio Partido Conservador por causa de declarações suas no passado. Em causa estão declarações feitas …

"Impressora de pele" promete ajudar na cicatrização de queimaduras

Uma nova impressora 3D portátil é capaz de depositar "folhas de pele", umas sobre as outras, e criar um curativo biológico para cobrir grandes queimaduras. A nova impressora 3D foi desenvolvida por uma equipa de investigadores …

"Made in Space". A primeira fábrica espacial vai começar a ganhar forma

Com o objetivo de construir coisas cada vez maiores no Espaço, uma empresa do Colorado, nos Estados Unidos, está a preparar-se para uma missão de demonstração de construção. A Blue Canyon Technologies vai fornecer a infraestrutura …

Asteróide que passou recentemente pela Terra não estava sozinho

Astrónomos descobriram que o asteróide 2020 BX12, que passou pela Terra na semana passada, era afinal um sistema binário de asteróides. Estamos a falar do asteróide 2020 BX12, que passou a 4,3 milhões de quilómetros de distância da …

"Parasitas" vai ter uma série na HBO. E já são conhecidos dois nomes do elenco

A produção sul-coreana de Bong Joon Ho, especialmente condecorada pela Academia, merece agora uma adaptação para a televisão pelas mãos da HBO. A série televisiva de "Parasitas" foi anunciada em janeiro e a produção está encarregue …