Facebook revela que 63 mil portugueses podem ter sido afetados pelo caso Cambridge Analytica

wiredphotostream / Flickr

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook

A empresa de consultoria britânica pode ter chegado a cerca de 63 mil perfis portugueses, estima o Facebook, graças ao facto de 15 pessoas terem descarregado a aplicação “thisisyourdigitallife”.

Segundo o Expresso, cerca de 63 mil pessoas em Portugal podem ter sido afetadas pelo escândalo da Cambridge Analytica devido ao download da aplicação “thisisyourdigitallife” no Facebook. A empresa confirma que o número de utilizadores que descarregaram a app em Portugal rondou os 15.

“Realizámos uma análise interna para o número de pessoas que potencialmente foram afetadas”, explica a empresa em comunicado. “Usámos uma metodologia expansiva – esta é a nossa estimativa mais correta do número de pessoas que instalaram a app, tal como os dados dos seus amigos que podem ter sido acedidos”, cita o semanário.

Foi este método que também permitiu à tecnológica chegar à conclusão que, afinal, o número de utilizadores com dados acedidos pela sociedade de consultoria britânica aumentou para 87 milhões.

“No total, cremos que a informação do Facebook de 87 milhões de pessoas, a maioria nos Estados Unidos, pode ter sido partilhada indevidamente com a Cambridge Analytica”, escreveu o responsável tecnológico da empresa.

De acordo com o Observador, o Facebook também divulgou um gráfico com a origem dos utilizadores afetados: 70,6 milhões nos Estados Unidos, 1,175 milhões nas Filipinas, 1,069 milhões na Indonésia e 1,079 milhões no Reino Unido estão nos primeiros lugares.

Até ao momento, a informação disponível apontava para que a Cambridge Analytica teria acedido a dados de 50 milhões de utilizadores do Facebook.

O responsável tecnológico do Facebook escreveu um texto a detalhar algumas mudanças que a rede social fará para restringir a informação a que podem aceder as aplicações, como já tinha adiantado o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg.

O Facebook já anunciou que pretende lançar medidas para dar mais privacidade aos utilizadores, afirmando que “percebeu claramente” que as ferramentas disponíveis “são difíceis” de encontrar e que “tem de fazer mais” para informar os utilizadores da rede social.

A rede social tem estado no centro de uma vasta polémica internacional com a empresa de consultoria britânica, acusada de ter recuperado dados de milhões de utilizadores, sem o seu consentimento, para elaborar um programa informático destinado a influenciar o voto dos eleitores, favorecendo a campanha de Donald Trump.

Esta quarta-feira, Mark Zuckerberg deu uma conferência de imprensa por telefone para vários órgãos de comunicação internacionais, nos quais se inclui o Expresso, e explicou que “esta é uma batalha sem fim” porque “nunca será possível resolver totalmente as questões de segurança”,

O fundador do Facebook considera que “nenhuma medida será perfeita”. “Gostava de estalar os dedos e em três meses, ou seis, ter resolvido todas estas questões”, disse. “Mas tendo em conta a complexidade do Facebook e das interações entre as pessoas, este será um esforço de vários anos”, acrescentou.

De acordo com o semanário, a tecnológica já tem 15 mil pessoas a trabalhar na segurança da rede social e quer aumentar o número para 20 mil até ao final deste ano.

Para Zuckerberg, “não houve um impacto significativo” no negócio, apesar de vários anunciantes terem afirmado que vão retirar os seus anúncios e da onda #DeleteFacebook. “Mas, atenção, isto não é bom. As pessoas sentem que isto foi uma quebra de confiança e nós temos muito trabalho para a reparar”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …

Cirque du Soleil despediu 95% dos trabalhadores e pode ir à falência (mas vai dando shows online)

O Cirque du Soleil pode ser mais uma vítima do coronavírus. A empresa que gere o circo está a analisar a possibilidade de declarar a falência devido a dívidas avultadas e depois de ter despedido …

Ordem dos Médicos está a avaliar uso de medicamento não testado para travar Covid-19

Portugal pode tornar-se no segundo país do mundo a usar hidroxicloroquina como forma de prevenção de Covid-19. A Ordem dos Médicos (OM) estará a estudar essa possibilidade, de acordo com o Expresso. O semanário refere que …