Google+ vai fechar. Falha deixou expostos dados de meio milhão de contas

A Google anunciou esta terça-feira que descobriu uma falha na sua rede social Google+, que deixou expostos dados pessoais de cerca de meio milhão de contas.

Uma falha de segurança no Google+ expôs dados privados de cerca de 500 mil utilizadores aos programadores de 438 aplicações externas. O gigante tecnológico referiu que decidiu o encerramento temporário da plataforma, devido a riscos de segurança no acesso a dados privados dos utilizadores afetados.

O encerramento vai durar cerca de dez meses e afetará apenas a versão de ‘consumidor’ desta aplicação, na qual se encontram os erros de segurança que permitiram que outros tivessem acesso a dados pessoais, informou a empresa em comunicado.

“Devido a estes desafios e a um uso tão baixo da versão de usuário da Google+, decidimos encerrar a versão para consumidor do Google+”, frisa o documento, citado pela agência EFE.

De acordo com uma investigação do Wall Street Journal, a vulnerabilidade existia já desde 2015, mas só foi detetada pelo Google em março deste ano. Um memorando interno a que o jornal teve acesso mostra que funcionários esconderam a existência e a gravidade da falha durante os últimos sete meses porque, de acordo com a equipa jurídica da companhia, o Google não estava legalmente obrigado a revelar o incidente ao público.

Esta segunda-feira, a Alphabet, empresa-mãe do Google tornou a informação pública, anunciando uma série de medidas, entre elas o encerramento do Google+.

Segundo o Público, a vulnerabilidade, detetada durante uma auditoria interna, permitia aos programadores de aplicações externas aceder aos dados de utilizadores e a informações dos respetivos amigos, numa situação muito idêntica à da Cambridge Analytica, que envolveu o acesso a dados de milhões de pessoas através do Facebook.

Os dados acessíveis incluíam nomes completos, endereços de email, datas de nascimento, género, fotografias, locais de residência, ocupação profissional e informação sobre relacionamentos pessoais.

Esta vulnerabilidade podia ser explorada a partir de diversas API de serviços do Google. Habitualmente, para aceder à informação de um utilizador individual, os programadores necessitam da sua autorização. No entanto, e neste caso, podiam aceder a dados de utilizadores que nunca tinham dado permissão, mas integravam a rede de amigos.

O Google+ tem agora os dias contados. O fim da rede social acontecer´de forma faseada, ao longo dos próximos dez meses, e os utilizadores terão a possibilidade de descarregar todos os dados que têm nas suas contas. Além do encerramento do Google+,a empresa vai também suspender o acesso de programadores a dados relativos a mensagens de textos e chamadas dos utilizadores de smartphones Android.

O acesso dos programadores às várias aplicações do universo Google vai também mudar. Só poderá ser acedida uma aplicação de cada vez, sendo que o utilizador também só poderá conceder uma autorização de acesso de cada vez.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas descobrem nova espécie de crustáceo no lugar mais quente da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova espécie de crustáceo de água doce durante uma expedição ao deserto de Lute, no Irão, também conhecido como o lugar mais quente do planeta. Hossein Rajaei, do Museu Estadual …

Furacão Sally fragmentou parte de uma ilha da Florida em três

A passagem do furacão Sally fragmentou parte de uma ilha na costa da Florida, no Estados Unidos, criando assim três pequenas porções de terra. Na prática, tal como explica o portal USA Today, o furação abriu …

Benfica 2-0 Moreirense | “Águia” vence e convence cónegos

Após ter perdido e empatado nas duas últimas recepções ao Moreirense, o Benfica voltou a vencer o emblema de Moreira de Cónegos na Luz. Este sábado, em duelo relativo à segunda jornada do campeonato, as “águias” …

"Surpreendente e fascinante". Descoberta pela primeira vez uma aurora sobre um cometa

A nave Rosetta da Agência Espacial Europeia (ESA) detetou uma aurora boreal sobre o cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko (67P / C-G). Em comunicado, os cientistas envolvidos na deteção frisam que esta é a primeira vez quem …

Austrália não quer que turistas caminhem na famosa rocha sagrada Uluru (nem no Google Maps)

A Austrália pediu ao Google que remova do seu serviço Maps fotografias tiradas do topo de Uluru, o monólito aborígine sagrado que os visitantes estão proibidos de escalar desde o ano passado. De acordo com a …

NASA vai procurar aquíferos nos desertos com tecnologia já usada em Marte

Uma parceria entre a NASA e a Fundação Qatar tem como objetivo procurar as cada vez mais escassas águas que estão enterradas nos desertos do Saara e da Península Arábica. Este processo deverá ser desenvolvido …

Os aeroportos mudam o nome das pistas (e a culpa é dos pólos magnéticos da Terra)

O pólo norte magnético pode mover-se até 64 quilómetros por ano. Isto pode ser um problema para os pilotos de aviões. A pista 17L/35R, no Aeroporto Internacional de Austin-Bergstrom, no estado norte-americano do Texas, não terá …

Rússia quer ultrapassar Tom Cruise e ser a primeira a gravar um filme no Espaço

O ator Tom Cruise quer rodar um filme no Espaço, mas a Rússia quer ser a primeira, de acordo com um comunicado da agência espacial Roscosmos. Os Estados Unidos e a Rússia são, novamente, os protagonistas …

Os animais perdem o medo dos predadores depois de contactarem com o Homem

Uma nova investigação concluiu que os animais selvagens perdem rapidamente o medo dos seus predadores depois de entrarem em contacto com o Homem. A maioria dos animais selvagens, como é o caso dos leões, exibe …

Há mais 884 casos confirmados e oito óbitos por covid-19 em Portugal

De acordo com o último boletim divulgado epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista, este sábado, mais oito óbitos e 884 novos casos de infeção pelo novo coronavírus. Assim, Portugal contabiliza, desde o início da …