Exportação de vinhos do Alentejo para a China subiu 170% em 5 anos

d.r. Vinhos do Alentejo

foto: d.r. Vinhos do Alentejo

foto: d.r. Vinhos do Alentejo


A China já representa o 4.º mercado externo para os vinhos do Alentejo, fora da União Europeia, com as exportações a aumentarem 170% nos últimos cinco anos, segundo dados da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).

“O mercado chinês tem tido um crescimento constante para os vinhos do Alentejo, embora ainda se trate de uma base pequena de exportação”, realçou à agência Lusa Dora Simões, presidente da CVRA.

Aludindo a dados estatísticos dos últimos cinco anos, entre 2007 e 2012, Dora Simões explicou que as exportações para a China “representaram 170% de crescimento”, o que demonstra o potencial deste mercado e a aposta por parte das empresas vitivinícolas.

“As vendas de vinhos do Alentejo têm estado sempre a crescer e a China deixou de ser o 6.º para passar a ser o 4.º maior mercado de exportação, no `ranking` de países terceiros (fora da União Europeia)”, disse.

No ano passado, de acordo com a CVRA, as exportações para o mercado chinês representaram 7,05% do total das vendas de vinhos do Alentejo (DOC Alentejo e Vinho Regional Alentejano) para fora da União Europeia.

Em volume, o Alentejo exportava para a China perto de 208 mil litros de vinho, em 2007, mas, cinco anos depois, “o mercado chinês já representa mais de meio milhão de litros”.

“Em termos absolutos, não é ainda um dos maiores mercados, mas as vendas têm aumentado e isso deve ser tido em conta”, frisou Dora Simões.

A presidente da CVRA disse acreditar que a China, tal como outros países asiáticos, vai continuar a ser, nos próximos anos, um mercado apetecível para os produtores vitivinícolas da região, que não se assustam com mercados longínquos.

“A maior parte dos mercados e aqueles para os quais o Alentejo mais exporta são mercados bastante distantes, como Angola, Brasil, Estados Unidos e China”, lembrou.

Mas, neste tipo de mercados, continuou, “é preciso tempo para conhecer bem a realidade e para desenvolver o negócio”, até porque a China “é um país caro para atuar”.

“Há que compreender e perceber bem o que é que aquele mercado quer e é necessário ultrapassar questões aduaneiras mais complexas. Ainda estamos num processo de aprendizagem em relação à exportação para a China, mas esse é um trabalho que os produtores têm feito, com êxito, e há cada vez mais interessados”, afiançou.

Com a Europa numa fase de “grande retração do consumo”, a presidente da CVRA considerou normal que os produtores “apontem” mais longe e tentem exportar para países asiáticos, indicando que a China tem “um grande potencial de crescimento”.

“A China é um grande mercado, a sua população está a tomar mais contacto com o vinho e o poder de compra, sobretudo nos meios urbanos, é elevado. Por isso, é um país interessante e um mercado onde é fácil crescer”, disse.

E, para concretizar essa aposta, os produtores nem sequer estão já dependentes de Macau como “porta de entrada”.

“Inicialmente, foi Macau a “porta de entrada” para várias empresas, mas, pelo que vejo hoje, o vinho alentejano já se vende na China sem passar por aí, já se foram estabelecendo relações comerciais”, salientou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …

Espanha. Jovem é esfaqueado após alertar para o uso de máscara

Três homens foram detidos em Madrid sob suspeita de terem esfaqueado um jovem que chamou a atenção de um deles por não usar máscara no interior de uma mercearia. Espanha é dos países do mundo mais …

Dez apostas que podem despontar o seu talento na Liga NOS

Nos últimos anos, dificilmente se encontra um mercado de Verão tão interessante como este. Contra todas as expectativas, dado que a pandemia trouxe alguma incerteza, os clubes portugueses têm investido mais e melhor, desde o …