Ex-funcionário do PS suspeito de desvio de fundos continua no Parlamento Europeu

O funcionário suspeito de desvio de fundos europeus e de fraude fiscal deixou de assessorar o PS, mas foi contratado por grupo parlamentar socialista em Bruxelas. Segundo o Observador, só assim recebe pensão.

José Alberto Alves Pereira, o funcionário suspeito de, alegadamente, ter desviado cerca de 369 mil euros e ter promovido um esquema de fraude fiscal de cerca de 914 mil euros na delegação do PS no Parlamento Europeu já não trabalha para os socialistas portugueses.

O contrato não foi renovado, mas José Alberto Alves Pereira continua a trabalhar no órgão legislativo da União Europeia (UE) como assessor de uma eurodeputada húngara da Aliança Progressista Socialistas & Democratas (S&D) – exatamente o mesmo grupo parlamentar no PE a que pertence o PS, avança o Observador.

O Chefe da delegação socialista, Carlos Zorrinho, confirmou ao mesmo diário que o contrato de Alves Pereira não foi renovado, pelo que nega qualquer envolvimento do PS nessa contratação.

“Houve um procedimento geral do Grupo S&D autorizado pelo Parlamento Europeu a todos os grupos políticos, dado que em 2009 houve uma alteração do estatuto dos assistentes que atrasou a contagem do tempo de serviço”, garantiu.

Isto significa que faltam alguns meses para Alves Pereira poder requerer a atribuição de uma pensão do PE por 10 anos de serviços prestados, tendo o grupo parlamentar socialista optado por contratar aquele funcionário (e outros na mesma situação), de forma a que não sejam prejudicados nos seus direitos enquanto pensionistas.

Alves Pereira está no Parlamento Europeu desde 1999 mas, para efeitos de atribuição uma pensão de reforma, tal só é possível para os assistentes desde 2009.

A delegação do PS decidiu não renovar o contrato a Alves Pereira que terminou no dia 30 de junho nos termos de uma deliberação tomada no dia 26 de março.

“A delegação suspendeu o seu assistente partilhado de todas as funções relacionadas com o domínio financeiro desde que acedeu aos documentos enviados pelo Observador e até ao total esclarecimento do processo”, tendo designado “um outro gestor de grupos de visitantes”, lê-se na declaração escrita.

O ex-funcionário de PS está agora no gabinete da eurodeputada húngara Klára Dobrev, que pertence ao Grupo S&D, como assistente acreditado. Dobrev é mulher do ex-primeiro-ministro húngaro Ferenc Gyurcsány e uma figura com elevada notoriedade no seu país.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Militantes apoiados pelo Al-Qaeda defendem uso de mel contra a covid-19

O Al-Shabaab, um grupo rebelde islâmico apoiado pela Al-Qaeda, apela ao boicote à vacina da AstraZeneca contra a covid-19. A alternativa é "cominho preto e mel". A vacina da AstraZeneca não está apenas a levantar preocupações …

Em menos de um ano, a polícia foi chamada a intervir pelo menos nove vezes na mansão dos Sussex

A vida nos Estados Unidos não tem sido fácil para os duques de Sussex. No último ano, a polícia da Califórnia foi chamada pelo menos nove menos à mansão onde o casal habita desde que …

Rivalidade entre China e Índia é obstáculo à maior aproximação entre os BRICS, diz especialista

Apesar de os BRICS representarem "o tipo de relações entre países que queremos no século XXI", a rivalidade entre a Índia e a China ainda é um obstáculo a uma maior integração, dizem os especialistas. Na …

Variante sul-africana pode resistir à Pfizer. China pondera misturar vacinas

A variante do coronavírus descoberta na África do Sul pode "romper" a vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech até certo ponto, concluiu um estudo em Israel, embora a sua prevalência no país seja baixa e …

Rússia garante que não haverá guerra com Ucrânia. EUA desconfiam e prometem consequências

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, descartou este domingo a possibilidade de uma guerra com a Ucrânia, depois de Kiev ter manifestado preocupação com o reforço de tropas russas nas suas fronteiras. “Ninguém está a embarcar …

Inspetores do SEF rejeitam extinção sem aval do Parlamento (e dizem estar em causa o Espaço Schengen)

O sindicato dos inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) rejeitou este domingo a extinção daquele organismo sem a aprovação formal da Assembleia da República e considerou que está em causa a permanência de …

Testes rápidos registaram maior número de sempre. APED defende venda nos super e hipermercados

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 7 de abril, com mais de 34 mil realizados nesse dia, segundo dados do Instituto …

Francisco Rodrigues dos Santos admite que tem sido "difícil" juntar o CDS (mas "não por falta de iniciativa")

Francisco Rodrigues dos Santos, presidente do CDS-PP, afirmou, numa entrevista ao Jornal de Notícias e TSF que tem sido "difícil" conquistar a coesão do partido. Em entrevista ao Jornal de Notícias e à TSF, o líder …

Isabel dos Santos usou equipa de espiões para provar "conspiração" e "vingança" de João Lourenço

A empresária Isabel dos Santos contratou uma firma de antigos agentes secretos israelitas para provar que foi vítima de um ataque orquestrado pelo governo de João Lourenço. Isabel dos Santos criou uma equipa de espiões para …

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …