Líder da seita Verdade Suprema executado no Japão

biography.com

Shoko Asahara, o fundador e líder da seita responsável por um ataque no metro de Tóquio com gás Sarin, em 1995

O ex-líder da seita Aum Shinrikyo (Verdade Suprema), condenado à morte pelo ataque com gás sarin no metro de Tóquio em 1995, foi executado esta manhã, confirmou fonte oficial do Governo japonês.

Segundo a agência de notícias EFE, outros seis dos 13 membros da seita condenados à morte foram também enforcados, mas um porta-voz do Governo confirma apenas a execução de Shoko Asahara.

A chefe de gabinete Yoshihide Suga disse, esta sexta-feira, que as autoridades estão a tomar todas as precauções para evitar qualquer retaliação por parte dos seguidores do ex-líder.

Asahara, cujo verdadeiro nome é Chizuo Matsumoto, havia sido condenado à morte juntamente com 12 cúmplices envolvidos no ataque com recurso ao gás sarin, a 20 de março de 1995, na capital nipónica, que matou 13 pessoas e causou danos a outras 6.300, alguns deles irreversíveis, já que ficaram em estado vegetativo.

Asahara, que sofria de cegueira quase total desde a sua infância, foi detido em maio de 1995, dois meses após o ataque que teve lugar na capital japonesa.

O ex-líder da Aum Shinrikyo, seita também conhecida por “Verdade Suprema”, foi condenado à morte em 2004 por esse ataque e por outros como o de 1994, na cidade de Matsumoto, onde oito pessoas morreram e 100 ficaram feridas, também devido à inalação do gás sarin.

A execução acontece hoje depois de um processo que tem mais de 20 anos.

A justiça japonesa processou cerca de 190 membros da Aum pelos ataques e outros crimes relacionados (como o assassinato em 1989 do advogado Tsutsumi Sakamoto e da sua família), emitiu seis sentenças de prisão perpétua e confirmou 13 sentenças de morte.

Fundada em 1984, a Aum tornou-se em apenas uma década numa organização temível, capaz de desenvolver agentes químicos e biológicos e armas ligeiras, e apresentou até uma lista de candidatos para as eleições gerais de 1990 que não alcançaram a representação parlamentar.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Défice fica nos 0,8% do PIB no primeiro semestre do ano

O défice situou-se em 0,8% do PIB no primeiro semestre deste ano, em contas nacionais, abaixo dos 2,2% registados no período homólogo, mas longe da meta para o conjunto do ano, de 0,2%. "No conjunto do …

Pelo menos sete crianças morreram após colapso de escola no Quénia

Pelo menos sete crianças morreram e 57 ficaram feridas após o colapso do edifício de uma escola em Nairobi, no Quénia, esta segunda-feira, confirmaram os serviços de socorro e as autoridades locais. "Depois do colapso do …

“Há uma mudança histórica na Madeira”

Este domingo, no seu espaço habitual de comentário, Luís Marques Mendes disse que, embora ainda não tenham sido apurados todos os resultados das eleições na Madeira, tudo aponta para que haja uma “mudança histórica” no …

O outono chegou e traz aguaceiros. Mas o calor ainda pode aparecer em outubro

O outono começou oficialmente às 8h50 desta segunda-feira. Este é o dia do equinócio, a data em que, segundo o saber popular, o dia e a noite têm a mesma duração. A data que assinala o …

Portugal não aderiu a programa da UE criado de propósito após os incêndios de 2017

No ano passado, a União Europeia criou um programa de proteção civil devido aos incêndios de 2017 em Portugal. Contudo, o país não aderiu ao mecanismo. Em 2017, Portugal viveu momentos difíceis devido aos incêndios que …

Boris responsabiliza Irão por ataque a petrolífera saudita

Boris Johnson diz que o país atribui ao Irão, "com muito alto grau de probabilidade, os ataques à gigante petrolífera saudita". O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, acusou esta segunda-feira o Irão de ser, muito provavelmente, responsável …

41 países comprometem-se com iniciativa "Clima e Qualidade do Ar"

A iniciativa "Clima e Qualidade do Ar", apresentada na véspera da Cimeira da Ação Climática, propõe alcançar até 2030 uma qualidade do ar saudável e a harmonização das políticas de luta contra as alterações …

Reino Unido. Trabalhistas querem abolir ensino privado se formarem Governo

O Partido Trabalhista britânico compromete-se a abolir o ensino privado no Reino Unido caso venha a formar Governo. O plano do partido liderado por Jeremy Corbyn implica nacionalizar e integrar no sistema educativo público todas …

Rio acusa PS de se comportar como "dono disto tudo" (e diz que também tem um "Centeno")

No último debate a dois antes das legislativas de 6 outubro, os líderes do PSD e PS trocaram esta segunda-feira críticas - em tom leve e cordial -, recordando telhados de vidro de cada força …

Em decisão histórica, partidos árabes recomendam Gantz como primeiro-ministro de Israel

O Presidente de Israel, Reuven Rivlin, iniciou este domingo as suas consultas para a formação de um novo Governo. A Lista Conjunta, uma coligação que reúne os principais partidos árabes do país (Balad, Hadash, Ta’al …