/

Europa vai receber mais 50 milhões de vacinas da Pfizer ainda este mês

Stephanie Lecocq / AFP

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen

Depois de se saber que a UE não vai renovar os contratos com a Astrazeneca e Johnson & Johnson no próximo ano, a Comissão Europeia anunciou que a Pfizer vai fornecer 50 milhões de doses extras da vacina já este mês.

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, adiantou que estas vacinas chegarão no segundo trimestre, já a começar no mês de abril.

Está ainda a ser estruturado um terceiro contrato com a BioNTech-Pfizer para que sejam assegurados 1,8 mil milhões de doses suplementares em 2022 e 2023.

“Estamos a entrar em negociações com a BioNTech-Pfizer para um terceiro contrato. Este contrato prevê a entrega de 1,8 mil milhões de doses extras no período de 2022 e 2023. E vai envolver não só a produção da vacina, mas também [a produção dos] componentes essenciais, que estarão localizados na União Europeia”, explica a responsável europeia.

Ursula von der Leyen ainda elogiou o ritmo de vacinação europeu, e anunciou ainda que a União Europeia atingiu o marco de 100 milhões de vacinações. Mais de 27 milhões de cidadãos dos Estados-membros já receberam a segunda dose.

Menos de 24 horas após a Johnson & Johnson anunciar um atraso na entrega de vacinas na Europa, a imprensa italiana avançou nesta quarta-feira que a Comissão Europeia não vai renovar contratos com o grupo norte-americano e com a AstraZeneca.

Segundo o jornal La Stampa, que cita fonte do Ministério da Saúde italiano, a intenção passa por apostar em vacinas que usam tecnologia de ARN-mensangeiro (ARNm), como a da Pfizer-BioNTech e a da Moderna.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE