Câmara dos Representantes dos EUA reconhece genocídio arménio e irrita Turquia

Daniel Kopatsch / EPA

Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos reconheceu formalmente, esta terça-feira, o “genocídio arménio”, com um voto simbólico e inédito, que suscitou a cólera da Turquia.

Esta é a primeira vez que esta resolução é aprovada em sessão plenária de uma das câmaras do Congresso dos Estados Unidos.

Apelando para “assinalar o genocídio arménio“, para “rejeitar as tentativas (…) de associar o governo norte-americano à negação do genocídio arménio” e para ensinar estes factos, o texto foi aprovado por uma maioria esmagadora de 405 votos em 435, com uma rara união entre democratas e republicanos, e apenas 11 votos contra.

O genocídio arménio é reconhecido por uma trintena de países e a comunidade dos historiadores. As estimativas apontam para entre 1,2 milhões e 1,5 milhões de arménios mortos durante a I Guerra Mundial pelas tropas do Império Otomano, então aliado à Alemanha e à Áustria-Hungria.

Mas a Turquia tem recusado a utilização do termo “genocídio”, evocando massacres recíprocos, em contexto de guerra civil e fomes que teriam feito centenas de milhares de mortos nos dois campos.

“Muito frequentemente, de maneira trágica, a realidade deste crime abominável tem sido negada. Hoje, dizemos claramente, neste hemiciclo, para que fique gravado no mármore dos anais do Congresso: os atos bárbaros cometidos contra o povo arménio constituem num genocídio”, afirmou a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi.

Estima-se que nos Estados Unidos vivam entre 500 mil e 1,5 milhões de pessoas com origens arménias, como a figura pública Kim Kardashian.

A votação foi feita no dia em que a Turquia celebra a sua festa nacional. Ancara já reagiu, durante a noite de terça-feira, qualificando este reconhecimento pelos EUA como um ato “desprovido de sentido”, em contexto de política interna e que arrisca prejudicar as relações entre os dois países.

Em comunicado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros turco afirmou que “este ato político, desprovido de sentido, tem por únicos destinatários o lobby arménio e os grupos anti-turcos”.

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, também já reagiu, afirmando que o reconhecimento do “genocídio arménio” pela Câmara dos Representantes dos Estados Unidos “não tem qualquer valor” para Ancara.

“Eu dirijo-me ao público norte-americano e ao resto do mundo: essa medida não tem valor, nós não a reconhecemos”, disse Erdogan num discurso a membros do seu partido em Ancara. “Na nossa fé (muçulmana), o genocídio é proibido (…). Vemos essa acusação como o maior insulto feito à nossa nação“, acrescentou.

A Turquia já convocou o embaixador dos EUA em Ancara, David Satterfield, para protestar contra este reconhecimento. A convocatória está igualmente ligada à adoção, no mesmo dia, pela Câmara dos Representantes de um texto que prevê sanções contra as autoridades turcas ligadas com a ofensiva no noroeste da Síria.

A medida foi aprovada por uma expressiva maioria de 403 votos a favor, incluindo 176 republicanos, e 16 contra, mas ainda terá de passar no Senado.

A operação lançada pela Turquia, a 9 de outubro, contra uma milícia curda apoiada pelos Estados Unidos provocou a ira de responsáveis e eleitos norte-americanos.

Donald Trump, que inicialmente pareceu dar o aval ao anunciar a retirada das tropas norte-americanas posicionadas nessa área da Síria, endureceu o tom e autorizou sanções contra a Turquia.

Entretanto, estas foram levantadas na sequência de um acordo entre Ancara e Washington, que prevê a cessação da ofensiva turca em troca da retirada de combatentes curdos da área de fronteira da Turquia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tempestade “Glória” faz pelo menos nove mortos em Espanha

Pelo menos nove pessoas morreram e outras quatro estão dadas como desaparecidas em Espanha na sequência da passagem da tempestade “Glória”, intempérie que atinge o país desde o passado fim de semana. As autoridades confirmaram cinco …

Há um "milagre da multiplicação" dos votos que os deputados querem travar

Todos os partidos concordam: é preciso travar o "milagre da multiplicação" dos votos na Assembleia da República. Estabelecer regras objetivas para o fazer é o mais complicado. Os deputados começaram esta quarta-feira a discutir como “regrar” …

Pensões entre 877 e 2600 euros têm aumento mínimo de 6,14 euros

Os pensionistas que ganham entre 877,6 e os 2558 euros brutos por mês vão ter aumentos acima dos 0,24% que inicialmente se calculou com base na taxa de inflação (sem habitação) apurada até novembro do …

PCP quer travar "ameaça de despejos" no final deste ano

O PCP entregou uma proposta de alteração ao Orçamento do estado para 2020 para manter congeladas as rendas antigas, quando os locatários tenham um rendimento inferior a cinco salários mínimos nacionais. O PCP quer manter congeladas …

CDS/Congresso: Carlos Meira disponível para acordo que vença João Almeida

Carlos Meira, candidato à liderança do CDS-PP, admite estar disponível para se unir a Filipe Lobo d'Ávila e Francisco Rodrigues dos Santos para vencer João Almeida e lutar "contra o sistema". Carlos Meira, militante de Viana …

Manuais gratuitos também no privado e no cooperativo. Iniciativa Liberal quer igualdade na Educação

O Iniciativa Liberal (IL) propôs uma alteração ao Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) na área da educação, que passa por fornecer manuais escolares gratuitos a todos os alunos da escolaridade obrigatória, quer frequentem o ensino …

Bezos lembra que Governo saudita assassinou um jornalista. ONU pede investigação a pirataria

Dois peritos das Nações Unidas dizem que Mohammed Bin Salman acedeu a informações pessoais de Jeff Bezos para tentar influenciar cobertura do The Washington Post sobre a Arábia Saudita. Depois de uma investigação do The Guardian …

MAI abre inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por agente da PSP

O Ministério da Administração Interna (MAI) já abriu um inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por um agente da PSP, na Amadora, de maneira a apurar responsabilidades. "O Ministro da Administração Interna …

Ronaldo volta a marcar e Sarri só tem de agradecer a Dolores por criar um espécime assim

Cristiano Ronaldo leva quatro jogos consecutivos a marcar e mais de 30 golos esta temporada, entre clube e seleção. Sarri disse que o mérito é de Dolores, "por criar uma espécime assim". A Juventus derrotou, esta …

Ana Gomes apontada à Presidência. "Costa jamais permitirá"

O antigo eurodeputado socialista Francisco Assis lançou o nome da também antiga eurodeputada do PS Ana Gomes como possível candidata à Presidência da República, manifestando desde logo o seu apoio a uma eventual candidatura. "Acho …