EUA extraditam pai e filho acusados de ajudar Ghosn a fugir do Japão

Dois norte-americanos, pai e filho, procurados por ajudar o ex-presidente da Nissan, Carlos Ghosn, a escapar do Japão numa caixa, foram entregues à custódia japonesa esta segunda-feira.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, Michael Taylor e o seu filho, Peter Taylor, não conseguiram convencer as autoridades e tribunais dos Estados Unidos a bloquearem a extradição para o Japão, onde serão julgados sob a acusação de ajudar Ghosn a fugir do país em 2019, enquanto aguardava julgamento por má conduta financeira.

Os homens de Massachusetts, detidos numa prisão suburbana de Boston desde maio, foram entregues na manhã de segunda-feira, disse um dos seus advogados, Paul Kelly.

Os seus advogados argumentaram que as acusações não se enquadram na lei sob a qual o Japão quer julgá-los e que serão tratados injustamente e submetidos a “tortura física e mental”. Além disso, acusaram o Japão de perseguir a dupla na tentativa de se “salvar” após o constrangimento da fuga de Ghosn.

Michael Taylor, um veterano das forças especiais do exército dos Estados Unidos, nunca negou as acusações. Em entrevista à Vanity Fair no ano passado, descreveu a missão em detalhes. Quando questionado sobre por que o fez, respondeu com o lema das forças especiais: “De oppresso liber” ou “libertar os oprimidos”.

Por outro lado, insistiu que o filho não estava envolvido e nem estava no Japão quando Ghosn fugiu.

Numa entrevista à AP, Michael Taylor implorou a Joe Biden para intervir e disse que se sentiam traído porque os Estados Unidos tentariam entregá-lo ao Japão. Porém, o governo Biden recusou-se a bloquear a extradição.

 

Segundo a acusação, no dia da fuga, Michael Taylor voou para Osaka num jato fretado com outro homem, George-Antoine Zayek, com duas grandes caixas pretas e fingindo ser músicos com equipamento de áudio. Ghosn dirigiu-se ao Grand Hyatt em Tóquio e encontrou-se com Peter Taylor.

Michael Taylor e Zayek encontraram os outros dois no Grand Hyatt e depois separaram-se. Peter Taylor apanhou um voo para a China, enquanto os outros embarcaram num comboio e voltaram para outro hotel perto do aeroporto, onde Taylor e Zayek tinham reservado um quarto. Todos entraram, mas Ghosn nunca foi visto a sair.

As autoridades dizem que Ghosn estava dentro de uma das grandes caixas pretas. No aeroporto, as caixas passaram por um posto de controlo de segurança e foram levadas num jato particular com destino à Turquia.

A notícia da fuga de Carlos Ghosn apanhou de surpresa as autoridades nipónicas. Os serviços de estrangeiros e fronteiras não tinham qualquer informação sobre a saída de Ghosn.

Ghosn terá entrado no Líbano com um passaporte francês. O objetivo da fuga seria encontrar um ambiente jurídico mais favorável para Ghosn. O Líbano tinha iniciado contactos com o governo japonês para que o gestor fosse julgado em Beirute.

O Líbano recebeu um mandado internacional da Interpol para a detenção do ex-presidente da Renault-Nissan. As autoridades turcas já detiveram e colocaram sob custódia sete pessoas, incluindo quatro pilotos, todos suspeitos de ajudar Ghosn a fugir do Japão para o Líbano.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Parques solares flutuantes podem arrefecer lagos ameaçados pelas alterações climáticas

Parques solares flutuantes, cuidadosamente projetados, podem arrefecer lagos ameaçados pelas alterações climáticas. As simulações feitas por cientistas mostraram resultados promissores. A energia solar é agora a fonte de eletricidade mais barata da história, de acordo com …

Identificado suspeito de tiroteio em armazém da FedEx nos Estados Unidos

Esta sexta-feira, as autoridades norte-americanas anunciaram ter identificado o suspeito do tiroteio que resultou na morte de oito pessoas num armazém da FedEx, em Indianápolis, nos Estados Unidos. De acordo com o Expresso, trata-se de um …

António Gameiro, suspeito na Operação Triângulo, retira candidatura à Câmara de Ourém

O deputado António Gameiro, um dos suspeitos na "Operação Triângulo", anunciou que vai retirar a sua candidatura à Câmara de Ourém. O deputado do PS António Gameiro retirou a sua candidatura à Câmara de Ourém, demitiu-se …

Task force muda regras. Vai ser mais difícil saber qual a vacina que será administrada

Vai ser mais difícil para as pessoas acima dos 60 anos saber com antecedência qual será a vacina que vão receber (AstraZeneca, Pfizer e Moderna). Todas as semanas, as três vacinas passam a "rodar de …

O segredo dos bigodes dos animais tem a forma de um S (e reside na forma como dobram)

Há muitos mamíferos que têm bigodes para sentirem o ambiente à sua volta, semelhante à sensação do tato. No entanto, os meios pelos quais os bigodes comunicam essa sensação de toque ao cérebro ainda permaneciam …

O trabalho de um aluno de Física chamou a atenção dos investigadores quânticos da Amazon

Os cientistas têm várias preocupações relacionadas com o potencial dos computadores quânticos e o progresso neste campo tem sido muito lento. Recentemente, um dos obstáculos pode ter sido reduzido por um estudante de Física da …

Famosa rajada rápida de rádio bateu recorde (e revelou magnetosfera "dançante" em estrela de neutrões)

Duas equipas internacionais de astrónomos publicaram dois artigos científicos com novas informações sobre a famosa rajada rápida de rádio FRB20180916B. No estudo publicado na Astrophysical Journal Letters, os cientistas mediram a radiação das explosões nas frequências …

Farense 0-1 Sporting | Beto e Adán gigantes em noite de recorde leonino

O Sporting sofreu bastante para levar os três pontos na visita ao Farense. O líder do campeonato marcou um golo, por Pedro Gonçalves, dominou durante a primeira parte, mas na segunda deixou os algarvios criarem …

Uma simples mudança está a evitar a morte de um macaco em vias de extinção

Cientistas conseguiram dar uma tábua de salvação a uma espécie de macaco em risco de extinção, cujos espécimes são frequentemente atropelados por automóveis nas estradas de um parque nacional em Zanzibar. De acordo com a Lista …

Antigo rito sagrado "entre irmãos" pode ter sido, na verdade, o casamento homossexual

A adelfopoiese era uma cerimónia praticada historicamente na tradição cristã para unir duas pessoas do mesmo sexo - normalmente homens - num relacionamento reconhecido pela igreja, análogo ao irmão. Segundo documentos históricos, com 20 anos, Simeão …