Esfaqueado e de roupa interior. Mais um cientista russo morre após cair da janela do seu apartamento

O cientista russo Alexander Kagansky caiu da janela do seu apartamento, um 14º andar em São Petersburgo. Inicialmente, pensou-se ser um suicídio, mas o cientista tinha feridas de arma branca.

Alexander Kagansky foi diretor do Centro de Medicina Genómica e Regenerativa da Universidade Federal Russa do Extremo Oriente em Vladisvostok e estava a trabalhar no desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus.

Antes de regressar à Rússia, Kagansky passou 13 anos a estudar doenças de foro oncológico em Edimburgo, na Escócia. Também foi professor assistente em Vladivostok.

De acordo com o New York Post, as autoridades russas prenderam um suspeito, um amigo de infância, interrogaram-no durante 48 horas e libertaram-no após ter feito o teste do polígrafo.

O jornal russo Fontanka.ru garantiu que é o jornalista Igor Ivanov. O detido disse, segundo o Moscow Times, que estavam a comemorar o aniversário do cientista quando o próprio Kagansky se esfaqueou antes de saltar da janela em roupa interior.

A morte de Kagansky torna-se ainda mais estranha após, em abril, vários médicos terem caído misteriosamente de janelas de hospitais, na Rússia, num período de apenas duas semanas. Dois morreram e um ficou hospitalizado.

O médico que sobreviveu à queda, chamado Alexander Shulepov, caiu da janela do 2.º andar do hospital Novousmanskaya, onde trabalhava e onde estava a ser tratado após ter testado positivo para o novo coronavírus.

No mesmo dia, Shulepov e o seu colega Alexander Kosyakin partilharam um vídeo a acusar a instituição de o obrigar a trabalhar mesmo estando infetado.

Em maio, Elena Nepomnyashchaya, diretora clínica interina de um hospital em Krasnoyarsk, morreu, depois de ter estado uma semana nos cuidados intensivos.

A médica terá caído de uma janela durante uma reunião com as autoridades de saúde regionais, na qual foi discutida a possibilidade de transformar a clínica num centro de tratamento covid-19. Alegadamente, Nepomnyashchaya não terá concordado com as mudanças devido à falta de material de proteção existente no hospital.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

18 COMENTÁRIOS

  1. Certo.

    Nenhuma notícia das atrocidades na China, e assassínato misterioso de jornalistas, pessoal médico, ou muçulmanos, só este ano.

    Avanta camaradas.

  2. Começo a pensar que o problema deve estar nas janelas russas tal é a frequência de tais atos, possivelmente ficaram infetadas com o vírus do comunismo provavelmente alérgico a, cientistas e médicos e andam a atirá-los janela abaixo.

  3. Pois é, muito se falou que o SARS-COV2 poderia ter sido criado artificialmente na China. Ou teria sido na Rússia? Estas mortes são suspeitas …

  4. Aqui fala-se muito da Rússia, Russofobia será? Será que as notícias que se passam na Rússia são mais importantes das que se passam em outros países? Porque não falam do conflito entre a Austrália e a China ou ainda do incidente que aconteceu ainda esta semana na base Americana Rammstein da Alemanha que quase causou um incidente nuclear internacional, pois disso não falam, enfim.

    • Caro leitor,
      Obrigado pelo seu reparo, do qual discordamos.
      Não estamos perante um caso de russofobia. Estamos perante um caso de zapofobia, de desleixo a informar-se antes de comentar, ou, pior ainda, de cegueira seletiva.
      O que se passa na Rússia não é menos importante para o ZAP do que o que se passa noutros países, que o ZAP aborda com a atenção adequada.
      No que diz respeito aos dois exemplos concretos que refere, o ZAP cobriu nas últimas semanas a clima de tensão entre a China e a Austrália, e a notícia da semana passada sobre Rammstein não se referia à banda de heavy metal.
      Portanto, esteja à vontade para comentar no ZAP, os seus comentários são bem vindos. Mas verifique primeiro, por favor, se têm algum cabimento — ou, pelo menos, não se identifique como “Esclarecido” 🙂

  5. há leitores que implicam por tudo e nada, está bem sei o que é correto e não mas ás vezes deixo escapar não é que não saibam, mas ás vezes….

    • piranha, pois eu não deixo escapar nada! aprenda a colocar as virgulas onde devem ser colocadas e, não é correcto escrever-se “ás vezes”, mas sim – às vezes

      • Há um erro a seguir a nada! Aprenda!
        Colocar a vírgula no colocadas e, é um disparate.
        O travessão antes do às vezes é — outro (disparate como este).
        E finalmente, não se escreve ás vezes com aspas e às vezes sem.
        Pronto, acho que não me escapou nada.

O retrato perdido de uma das artistas mais famosas da Índia reapareceu 90 anos depois (e vai a leilão)

A pintura Portrait of Danyse de Amrita Sher-Gil, uma das mais importantes artistas modernas da Índia, está a ser leiloada pela Christie's. A Portrait of Danyse era desconhecida dos especialistas, tendo estado "escondida" em coleções …

Portugal regista 28 mortes e 682 novos casos de covid-19

Segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal registou este domingo 28 mortes e 682 novos casos de infeção nas últimas 24 horas. O boletim epidemiológico deste domingo, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de …

Maduro já recebeu primeira dose da vacina russa Sputnik V

Nicolás Maduro recebeu, este sábado, a primeira dose da vacina Sputnik V, cerca de duas semanas depois de o Governo anunciar o início do programa de vacinação. O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e a sua …

Um escape online. Hotel tailandês oferece excursões virtuais para que crianças possam ver elefantes de perto

Os museus virtuais são uma boa forma de manter as crianças entretidas durante o confinamento. Se essa transmissão em tempo real envolver elefantes em vez de obras de arte, melhor ainda. O Anantara Golden Triangle Elephant …

FBI investiga ligações entre assaltantes do Capitólio e pessoa próxima de Trump

Uma pessoa próxima à presidência norte-americana de Donald Trump terá estado em contacto com o grupo de extrema-direita "Proud Boys" dias antes do ataque ao Capitólio. O FBI concluiu que uma pessoa ligada à presidência norte-americana …

"O terrorismo nunca tem a última palavra." Papa Francisco visita Qaraqosh, a maior cidade cristã do Iraque

A viagem do Papa Francisco pelo Iraque continua. No terceiro dia, Francisco orou pelas vítimas da guerra no Médio Oriente. O Papa Francisco viajou este domingo até Qaraqosh, a maior cidade cristã do Iraque, alvo da …

Pedro Pichardo conquista ouro no triplo salto

O português Pedro Pichardo conquistou, este domingo, o ouro no triplo salto. A medalha foi-lhe garantida no primeiro salto, mas qualquer um dos que se seguiram lhe garantiriam o primeiro lugar. Pedro Pichardo conquistou este domingo …

Inteligência Artificial dá vida a fotos antigas dos seus familiares

Um novo serviço de Inteligência Artificial permite animar fotografias antigas. Pode dar vida a tudo, desde fotos antigas de um familiar a um retrato de uma figura histórica. A empresa MyHeritage lançou um novo serviço chamado …

De "velho" a "enternecedor". As reações dos partidos às críticas de Cavaco Silva

O antigo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva teceu duras críticas, este sábado, ao Governo português. PS, PCP e Bloco de Esquerda reagiram. Este sábado, Cavaco Silva deixou duras críticas ao Executivo de António Costa, sublinhando …

Descoberto dinossauro carnívoro que viveu nos Pirenéus há 66 milhões de anos

Cientistas identificaram uma nova espécie de dinossauro carnívoro, que viveu nos Pirenéus há cerca de 66 milhões de anos. De acordo com o canal estatal russo RT, a partir de alguns fósseis encontrados em Conca Dellà, …