Há enfermeiros da linha da frente excluídos das listas para prémio para profissionais do SNS

Alejandro Garcia / EPA

O Sindicato Democrático dos Enfermeiros Portugueses denuncia que há enfermeiros que estiveram na linha da frente do combate à pandemia que não vão receber o prémio anunciados pela ministra da Saúde.

Em declarações à TSF, Luís Mós, responsável do Sindicato Democrático dos Enfermeiros Portugueses, garantiu que há profissionais de saúde que não estão nas listas para receber o prémio para profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS), apesar de cumprirem os requisitos previstos no decreto-lei.

“Durante o estado de emergência, que entrou em vigor em março, os profissionais de saúde estiveram sempre na luta, no combate à covid-19, portanto, continuamente, mais do que durante 30 dias”, criticou Luís Mós. “Muitas urgências estão a ser excluídas deste tipo de subsídio.”

Segundo o sindicalista, há casos de enfermeiros não visados, por exemplo, no hospital Amadora-Sintra e no hospital do Algarve. “Os enfermeiros que estão na urgência de Portimão não são abrangidos por este prémio, e estão na linha da frente”, disse Luís Mós. “Nós estamos aqui com doentes Covid, temos internamentos, inclusivamente, no Amadora-Sintra. Existe um internamento de grávidas com Covid.”

“Tratamos de colheitas, mudamos de fatos e equipamentos de proteção de quatro em quatro horas. Estamos na linha da frente, portanto não há motivos para não sermos incluídos”, defendeu.

O sindicalista fala de “injustiça”, acrescentando que os profissionais de saúde estão “desmotivados e cansados”.

O Sindicato Democrático dos Enfermeiros Portugueses pediu reuniões com caráter de urgência às administrações dos hospitais.

Segundo o decreto publicado em Diário da República, os profissionais de saúde do SNS que trabalharam no combate à covid-19 na primeira vaga da pandemia – entre março e abril – vão receber um prémio que corresponde a 50% da sua remuneração base.

Além do prémio, os profissionais do SNS vão ainda receber mais dias de férias – um dia por cada período de 48 horas de trabalho suplementar e um dia por cada período de 80 horas de trabalho normal.

O prémio será atribuído aos profissionais que durante pelo menos 30 dias — independentemente dos dias de descanso, isolamento profilático ou doença pelo novo coronavírus — tenham “praticado atos diretamente relacionados com pessoas suspeitas e doentes infetados por covid-19“.

Esses atos incluem avaliação clínica, contactos e casos de covid-19 e processamento de amostras para testes laboratoriais de SARS-CoV-2 praticados em áreas dedicadas à infeção em hospitais, centros de saúde e nas unidades de Saúde Pública dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) e das Administrações Regionais de Saúde (ARS).

Quando foi anunciado, o prémio foi criticado pelos sindicatos de médicos e enfermeiros por só ser atribuído a profissionais de saúde que trabalharam na primeira vaga da pandemia.

Após as críticas, a ministra da Saúde, Marta Temido, admitiu a possibilidade de virem a existir prémios para os profissionais de saúde que estão a trabalhar na área de covid-19 na segunda vaga.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É bastante compreensível que “enfermeiros” como a bastonária vigariata que vai a comícios do Chega dar beijos ao Ventura não receba qualquer prémio – mau seria!…

RESPONDER

Profissionais de saúde começam hoje a receber segunda dose da vacina

Até sexta-feira, tinham sido vacinadas 106 mil pessoas em Portugal continental, incluindo utentes e funcionários de lares de idosos. Os primeiros profissionais de saúde que foram vacinados contra a covid-19 no final do ano vão começar …

Garcia de Orta alerta para risco de pré-catástrofe. Hospital de Loures com doentes ventilados na urgência

O Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, apresentava, este sábado, um total de 169 doentes com covid-19 internados, dos quais 18 em cuidados intensivos. Já o Hospital de Loures tinha 187 doentes com covid-19 …

Os novos robôs da Samsung fazem pequenas tarefas domésticas (e ainda lhe servem um copo de vinho)

O Samsung Galaxy S21 não é a única surpresa que a empresa tem preparada para 2021. A Samsung apresentou algumas propostas de robôs domésticos, na primeira grande feira de tecnologia do ano. A Samsung levantou um …

Cientistas desenvolveram mini-cérebros (quase) humanos

Cientistas norte-americanos enviaram para a Estação Espacial Internacional (EEI) aglomerados de células nervosas, chamadas de mini-cérebros, que estão, agora, a desenvolver-se de formas que os investigadores não imaginavam ser possível. Os organóides foram criados a partir …

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está …

"Bola de fogo" cruzou o céu sobre o Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora

Uma "bola de fogo" atravessou o mar Mediterrâneo e o norte de Marrocos na noite de quarta-feira, a 105.000 quilómetros por hora. A bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol a uma velocidade …

Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. "Isto não é para mulheres"

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das …

"Uma memória a flutuar no oceano." Encontrada, dois anos depois, uma mensagem numa garrafa

Uma mensagem no interior de uma garrafa sobreviveu a uma viagem de dois anos pelo oceano. Recentemente, chegou às mãos de um ativista ecológico, enquanto limpava uma praia da Papua Nova Guiné. Em novembro do ano …

As células imortais de Henrietta Lacks revolucionaram a Ciência

O ano de 1951 foi muito importante no campo da biotecnologia e, surpreendentemente, tudo começou com a chegada de Henrietta Lacks a um hospital norte-americano. Descendente de escravos, Loretta Pleasant nasceu a 1 de agosto de …

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …