Enfermeiros querem angariar um total de 700 mil euros para financiar greve

Rodrigo Antunes / Lusa

Na greve em curso, os enfermeiros angariaram 300 mil euros, conseguindo mesmo ultrapassar o objetivo ao recolherem 360 mil euros até 22 de novembro. Para uma nova greve estabeleceram a meta de 400 mil euros até 14 de janeiro.

Os enfermeiros prometem que a greve aos blocos operatórios não vai parar e até que se tornará mais agressiva no início do próximo ano. Para tal estão já a angariar fundos para a nova paralisação, cujo pré-anúncio ainda não foi entregue, que será mais extensa e com outros blocos operatórios abrangidos.

Por isso, para esta nova greve estabeleceram a meta de 400 mil euros que pretendem garantir até 14 de janeiro. Na greve em curso fizeram um crowdfunding de 300 mil euros e conseguiram ultrapassar o objetivo ao recolherem 360 mil euros até 22 de novembro.

A verba será utilizada para pagar aos enfermeiros o dinheiro do salário perdido com a greve, ou pelo menos compensar a perda. São 42 euros por dia que são pagos. “Não é financiamento da greve, preferimos dizer que é uma ajuda solidária”, disse ao DN Catarina Barbosa, uma dos cinco enfermeiros que integra o Movimento Greve Cirúrgica, responsável por esta angariação de fundos e pelo pagamento aos colegas.

São elementos de cinco blocos operatórios – centros hospitalares de S. João (Porto), Universitário do Porto, Coimbra, Lisboa Norte e Setúbal – que estão em greve, desde 22 de novembro, até ao final do ano.

“Somos um movimento que faz a ligação entre os sindicatos que convocaram a greve, a ordem e os enfermeiros”, explica Catarina Barbosa. A paralisação foi convocada pela Associação Sindical Portuguesa de Enfermeiros e pelo Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal.

Donativos são registados

A forma de “ajudar” os grevistas não é muito comum em Portugal mas está a resultar em pleno, segundo Catarina Barbosa. Abriram numa plataforma de crowdfunding, que cobra uma comissão de 7,5% do total de fundos amealhados, e qualquer pessoa pode entregar dinheiro até de transferência bancária.

“É um processo transparente, com todos os donativos a ficarem registados através do NIB. Temos acesso aos dados de quem faz donativos”, assegura Catarina Barbosa. “Fala-se na possibilidade de grandes donativos de privados mas isso não é verdade. Fica tudo registado e, até ao momento, não recebemos nenhuma quantia avultada na iniciativa.”

Na recolha de fundos para a greve em curso foi atingido um valor de 377.297 euros com 14.415 apoiantes o que dá uma média inferior a 25 euros por donativo. Na segunda campanha já iniciada, às 16h50 de segunda-feira estavam recolhidos 17.206 euros, entregues por 654 apoiantes, o que significa uma média de 26 euros.

“A maioria das pessoas que faz donativos são enfermeiros. Há também familiares, amigos e outros profissionais de saúde, como médicos e anestesistas”, explica Catarina Barbosa.

“Ajuda” ainda vai ser paga

A distribuição pelo dinheiro está também organizada de forma a que tudo esteja justificado e não restem dúvidas. Para já ainda ninguém recebeu nada.

“Há uma listagem dos responsáveis em cada bloco. Sabe-se quem são os enfermeiros, quem estava de serviço e fez greve. Isso fica no registo biométrico e quando temos esses dados na nossa posse é que pagamos as compensações. Para já ainda não receberam nada. No final da semana os enfermeiros de Coimbra devem ser os primeiros a receber”, adianta Catarina Barbosa.

O dinheiro sobrante será entregue a instituições de solidariedade social. “Temos colegas que dispensam o donativo. Há casos de quem ia receber só um dia pelo fundo e prescindiu”, referiu.

Catarina Barbosa diz que acabar a greve depende do Ministério da Saúde. “Está nas mãos do Governo. A ministra diz que não negoceia com quem está em greve mas não iremos parar”, garante. Em causa está o descongelamento das progressões e a atribuição de subsídio de função aos enfermeiros especialistas.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …